Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
lojaloja | s. f.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

lo·ja |ó| lo·ja |ó|
(francês loge)
nome feminino

1. Estabelecimento de venda ou de comércio (ex.: loja de brinquedos).

2. Piso ao nível ou quase ao nível da rua.

3. Piso térreo de uma habitação que serve para armazenamento ou para apoio às actividades agrícolas (ex.: a loja está cheia de tralha; a enxada está na loja).

4. Templo maçónico (ex.: a maçonaria local possui lojas em vários municípios).


desamparar a loja
[Portugal, Informal]   [Portugal, Informal]  Sair depressa de um lugar.

[Portugal, Informal]   [Portugal, Informal]  Deixar de importunar alguém (ex.: disse para lhe desampararem a loja).

fechar a loja
Abandonar o comércio.

Encerrar uma actividade.

loja de conveniência
Estabelecimento comercial que vende diversos bens de consumo imediato e que tem geralmente horário prolongado.

loja maçónica
Grupo de franco-mações presididos por um venerável.

Local onde se reúne um grupo de franco-mações.

não tarda uma loja de barbeiro
Expressão usada para indicar que algo é ou será muito rápido.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "loja" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


"realocação" de recursos. Pode-se utilizar a palavra entre aspas, mesmo não sendo reconhecida pela maioria dos dicionários?
O substantivo realocação está bem formado, sendo uma nominalização de realocar. Tanto o substantivo realocação quanto o verbo realocar, formado a partir da aposição do prefixo re- ao verbo alocar, são neologismos de uso generalizado, sobretudo na área da economia e da informática, como revelam pesquisas em corpora e em motores de busca da Internet (ex: realocar investimentos; o banco não financiará a realocação de fábricas.).



Gostaria de saber se a palavra automóvel é composta por aglutinação ou justaposição.
De acordo com a Gramática da Língua Portuguesa, da autoria de Maria Helena Mira Mateus, Ana Maria Brito, Inês Duarte e Isabel Hub Faria (pp. 971-983), existem dois tipos de composição: a morfológica e a morfossintáctica. A composição morfológica agrega dois ou mais radicais (ex.: autofagia = auto- + -fagia, geobiologia = geo- + biologia, hipermercado = hiper- + mercado); esta variedade de composição não deve ser confundida com a derivação por prefixação e/ou por sufixação, pois os radicais em causa têm autonomia semântica e podem juntar-se a outros radicais para formar uma palavra (ao contrário dos prefixos e sufixos, que não se podem juntar a outros prefixos ou sufixos para formar uma palavra). A composição morfossintáctica agrega duas ou mais palavras (ex.: abre-latas, aguardente, guarda-chuva, peixe-espada, viandante) e conjuga propriedades de estruturas sintácticas e propriedades de estruturas morfológicas.

Assim sendo, a palavra automóvel é formada segundo os processos da composição morfológica e não por aglutinação ou justaposição, processos que se englobam na composição morfossintáctica e que, segundo as mesmas autoras, não correspondem a duas classes diferentes de composição, mas a diferentes estádios de lexicalização dos compostos: um no qual se mantêm inalterados os constituintes do composto (ex.: abre-latas) e outro resultante de uma evolução do composto, que lhe confere alterações como a queda ou alteração de fonemas (ex.: aguardente < águ(a + a)rdente).

A distinção entre os compostos morfológicos e os compostos morfossintácticos pode também ser encontrada na nova terminologia linguística adoptada para o ensino básico e secundário e publicada em Diário da República em Dezembro de 2004. Sobre a diferença entre a composição por aglutinação ou justaposição, poderá consultar a resposta formação de pontapé.

pub

Palavra do dia

von·da von·da
(redução de avonda, de avondar, do latim abundo, -are, transbordar, correr em abundância, ser ou ter em abundância)
advérbio

1. [Antigo]   [Antigo]  Muito.

interjeição

2. [Informal, Pouco usado]   [Informal, Pouco usado]  Expressão usada para interromper ou mandar parar uma acção ou para fazer calar. = AVONDA, BASTA, BONDA, CHEGA

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2020, https://dicionario.priberam.org/loja [consultado em 28-09-2020]