PT
BR
Pesquisar
Definições



pala

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
palapala
( pa·la

pa·la

)


nome feminino

1. [Joalharia] [Joalheria] Engaste de pedra preciosa.

2. Parte do boné ou da barretina que cai sobre os olhos.

3. Coisa semelhante a uma pala de boné que se põe sobre os olhos para os resguardar da claridade.

4. Cada uma das duas peças que se colocam na parte lateral exterior de cada um dos olhos de certos animais, para diminuir a visão lateral.

5. Aba de um envelope, de um bolso, etc.

6. [Arquitectura] [Arquitetura] [Arquitetura] Parte saliente, geralmente horizontal, de uma construção, que serve para cobertura ou protecção de um espaço.

7. [Religião] [Religião] Peça quadrada com que se cobre o cálice da eucaristia.

8. Parte do sapato que corresponde à parte superior da gáspea, onde assenta a fivela ou que protege o pé dos atacadores. = LÍNGUA, LINGUETA

9. Parte da polaina que cobre o peito do pé.

10. [Armamento] [Armamento] Parte móvel da cartucheira que cobre os cartuchos.

11. [Armamento] [Armamento] Peça do arreio, destinada a transportar sabre ou arma semelhante.

12. [Heráldica] [Heráldica] Faixa longitudinal do escudo.

13. [História] [História] Capa ou manto usado pelas matronas romanas.

14. [Figurado] [Figurado] Peta, mentira.

15. [Náutica] [Náutica] Embarcação asiática.

16. [Portugal: Fundão] [Portugal: Fundão] Bebedeira.

17. [Portugal: Trás-os-Montes] [Portugal: Trás-os-Montes] Lapa, fraga.

18. [Brasil, Informal] [Brasil, Informal] Indicação ou informação útil, geralmente pouco divulgada. = DICA, PLÁ

19. [Brasil] [Brasil] Espécie de poncho de pontas arredondadas.


à pala

[Informal] [Informal] Sem custos (ex.: as bebidas são à pala). = DE BORLA, DE GRAÇA, GRÁTIS

à pala de

[Informal, Depreciativo] [Informal, Depreciativo] Às expensas de; às custas de (ex.: consolidação da banca à pala dos contribuintes). = À CONTA DE

[Informal] [Informal] A pretexto de (ex.: eles deixaram de falar à pala dessa história). = À CONTA DE, POR CAUSA DE

bater (a) pala

[Informal] [Informal] [Militar] [Militar]  Fazer a continência.

pala abaixada

[Heráldica] [Heráldica]  A que não toca o chefe do escudo.

[Heráldica] [Heráldica]  Barra da faixa longitudinal do escudo.

etimologiaOrigem etimológica:latim pala, -ae, pá, enxada, engaste.

Auxiliares de tradução

Traduzir "pala" para: Espanhol Francês Inglês

Anagramas



Dúvidas linguísticas



Gostaria de saber se o verbo vir na frase eu não quero que eles "vão" à festa, está correto e se não qual é a forma correta.
Na frase Eu não quero que eles vão à festa está presente o verbo ir, indicando que alguém faz uma acção de se deslocar de cá para lá, ou de um local próximo para um local mais afastado.
Se quiser utilizar o verbo vir, indicando que alguém faz uma acção de se deslocar de lá para cá, ou de um local afastado para um local mais próximo de quem fala, deverá utilizar a forma venham.
Em ambos os casos, a frase estará correcta, pois trata-se de formas verbais no presente do conjuntivo (ou presente do subjuntivo, no português do Brasil), por fazer parte de uma oração subordinada completiva ou integrante, que é complemento directo do verbo querer. As duas frases apenas diferem no sentido dado por ser o verbo ir ou o verbo vir.




Qual a função sintáctica de «a médico, confessor e advogado» na frase «a médico, confessor e advogado nunca enganes»: A. complemento indirecto B. complemento directo C. sujeito
A frase que refere é em tudo semelhante à que é apresentada na Nova Gramática do Português Contemporâneo, de Celso Cunha e Lindley Cintra (Lisboa: Ed. João Sá da Costa, 1998, 14.ª ed., p. 143), como exemplo de uma frase com objecto (ou complemento) directo preposicionado. O constituinte sintáctico a médico, confessor e advogado desempenha aqui a função de complemento directo, ainda que preposicionado, pois, se por regra o complemento directo não é introduzido por preposição, neste caso, e segundo a mesma gramática, “o emprego da preposição não obrigatória transmite à relação um vigor novo, pois o reforço que advém do conteúdo significativo da preposição é sempre um elemento intensificador e clarificador da relação verbo-objecto” (p. 555). Os complementos directos preposicionados contêm normalmente a preposição a e são estruturas algo raras na língua actual; têm como principal função a desambiguação dos constituintes, especialmente quando há inversão da ordem canónica ou elisão do verbo (ex.: ao médico enganou o rapaz e ao confessor a rapariga), ou a ênfase de um constituinte, normalmente em estruturas ligadas a verbos como adorar, amar, bendizer, estimar (ex.: os crentes amam a Deus; estima muito aos teus pais).