Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

opa

opaopa | interj.
opaopa | n. f.
OPAOPA | n. f.
3ª pess. sing. pres. ind. de oparopar
2ª pess. sing. imp. de oparopar
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

o·pa |ô|o·pa |ô|2


(origem expressiva)
interjeição

1. [Brasil]   [Brasil]  Expressão usada para exprimir espanto ou admiração.

2. [Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]  Fórmula de saudação. = OI


SinónimoSinônimo Geral: OBA

Confrontar: upa.

o·pa |ó|o·pa |ó|1


(origem obscura)
nome feminino

1. [Vestuário]   [Vestuário]   [Vestuário]  Capa sem mangas, mas com aberturas para enfiar os braços, usada geralmente por confrarias religiosas em cerimónias. = BALANDRAU

2. [Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]  Festa animada. = FARRA, FOLIA, PÂNDEGA

Confrontar: upa.

OPA |ópa|OPA |ópa|3


nome feminino

Acrónimo de Oferta Pública de Aquisição (ex.: OPA amigável; OPA hostil).


o·par o·par

- ConjugarConjugar

(origem duvidosa)
verbo transitivo

Inchar, intumescer.

pub

Parecidas

Anagramas

Esta palavra em blogues

Ver mais

Quando tivemos uma OPA ilegal, não ouvi uma palavra de Rui Costa..

Em Fora-de-jogo

E recorda ainda a OPA que Luís Filipe Vieira pretendia lançar e que foi travada pelo regulador..

Em Fora-de-jogo

Em novembro de 2019, na OPA que o clube lançou sobre a SAD, foi incluída uma cláusula

Em Fora-de-jogo

A OPA lançada pela Benfica SGPS à SAD

Em Fora-de-jogo

Opa , mais uma prisão cheia de homens negros irriquietos..

Em www.tonygoes.com.br
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Estou estudando verbos, mas aprendi que existem 3 modos verbais; aqui neste site, vi que tem mais que três. Ainda não conhecia o que está aqui neste site. Por favor, gostaria que me explicasse. O que eu conheço são os modos no indicativo, subjuntivo e o imperativo.
Tal como é afirmado na Gramática Priberam, no capítulo sobre os Modos dos Verbos, são geralmente considerados pelos gramáticos três modos verbais: o indicativo (ex.: ele foi a São Paulo), o conjuntivo ou subjuntivo (ex.: talvez haja boas notícias) e o imperativo (ex.: come a sopa!). Há, no entanto, autores que referem que o condicional ou futuro do pretérito, o futuro do indicativo e o infinitivo podem também eles apresentar valores modais em certos contextos.

A divisão patente na conjugação dos verbos do Dicionário Priberam e no conjugador do FLiP apresenta uma categorização mista entre modos, tempos e formas nominais do verbo. Iremos, no entanto, repensar esta categorização para que os nossos usuários não sejam induzidos em erro.




Surgiu uma dúvida sobre a escrita correta: nenhuma - está correto - e nem uma - é correto também ou não se usa?

Ambas as grafias, nenhuma e nem uma, estão correctas; os seus usos e funções é que são distintos.

A palavra nenhuma pode funcionar como determinante (i.e., antes de um nome) ou como pronome (i.e., em vez de um nome) indefinido, indicando negação (1)-(2), ausência (3)-(4) ou reforço de negação (5)-(6). As frases dos números ímpares correspondem a exemplos de nenhuma como determinante, as dos números pares correspondem a exemplos de nenhuma como pronome:
(1) Nenhuma pedra será removida.
(2) Juntou várias pedras mas nenhuma foi removida.

(3) Nenhuma sócia compareceu à festa.
(4) Convidou várias pessoas mas nenhuma compareceu à festa.

(5) Não tenho nenhuma vontade de sair hoje à noite.
(6) Experimentou várias blusas, mas não gostou de nenhuma.

Ainda em posição pré-nominal, e ligada à partícula de negação não, nenhuma pode ser equivalente ao indefinido uma:
(7) Ela não é nenhuma especialista na matéria, mas sabe o que diz.

Note-se que nas frases (1) e (3) nenhuma pode ser substituída por nem uma sem perda de sentido, contrariamente ao que sucede com a frase (5), que gera uma frase agramatical (5a):
(1a) Nem uma pedra será removida.
(3a) Nem uma das sócias compareceu à festa.
(5a) *Não tenho nem uma vontade de sair.

A palavra nenhuma, em posição pós-nominal, tem ainda uma função adjectival, reforçando a negação (5b). Neste contexto, nenhuma nunca pode ser substituída por nem uma, uma vez que tal substituição produz frases agramaticais como (5c):
(5b) Não tenho vontade nenhuma de sair.
(5c) *Não tenho vontade nem uma de sair.

A expressão nem uma pode também significar “nem mesmo uma”:
(8) Nem uma escavadora conseguiria remover esta pedra!

A frase de (8) significa que nem sequer uma escavadora conseguiria remover a pedra. Se nenhuma fosse utilizada em (8), o sentido seria outro: escavadora alguma conseguiria remover a pedra.


pub

Palavra do dia

war·fa·ri·na war·fa·ri·na


(inglês warfarin, de W[isconsin] A[lumni] R[esearch] F[oundation], sociónimo + [cum]arin, cumarina)
nome feminino

[Química]   [Química]  Substância (C19H16O4) usada como anticoagulante na prevenção de tromboses e na composição de raticidas. = VARFARINA

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/opa [consultado em 24-09-2021]