Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
obterobter | v. tr.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

ob·ter |ê| ob·ter |ê| - ConjugarConjugar
verbo transitivo

1. Conseguir, alcançar (o que se deseja).

2. Apanhar, ganhar.

3. Granjear.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "obter" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Como se classifica gramaticalmente a forma levemo-lo?
Gramaticalmente, levemo-lo corresponde a uma forma do verbo levar na primeira pessoa do plural do imperativo (ex.: amigos, levemos isto daqui já), seguido do pronome átono o, que assume a forma -lo por estar a seguir a uma forma verbal terminada num -s (que desaparece: levemos + o = levemo-lo).

A forma levemos, isoladamente, poderá corresponder também ao presente do conjuntivo (ex.: é preciso que levemos isto daqui), mas, como tem o pronome átono em posição enclítica (depois do verbo), não corresponde a esse tempo, pois o presente do conjuntivo é normalmente antecedido da conjunção que, com propriedades de atracção do pronome átono (ex.: é preciso que o levemos daqui), não sendo considerada gramatical uma construção proclítica nesse caso (ex.: *é preciso que levemo-lo daqui).




“Daniel Sampaio visitou a escola que frequentara, mas constatou que tudo estava diferente, ainda que o espaço físico fosse o mesmo.”
Tenho algumas dúvidas na divisão e classificação das orações da frase acima e ainda nas funções sintácticas desempenhadas pelas seguintes palavras na mesma frase:
- a escola
- Daniel Sampaio
- tudo
- diferente
Será que me poderiam esclarecer?
A frase transcrita contém 5 orações: 1) Daniel Sampaio visitou a escola (oração subordinante); 2) que frequentara (oração subordinada adjectiva relativa restritiva); 3) mas constatou (oração coordenada adversativa); 4) que tudo estava diferente (oração subordinada substantiva integrante) e 5) ainda que o espaço físico fosse o mesmo (oração subordinada adverbial concessiva).
Relativamente às funções sintácticas, na oração “Daniel Sampaio visitou a escola que frequentara”, “Daniel Sampaio” desempenha a função de sujeito (é com essa expressão que o verbo concorda) e a “escola que frequentava” é o complemento directo (a expressão “a escola” é apenas uma parte do complemento directo). Na oração “que tudo estava diferente”, “tudo” desempenha a função de sujeito e “diferente” a função de predicativo do sujeito.
A nomenclatura da classificação das orações ou das funções sintácticas pode variar, mas esta é uma classificação possível.

pub

Palavra do dia

de·sa·mão de·sa·mão
(des- + à + mão)
nome feminino

1. Usado na locução adverbial à desamão.


à desamão
Fora de caminho; fora de jeito; fora de mão.

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2020, https://dicionario.priberam.org/obter [consultado em 30-05-2020]