PT
BR
Pesquisar
Definições



picasses

A forma picassesé [segunda pessoa singular do pretérito imperfeito do conjuntivo de picarpicar].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
picarpicar
( pi·car

pi·car

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo e pronominal

1. Ferir ou ferir-se com objecto pontiagudo ou perfurante.

2. Causar ou sentir excitação ou estímulo (ex.: o treinador tentava picar a equipa; o estudante picou-se quando começou a investigar). = AGUILHOAR, DESPERTAR, INCITAR

3. [Figurado] [Figurado] Causar ou sentir incómodo ou melindre. = DESGOSTAR, INCOMODAR, INQUIETAR, MELINDRAR, OFENDER

4. Causar ou sentir irritação ou zanga. = IRRITAR, ZANGAR

5. [Informal] [Informal] Provocar ou desafiar alguém.


verbo transitivo

6. Perfurar ou ferir com o bico. = BICAR

7. Lavrar pedra com o picão.

8. Dotar de picos ou protuberâncias afiadas (ex.: picar limas).

9. Fazer buracos, falando de insectos (ex.: a traça picou a roupa quase toda). = CORROER, PERFURAR, TRAÇAR

10. Arremessar arpão contra. = ARPAR, ARPEAR, ARPOAR

11. [Tauromaquia] [Tauromaquia] Pôr bandarilhas ou farpas em. = BANDARILHAR, FARPEAR

12. Dar com esporas ou instrumento semelhante em (ex.: picar o cavalo). = ESPOREAR

13. Cortar em pequenos pedaços (ex.: picar a cebola).

14. Tornar mais rápido (ex.: picaram o passo porque anoitecia; vamos picar o ritmo de trabalho). = ACELERAR, APRESSAR

15. [Informal] [Informal] Levar ou tirar o que é de outrem sem a sua autorização. = ROUBARDEVOLVER, RESTITUIR

16. Cobrir um lanço em leilão.

17. [Regionalismo] [Regionalismo] Subir o preço ou o valor de algo.

18. [Regionalismo] [Regionalismo] [Agricultura] [Agricultura] Dar a primeira sacha em.

19. [Desporto] [Esporte] Dar um toque na bola de forma a provocar um efeito especial.

20. [Informal] [Informal] Fazer um sinal gráfico, geralmente semelhante à letra V, que indica que algo foi feito ou verificado (ex.: foi picando a lista de tarefas conforme as foi despachando).


verbo transitivo e intransitivo

21. Causar ou sentir comichão ou ardor (ex.: a malagueta pica a língua; sinto a pele a picar).

22. Morder o engodo (ex.: o peixe não picou o isco; fico à espera que o peixe pique).

23. [Aeronáutica] [Aeronáutica] Fazer voar ou voar com o nariz para baixo.CABRAR


verbo intransitivo

24. Voar a pique, quase na vertical (ex.: o falcão consegue picar para apanhar a presa).


verbo pronominal

25. Ficar com agitação ou ondulação (ex.: o mar está a picar-se). = AGITAR-SE, ENCRESPAR-SE

etimologiaOrigem etimológica:latim *piccare, de picus, -i, picanço, grifo.

Auxiliares de tradução

Traduzir "picasses" para: Espanhol Francês Inglês

Anagramas



Dúvidas linguísticas



Por que motivo algumas palavras fazem o diminutivo com S e outras com Z?
Entre os sufixos mais produtivos para a formação de diminutivos encontram-se -inho e -zinho. Desta forma, poderá, por exemplo, formar as palavras livrinho (livro + -inho) e livrozinho (livro + -zinho). Só poderá haver um -s- num diminutivo se a palavra primitiva já o contiver, pois não há, em português, um sufixo -sinho. Por exemplo, nas palavras adeusinho ou vasinho há um -s- porque as palavras são formadas de adeus ou vaso + -inho.



Gostaria de, se possível, obter um esclarecimento quanto ao uso da vírgula (,). Quero saber se se usa a vírgula depois de parênteses numa frase.
Sobre o uso da vírgula em geral, por favor consulte a dúvida vírgula antes da conjunção e. Especificamente sobre a questão colocada, a vírgula pode surgir depois de parênteses se houver necessidade de ser utilizada para separar grupos sintácticos. É agora necessário referir que os parênteses são sinais gráficos - podem ser curvos “( )”, rectos “[ ]” ou angulares “< >” - utilizados sobretudo para delimitar palavras, locuções ou frases intercaladas ou suprimidas, sem que a estrutura sintáctica seja alterada.
Analisem-se, a título de exemplo, as frases abaixo:

a) Ele respeita os sinais de trânsito (proibição, obrigação e limites), observando todas as regras.
b) Os sinais de trânsito (proibição, obrigação e limites) foram respeitados.

Em a), a coordenação proibição, obrigação e limites surge como informação adicional ou explicitação de os sinais de trânsito. Há utilização de vírgula a seguir ao parêntese porque a oração gerundiva que se segue, por ter um carácter adverbial ou circunstancial, é separada da oração principal. O uso da vírgula é independente do uso dos parênteses, pois se a locução entre parênteses não estiver na frase (e é característica da informação entre parênteses o facto de ser adicional ou não essencial), a pontuação deverá ser exactamente a mesma (ex.: Ele respeita os sinais de trânsito, observando todas as regras.).

Em b), a coordenação proibição, obrigação e limites surge igualmente como informação adicional não essencial, mas não poderá haver utilização de vírgula a seguir ao parêntese, porque o que se segue é o predicado do sujeito da frase (foram respeitados) e, do ponto de vista lógico e gramatical, não há motivo para aí colocar uma vírgula. Da mesma forma que em a), se a locução entre parênteses não existir na frase, a pontuação deverá ser exactamente a mesma (ex.: Os sinais de trânsito foram respeitados.).