Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

muda

mudamuda | n. f.
mudamuda | n. f.
3ª pess. sing. pres. ind. de mudarmudar
2ª pess. sing. imp. de mudarmudar
fem. sing. de mudomudo
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

mu·da mu·da 1


(derivação regressiva de mudar)
nome feminino

1. Acto ou efeito de mudar ou de mudar-se. = MUDANÇACONTINUIDADE, PERMANÊNCIA

2. Deslocação ou transferência de um sítio para outro. = MUDANÇA

3. [Zoologia]   [Zoologia]  Renovação da pena (nas aves), da pele ou do pêlo (em certos animais).

4. [Zoologia]   [Zoologia]  Época em que essa renovação acontece.

5. Substituição de cavalos ou muares cansados por outros folgados e colocados de distância a distância.

6. Lugar onde se faz essa substituição.

7. Mudança de voz que acontece na adolescência.

8. [Horticultura]   [Horticultura]  Planta tirada do viveiro para plantação definitiva.

9. Conjunto de peças de roupa para alguém poder mudar de vestuário (ex.: muda de roupa; trouxe duas mudas para as crianças).

Confrontar: moda.

mu·da mu·da 2


(feminino de mudo)
nome feminino

1. Mulher que não tem uso da palavra oral ou da capacidade de falar ou que fala pouco.

2. A consciência.

3. Navalha ou faca.

Confrontar: moda.

mu·dar mu·dar

- ConjugarConjugar

(latim muto, -are)
verbo transitivo, intransitivo e pronominal

1. Fazer ou sofrer alteração. = ALTERAR, MODIFICAR, TRANSFORMARCONSERVAR, MANTER

2. Variar de habitação ou residência.

verbo transitivo e intransitivo

3. Tirar de um lugar ou posição para outro. = DESLOCAR, MOVER, TRANSFERIR

4. Substituir, trocar.

5. Dispor ou apresentar-se de outra forma. = MODIFICAR, RENOVAR

6. Dar outra orientação, direcção ou sentido. = REDEFINIR, REDIRECCIONAR

7. Estar na muda (da pena, da pele etc.).

verbo intransitivo

8. Cambiar, variar.


mu·do mu·do


(latim mutus, -a, -um)
adjectivo
adjetivo

1. Que não tem uso da palavra oral ou da capacidade de falar.

2. Que não fala muito. = CALADO, SILENCIOSO, TACITURNOFALADOR, LOQUAZ

3. Que não é acompanhado de palavras orais ou de gritos (ex.: cinema mudo).

4. Que não se pronuncia ou não se articula (ex.: consoante muda).

5. Que não se manifesta abertamente. = ESCONDIDO, OCULTO, SECRETO

6. Em que não se ouve ruído algum. = SILENCIOSO


mudo e quedo
Em silêncio e quase sem se mexer.

Confrontar: modo.
pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "muda" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Anagramas

Esta palavra em blogues

Ver mais

...grande plano "é como a música" Quando vemos um rosto em grande plano, algo muda na nossa relação com o ecrã: o cinema descobriu isso muito antes das “selfies”...

Em sound + vision

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) retificou a distribuição de vagas do concurso público para 1.000 vagas de técnico do seguro social, um dos mais esperados do ano pelos concurseiros. Com isso, Mato Grosso do Sul que possuia 22 oportunidades, passa a ter 15. Antes, as agências de Campo Grande e Dourados somavam…

Em Caderno B

todo, ela é sempre a mesma, apenas muda de estado e se desloca — só que S..

Em sorumb

O que não muda é a necessidade de evitar que as bolas caiam e a emoção que sempre...

Em Viva a Poesia

...pedem uso preventivo da vacina nas pessoas de maior risco contra Monkeypox O que muda com o instrumento de emergência para gerir crises no mercado único Wall Street não...

Em A RODA
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Gostava de saber se a vossa ferramenta FLiP pode corrigir palavras com especificação de gênero, sugerindo palavras que não especificam gênero masculino ou feminino. Por exemplo, a correção de "menino" para "menine", para ser neutro.
O FLiP (Ferramentas para a Língua Portuguesa) oferece verificação e sugestões de correcção em casos de concordâncias de género, número e pessoa. No entanto, no caso especificado não se trata de um erro de concordância, mas de uma tomada de posição sociopolítica que, por opção individual, se reflecte linguisticamente, e que os correctores ortográficos, sintácticos e estilísticos não incorporam por não se tratar de prática generalizada pelos falantes e escreventes do português nem estar consignada pelos instrumentos legais que dispõem sobre a ortografia da língua portuguesa.
Adicionalmente, deve referir-se que, em português, o género gramatical não corresponde sempre ao sexo da entidade referente. Além disso, a língua portuguesa, tal como é usada pelos falantes e descrita pelas gramáticas, não tem género neutro, sendo o género em português uma categoria morfossintáctica dos nomes que admite apenas dois valores (feminino e masculino).

Em geral, quando associado a um nome animado, o género aplica-se a entidades de sexo masculino ou feminino, mas a oposição de género masculino/feminino não se limita a esta distinção, havendo, principalmente nos nomes inanimados, convenções linguísticas que não têm nenhum referente relacionado com o sexo (ex.: o frasco , a garrafa). Para além disso, os nomes epicenos (ex.: elefante [fêmea/macho]) e os nomes sobrecomuns (ex.: o cônjuge; a vítima), apesar de terem um valor único de género, podem designar entidades de sexo feminino ou masculino.
Os nomes de dois géneros (ou nomes comuns de dois), quando a mesma forma se pode aplicar ao género feminino e ao masculino, são ambíguos quanto ao género, mas o contexto sintáctico geralmente resolve essa ambiguidade (ex.: a/o estudante aplicada/o). A oposição de género reflecte-se ainda na referência ou substituição por um pronome, na concordância com modificadores (adjectivos, por exemplo) ou na presença de sufixos ou desinências.

A alteração de menino ou menina para *menine, *meninx, *menin@ ou outro tipo de soluções gráficas sem marcação de género não seria propriamente uma correcção, pois do ponto de vista ortográfico essas seriam consideradas formas erradas, uma vez que a ortografia é a parte da língua mais convencional e a única sujeita a textos legais. A alteração para desinências sem marcação explícita de género é uma opção individual do utilizador da língua, que o corrector automático não pode aplicar à generalidade dos usuários nas frases típicas alvo de correcção.




Qual é o adjetivo gentílico de quem nasce no Cazaquistão? Não achei registros para, por exemplo, ca(s/z)aque ou casaquistanês.
Cazaquistanês é a forma mais usual em Portugal para designar os naturais ou habitantes do Cazaquistão, enquanto no Brasil cazaque é a palavra mais usada. Esta última designa ainda a língua oficial do Cazaquistão, quer no português de Portugal quer no português do Brasil.
pub

Palavra do dia

vi·trí·o·lo vi·trí·o·lo


(latim tardio vitriolum, do latim vitrum, -i, vidro)
nome masculino

[Antigo]   [Antigo]   [Química]   [Química]  Nome vulgar do ácido sulfúrico e de alguns sulfatos.

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/muda [consultado em 26-09-2022]