Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

palhaço

palhaçopalhaço | n. m. | n. m. pl.
palhaçopalhaço | adj.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

pa·lha·ço pa·lha·ço 1


(italiano pagliaccio, palhaço, bufão, do italiano paglia, palha)
nome masculino

1. Actor cómico ou profissional que tem intenção de divertir o público, em especial no circo.

2. Pessoa que diz ou faz disparates ou coisas engraçadas ou que não é habitualmente levada a sério. = BOBO

3. [Depreciativo]   [Depreciativo]  Pessoa que muda constantemente de opinião ou que não merece consideração.

4. [Pesca]   [Pesca]  Engodo artificial, geralmente com a forma de um peixe ou de um crustáceo, com um orifício na extremidade que se prende à linha e uma coroa de anzóis na outra extremidade, usado na pesca de peixes predadores. = AMOSTRA


palhaços
nome masculino plural

5. [Portugal, Informal]   [Portugal, Informal]  Designação informal da unidade monetária portuguesa antes do euro (ex.: isto custava 500 palhaços). = ESCUDOS, PAUS


agasalhar o palhaço
[Portugal, Calão]   [Portugal, Tabuísmo]  Estimular os próprios órgãos genitais masculinos para obter prazer sexual. = MASTURBAR-SE, ONANIZAR-SE

Feminino: palhaça.Feminino: palhaça.

pa·lha·ço pa·lha·ço 2


(palha + -aço)
adjectivo
adjetivo

Que é feito de palha ou está vestido de palha (ex.: casas palhaças).

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "palhaço" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Anagramas

Esta palavra em blogues

Ver mais

...ombro O braço aperta o abraço O olhar apaixona o assombro Riso apaixona o palhaço ..

Em A PENA E A ESPADA

-Neto Palhaço , membro da facção DMP, fuzilado encima de sua moto com cerca de 10...

Em Rede Brasil de Noticias - O Point da Informação

: "Esse palhaço me ligou da Marvel, não era editor nem nada..

Em BLACK ZOMBIE

: "Esse palhaço me ligou da Marvel, não era editor nem nada..

Em BLACK ZOMBIE

O ator Paulo José, conhecido por seu papel em “O Palhaço ”, de Selton Mello, morreu nesta quarta-feira (11), no Rio de Janeiro..

Em Rede Brasil de Noticias - O Point da Informação
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Estou estudando verbos, mas aprendi que existem 3 modos verbais; aqui neste site, vi que tem mais que três. Ainda não conhecia o que está aqui neste site. Por favor, gostaria que me explicasse. O que eu conheço são os modos no indicativo, subjuntivo e o imperativo.
Tal como é afirmado na Gramática Priberam, no capítulo sobre os Modos dos Verbos, são geralmente considerados pelos gramáticos três modos verbais: o indicativo (ex.: ele foi a São Paulo), o conjuntivo ou subjuntivo (ex.: talvez haja boas notícias) e o imperativo (ex.: come a sopa!). Há, no entanto, autores que referem que o condicional ou futuro do pretérito, o futuro do indicativo e o infinitivo podem também eles apresentar valores modais em certos contextos.

A divisão patente na conjugação dos verbos do Dicionário Priberam e no conjugador do FLiP apresenta uma categorização mista entre modos, tempos e formas nominais do verbo. Iremos, no entanto, repensar esta categorização para que os nossos usuários não sejam induzidos em erro.




Gostaria que me explicassem qual das expressões é a correta:
"Isto não tem nada a ver com aquilo."
"Isto não tem nada haver com aquilo."
Das frases que menciona, apenas a primeira (isto não tem nada a ver com aquilo) está correcta, pois, neste caso, a locução ter a ver com significa "estar relacionado com" ou "dizer respeito a" (ex.: fisicamente, o filho não tem nada a ver com o pai; quem disse que eu tenho alguma coisa a ver com essa história?). A segunda frase (*isto não tem nada haver com aquilo) está incorrecta e a dúvida resulta da semelhança fonética do verbo haver com a sequência a ver da locução ter a ver com.

É também a proximidade fonética entre ter a ver (com) e ter a haver que está na origem de outra dúvida muito semelhante, comum a muitos falantes de português, a que já respondemos aqui. É o caso em que a locução ter a ver (com) é confundida com a locução ter a haver, muito mais rara, que significa "ter a receber" ou “ficar na posse de algo” (ex.: a senhora ainda tem troco a haver; já recebi tudo, não tenho mais nada a haver). Nesse caso, qualquer frase decorrente de uma estrutura como ela não tem nada a _____ [ver/haver] com aquilo, é correcta: ela não tem nada a ver com aquilo significa “ela não tem relação com aquilo; aquilo não lhe diz respeito”; ela não tem nada a haver com aquilo significa “ela não recebe nada com aquilo”. No entanto, é altamente provável que, no caso dessa estrutura, a intenção seja indicar que o assunto ou a situação de que se está a falar [aquilo] não diz respeito ao interlocutor ou ao sujeito de quem se fala, pelo que, nesse caso, a única forma correcta de transmitir esse significado é através da locução ter a ver com, tal como ela é usada na frase isto não tem nada a ver com aquilo.

pub

Palavra do dia

war·fa·ri·na war·fa·ri·na


(inglês warfarin, de W[isconsin] A[lumni] R[esearch] F[oundation], sociónimo + [cum]arin, cumarina)
nome feminino

[Química]   [Química]  Substância (C19H16O4) usada como anticoagulante na prevenção de tromboses e na composição de raticidas. = VARFARINA

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/palha%C3%A7o [consultado em 24-09-2021]