Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub

manajeiro

manajeiromanajeiro | n. m.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

ma·na·jei·ro ma·na·jei·ro


(talvez do francês ménager, doméstico, caseiro)
nome masculino

1. [Regionalismo]   [Regionalismo]  O que dirige o trabalho da ceifa ou outro trabalho agrícola (ex.: o manajeiro fez sinal para voltarem ao trabalho). = CAPATAZ, MAIORAL, MENAJEIRO

2. [Regionalismo]   [Regionalismo]  Trabalhador das salinas. = MARNOTO

pub

Parecidas

Palavras vizinhas

Anagramas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Tenho uma dúvida na utilização dos pronomes "lhe" ou "o". Por exemplo, nesta frase, qual é a forma correta: "para Carlos não lhe perturbava a existência, ou mesmo a necessidade dos movimentos da vanguarda" ou " para Carlos não o perturbava a existência, ou mesmo a necessidade dos movimentos da vanguarda"?
A questão que nos coloca toca uma área problemática no uso da língua, pois trata-se de informação lexical, isto é, de uma estrutura que diz respeito a cada palavra ou constituinte frásico e à sua relação com as outras palavras ou outros constituintes frásicos, e para a qual não há regras fixas. Na maioria dos casos, os utilizadores conhecem as palavras e empregam as estruturas correctas, e normalmente esse conhecimento é tanto maior quanto maior for a experiência de leitura do utilizador da língua.

No caso dos pronomes clíticos de objecto directo (o, os, a, as, na terceira pessoa) ou de objecto indirecto (lhe, lhes, na terceira pessoa), a sua utilização depende da regência do verbo com que se utilizam, isto é, se o verbo selecciona um objecto directo (ex.: comeu a sopa = comeu-a) ou um objecto indirecto (ex.: respondeu ao professor = respondeu-lhe); há ainda verbos que seleccionam ambos os objectos, pelo que nesses casos poderá dar-se a contracção dos pronomes clíticos (ex.: deu a bola à criança = deu-lhe a bola = deu-lha).

O verbo perturbar, quando usado como transitivo, apenas selecciona objectos directos não introduzidos por preposição (ex.: a discussão perturbou a mulher; a existência perturbava Carlos), pelo que deverá apenas ser usado com pronomes clíticos de objecto directo (ex.: a discussão perturbou-a; a existência perturbava-o) e não com pronomes clíticos de objecto indirecto.

Assim sendo, das duas frases que refere, a frase “para Carlos, não o perturbava a existência, ou mesmo a necessidade dos movimentos da vanguarda” pode ser considerada mais correcta, uma vez que respeita a regência do verbo perturbar como transitivo directo. Note que deverá usar a vírgula depois de “para Carlos”, uma vez que se trata de um complemento circunstancial antecipado.




Há alguma diferença na pronúncia das palavras "cervo" e "servo"?
Na maioria dos casos em que os falantes têm dúvidas quanto à pronúncia das palavras, não se trata de erros, mas de variações de pronúncia relacionadas com o dialecto (variedade de uma língua própria de uma região), sociolecto (variedade de uma língua própria de um grupo social, etário ou profissional) ou mesmo idiolecto (variedade de uma língua própria de um indivíduo) do falante, pois, à excepção de certas relações entre ortografia e fonética que têm de ser respeitadas, não há critérios rigorosos de correcção linguística no que diz respeito à pronúncia. O que acontece é que alguns gramáticos preconizam determinadas indicações ortoépicas e algumas obras lexicográficas contêm indicações de pronúncia ou até transcrições fonéticas; estas indicações podem então funcionar como referência, o que não invalida outras opções que têm de ser aceites, desde que não colidam com as relações entre ortografia e fonética.

De acordo com os poucos dicionários de língua portuguesa que contêm a transcrição fonética das entradas que registam, nomeadamente o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa e o Grande Dicionário Língua Portuguesa, da Porto Editora, a palavra servo pronuncia-se com o e aberto, como o e de pé. Para a palavra cervo, o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea apenas regista a pronúncia com e fechado, como o e de pêra, enquanto o Grande Dicionário Língua Portuguesa regista quer a pronúncia com e aberto quer a pronúncia com e fechado. Há, no entanto, outros vocabulários e dicionários, como o Vocabulário da Língua Portuguesa, de Rebelo Gonçalves, ou o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, que consideram estes dois vocábulos homófonos, preconizando a pronúncia do e da primeira sílaba de cervo e servo como vogal aberta.

pub

Palavra do dia

cha·pli·nes·co |ê|cha·pli·nes·co |ê|


([Charles] Chaplin, antropónimo + -esco)
adjectivo
adjetivo

[Cinema, Teatro, Televisão]   [Cinema, Teatro, Televisão]  Relativo a Charles Chaplin (1889-1977), actor e realizador inglês, à sua obra, ao seu estilo ou à sua personagem Charlot. = CHAPLINIANO

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/manajeiro [consultado em 04-03-2021]