PT
BR
Pesquisar
Definições



pertence

A forma pertencepode ser [segunda pessoa singular do imperativo de pertencerpertencer], [terceira pessoa singular do presente do indicativo de pertencerpertencer], [nome masculino plural] ou [nome masculino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
pertencepertence
( per·ten·ce

per·ten·ce

)


nome masculino

1. [Direito] [Direito] Parte acessória ou complementar, dependente de outra ou anexa a ela. = PERTENÇA

2. Declaração de transmissão da propriedade de títulos da dívida pública, etc., escrita nos mesmos títulos.

pertences


nome masculino plural

3. Conjunto dos objectos pessoais de alguém. = HAVERES

etimologiaOrigem etimológica:derivação regressiva de pertencer.
pertencerpertencer
|ê| |ê|
( per·ten·cer

per·ten·cer

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo intransitivo

1. Tocar a alguém.

2. Ser propriedade de alguém ou ser devida a alguém (alguma coisa).

3. Formar ou fazer parte.

4. Ser parte integral de.

5. Ser da atribuição ou competência de.

6. Ter relação.

7. Dizer respeito; ser concernente.

Auxiliares de tradução

Traduzir "pertence" para: Espanhol Francês Inglês


Dúvidas linguísticas



Na frase "aja como homem e pense como mulher", devo usar aja ou haja de agir? Qual é o correto?
Na frase que menciona, Aja como homem e pense como mulher, o termo correcto é aja, forma verbal (3ª pessoa do singular do imperativo, podendo também ser 1ª ou 3ª pessoa do singular do presente do conjuntivo [subjuntivo, no Português do Brasil]) de agir. É uma forma homófona, i.e., lê-se da mesma maneira mas escreve-se de modo diferente de haja, forma verbal (1ª ou 3ª pessoa do singular do presente do conjuntivo [subjuntivo, no Português do Brasil] e 3ª pessoa do singular do imperativo) de haver. Para as distinguir, talvez seja útil ter presente que pode substituir a forma aja (do verbo agir) por actue – “Aja/actue como um homem e pense como uma mulher” – e a forma haja (do verbo haver) por exista – “Haja/exista paciência!”.



Qual denominação para a "operação" de passar Francisco a Chico, Helena a Lena, Alice a Lili, etc.
As palavras Chico, Lena ou Lili são hipocorísticos (isto é, nomes próprios usados para designar alguém de maneira informal ou carinhosa) em relação a Francisco, Helena e Alice, respectivamente. Estes três hipocorísticos mostram, contudo, fenómenos diferentes de formação de palavras: em Francisco > Chico há uma redução por aférese acompanhada de alteração expressiva da forma reduzida; em Helena > Lena há uma simples redução por aférese; em Alice > Lili há uma redução com aférese e apócope e com o redobro de uma sílaba. A estes mecanismos pode ainda juntar-se o frequente uso de sufixos aumentativos ou diminutivos (ex. Chicão, Leninha).