Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

meia-moirisca

meia-moiriscameia-moirisca | n. f.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

mei·a·-moi·ris·ca mei·a·-moi·ris·ca


(feminino de meio + moirisca)
nome feminino

O mesmo que meia-mourisca.

Plural: meias-moiriscas.Plural: meias-moiriscas.
pub

Parecidas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Dúvidas linguísticas


Qual das frases está correcta? Situação A: 1) Devo-lhes dizer que a comida está saborosa. 2) Devo dizer-lhes que a comida está saborosa. Situação B: 1) Está-se a pensar naquilo (de) que mais gostaram de fazer. 2) Está a pensar-se naquilo (de) que mais gostaram de fazer. Coloca-se (de) ou não na frase? Diz-se Está-se a pensar... ou Está a pensar-se...
A dúvida menciona dois tópicos diferentes.
O primeiro relaciona-se com a colocação dos clíticos, pronomes pessoais de uma só sílaba (como o, a, me, nos, lhe, se, etc.), que não têm acentuação própria e por isso dependem do acento da palavra que está imediatamente antes ou depois (normalmente um verbo). Sobre esta questão aconselhamos a leitura da dúvida posição dos clíticos, para uma introdução mais geral ao tema tratado. Para uma resposta mais específica à dúvida, aconselhamos a leitura de outras dúvidas já respondidas sobre o mesmo assunto: sobre a situação A, pode ser consultada a dúvida posição dos clíticos com o verbo dever como auxiliar e respectiva remissão para posição dos clíticos em locuções verbais, a qual poderá também ser consultada para a dúvida relativa à situação B.

O segundo tópico abrange a estrutura argumental do verbo gostar. Este verbo constrói-se habitualmente com a preposição de (ex.: Gosta de chocolate; Gostaram de ir ao cinema), mas é muito usual esta preposição ser elidida quando o complemento do verbo é uma oração introduzida por uma conjunção completiva (ex.: Ele não gosta [de] que façam barulho; O carro [de] que gostamos é muito caro). Este fenómeno, comum a outros verbos (ex.: Convenceu a mãe [de] que precisava de dinheiro), não é de aceitação generalizada, pelo que, em registos formais ou cuidados, deverá ser evitado (ex. Ele não gosta de que façam barulho; O carro de que gostamos é muito caro).




Segundo o acordo ortográfico em vigor até 1990 escrever-se-á "ò mãe" e não "ó mãe", contrariamente à opinião generalizada. É correcto entender-se que o acordo de 1990 revoga o uso do acento grave na distinção das palavras homógrafas heterofónicas? Não encontro justificação no texto do acordo de 1990 para que o acento nesses casos passe de grave a agudo (ver Base XII).
O Acordo Ortográfico de 1945 (cf. Base XXIV) não permite escrever *ò mãe (o asterisco indica incorrecção), uma vez que a forma ò, à semelhança das contracções à ou às, mais usuais, só poderá ser contracção da preposição a com o artigo ou pronome o. Assim sendo, e não sendo gramatical a expressão *ao mãe, também não o será *ò mãe, sendo apenas possível utilizar a interjeição ó na expressão vocativa ó mãe. Este mesmo acordo prevê ainda o uso do acento grave nas contracções da preposição pra com o artigo ou pronome o e suas flexões (prò, prà, pròs, pràs).

A utilização do acento grave na distinção das palavras homógrafas heterofónicas (isto é, para distinguir palavras que se escrevem da mesma forma, mas têm pronúncias diferentes, como o substantivo aparte e a forma verbal aparte do verbo apartar) já tinha sido abolida com o texto de 1945 (cf. Base XXVI), apenas com pouquíssimas excepções: "quando importa diferençar por meio deste acento, normalmente indicativo de abertura vocálica, certas formas que estão em homografia com outras que lhes são etimologicamente paralelas. Deste modo se distinguem: àgora, interjeição de uso dialectal (Norte de Portugal), e agora, advérbio, conjunção e interjeição; ò, à, às, às, formas arcaicas do artigo definido, e o, a, os, as."

Não se trata, então, de uma alteração preconizada pelo texto do Acordo Ortográfico de 1990, mas sim de uma alteração anterior. O que acontece no Acordo de 1990 (cf. Base XII) é que este texto não prevê o uso de acentos graves, excepto nas contracções à, àquele, àquilo, àqueloutro e respectivas flexões, excluindo (mas apenas de forma implícita) o seu uso em outros casos como os referidos acima relativamente ao Acordo de 1945 (isto é, não está prevista a utilização do acento grave em formas como ò, prà, prò ou àgora).

pub

Palavra do dia

cor·ni·fes·to cor·ni·fes·to


(origem obscura)
nome masculino

[Viticultura]   [Viticultura]  Casta de uva tinta.

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/meia-moirisca [consultado em 28-05-2022]