Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

numerus clausus

numerus claususnumerus clausus | loc.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

numerus clausus |númèrus cláuzus|


(locução latina que significa "número fechado")
locução

Limite máximo estabelecido de indivíduos ou entidades que podem ser admitidos num organismo ou instituição (ex.: houve aumento do numerus clausus nas faculdades de medicina).

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "numerus clausus" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Esta palavra em blogues

Ver mais

excelência que o desenvolvimento tem lugar. É com o objectivo de aprimorar a qualidade dos cuidados e melhor responder às necessidades das pessoas, famílias e comunidades que um/a enfermeiro/a decide investir na sua especialização. A imposição de numerus clausus para aceder à categoria de Enfermeiro

Em a peida é um regalo ... do nariz a gente trata

numerus clausus determinado na lei. Por fim, poderia ter um outro aliciante: o de rodar mais os guarda-redes. Assistimos agora a plantéis com dois ou mais excelentes keepers , em que os não titulares passam uma época inteira no banco ou em casa, o que além de ser frustrante é também caro para os clubes. E

Em O INDEFECTÍVEL

votos piedosos”, comentou. Na volta à mesa, Cotrim Figueiredo alinhou argumentos contra os numerus clausus , a limitação do número de votos a submeter à Assembleia, até porque, segundo Pedro Delgado Alves, do PS, essa solução “esbarraria” na liberdade de expressão e na liberdade de cada grupo parlamentar

Em VISEU, terra de Viriato.

têm os dias contados, que as pessoas não deveriam viajar e que o turismo necessita de um “ numerus clausus ”. Todos conhecemos quem entenda que deveríamos eliminar a poluição sonora, sobretudo a que resulta do sobrevoo de cidades e de zonas de habitação. Ainda recordamos batalhas e controvérsias em

Em Jacarandá

têm os dias contados, que as pessoas não deveriam viajar e que o turismo necessita de um “ numerus clausus ”. Todos conhecemos quem entenda que deveríamos eliminar a poluição sonora, sobretudo a que resulta do sobrevoo de cidades e de zonas de habitação. Ainda recordamos batalhas e controvérsias em

Em sorumb
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Eu gostaria de obter informação sobre a forma plural correta para o termo hora-extra, ou hora extra, que designa horas trabalhadas além do expediente regular do funcionário de uma instituição. A forma correta é horas extra, horas extras ou hora extras?
A grafia correcta é hora extra, sem hífen, e o plural é horas extras.



Agradecia que me dessem a vossa opinião quanto à classificação sintáctica da oração e não sei quem é que se encontra nos seguintes versos pessoanos: "É curioso que toda a vida do indivíduo que ali mora, e não sei quem é, atrai-me só por essa luz visitada de longe".
De acordo com o espólio do heterónimo pessoano Alberto Caeiro, disponibilizado on-line pela Biblioteca Nacional, o verso do poema "É noite" é ligeiramente diferente: "É curioso que toda a vida do indivíduo que ali mora, e que não sei quem é, // Atrai-me só por essa luz visitada de longe". Na expressão e que não sei quem é estão contidas duas orações: a primeira é uma oração subordinante (e que não sei) cujo verbo (saber) necessita de um complemento directo obrigatório que corresponde à segunda oração (quem é), que pode ser classificada como subordinada substantiva completiva.

A frase é complexa e a oração subordinante (e que não sei) deste pequeno excerto da frase, no âmbito dos versos transcritos (É curioso que toda a vida do indivíduo que ali mora, e que não sei quem é, atrai-me só por essa luz visitada de longe), é também uma oração subordinada relativa restritiva coordenada a outra da mesma natureza.

Para clarificar a divisão de orações, procedemos em seguida à classificação de todas as orações contidas nos dois versos de Alberto Caeiro e respectivas funções sintácticas (é de sublinhar que uma oração subordinada pode conter várias orações e dentro dela pode haver uma oração subordinante em relação às que dela dependem):
1. [É curioso] oração subordinante.
2. [que toda a vida do indivíduo que ali mora, e que não sei quem é, atrai-me só por essa luz visitada de longe] oração subordinada completiva com função de sujeito (este sujeito frásico não é muito evidente, mas pode ser testado com a concordância verbal; ex.: isso é curioso; essas coisas são curiosas).

2.1 [que toda a vida do indivíduo atrai-me só por essa luz visitada de longe] oração subordinante (relativamente às orações que dela dependem).
2.1.1 [que ali mora] oração subordinada relativa restritiva (isto é, fornece informação que restringe o antecedente indivíduo).
2.1.2 [e que não sei quem é] oração subordinada relativa explicativa (isto é, fornece informação adicional sobre o antecedente indivíduo) coordenada à oração relativa restritiva.
2.1.2.1 [e que não sei] oração subordinante (relativamente à oração que dela depende).
2.1.2.2 [quem é] oração subordinada completiva com função de complemento directo.

pub

Palavra do dia

xa·ro·po·so |pô|xa·ro·po·so |pô|


(xarope + -oso)
adjectivo
adjetivo

1. Que tem a consistência viscosa do xarope (ex.: bebida xaroposa). = VÍSCIDO

2. [Informal, Depreciativo]   [Informal, Depreciativo]  Que suscita comoção ou sensibilidade (ex.: canção xaroposa). = MELOSO, PIEGAS

3. [Brasil, Informal, Depreciativo]   [Brasil, Informal, Depreciativo]  Que cansa ou aborrece (ex.: discurso xaroposo). = CHATO, ENFADONHO, MAÇADOR, SECANTEANIMADO, ESTIMULANTE

Plural: xaroposos |pó|.Plural: xaroposos |pó|.
pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/numerus%20clausus [consultado em 25-09-2021]