Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

inter-radical

inter-radicalinter-radical | adj. 2 g.
masc. e fem. sing. de radicalradical
masc. sing. de radicalradical
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

inter-radical inter-radical


adjectivo de dois géneros
adjetivo de dois géneros

(A definição desta palavra irá estar disponível brevemente. Envie comentários ou sugestões para dicionario@priberam.pt)

ra·di·cal ra·di·cal


(latim radix, -icis, raiz + -al)
adjectivo de dois géneros
adjetivo de dois géneros

1. Da raiz.

2. Inerente, inseparável.

3. Completo.

4. Que é drástico ou brusco.

5. [Política]   [Política]  Que quer reformas absolutas em política.

6. [Gramática]   [Gramática]  Pertencente ou relativo à raiz da palavra.

7. [Botânica]   [Botânica]  Diz-se das folhas que nascem junto da raiz.

nome masculino

8. [Gramática]   [Gramática]  Parte invariável de uma palavra que pode receber afixos.

9. [Matemática]   [Matemática]  Símbolo de extracção de raiz (√).

10. [Química]   [Química]  Corpo composto que nas combinações se comporta como corpo simples.

adjectivo de dois géneros e nome de dois géneros
adjetivo de dois géneros e nome de dois géneros

11. Que ou quem se encontra distante do que é considerado normal ou tradicional.

12. [Política]   [Política]  Que ou quem é partidário do radicalismo. = RADICALISTA


radical livre
[Química]   [Química]  Molécula ou átomo com número ímpar de electrões e que, no organismo, são produzidos no processo de combustão do oxigénio nas células, podendo provocar danos em células sãs.

pub

Parecidas

Esta palavra em blogues

Ver mais

Humbdolt expôs os resultados dos cinco anos de expedição pela América Latina não poderia prever a dimensão da destruição ecológica que enfrentamos atualmente. Em contacto com povos indígenas, o naturalista prussiano foi capaz de captar a essência inter -relacional de diversos fenómenos à escala global

Em a peida é um regalo ... do nariz a gente trata

março de 1974 - Air Inter Um avião Caravelle III no solo em Bastia, França, foi fortemente danificado quando uma explosão ocorreu no compartimento do trem de pouso dianteiro. Ninguém ficou ferido. 26 de agosto de 1974 - Trans World Airlines Pouco depois de pousar em Roma, um incêndio eclodiu no

Em NOTÍCIAS SOBRE AVIAÇÃO AVIATION NEWS

primos inter pares… P — As suas primeiras colaborações versavam muito sobre cinema. Mais tarde, acompanhou António Pedro na fundação dos «Companheiros do Pátio das Comédias», no Teatro Apolo e chegou a dirigir, entre 1948 e 1955, a programação cinematográfica das «Terças-Feiras Clássicas» do Jardim

Em Tupiniquim

George Hagi, na Roménia – a teoria mais aceite, que por acaso é aquela que alavanca dramaticamente toda a sua história, rege-se por diretriz… do coração. Ao que parece, a sua paixão enquanto adepto do Estrela Vermelha era tão radical que lhe seria impossível representar o rival ao mais alto nível

Em O INDEFECTÍVEL

últimos três anos o encaixe poderá ter sido superior aos 20 milhões de euros. Jorge Mattamouros garante que a ação que interpôs contra o Benfica não é um ataque. “Não sou um radical , mas o exercício do poder no Benfica está numa fase onde os órgãos internos não funcionam minimamente e as últimas eleições

Em Fora-de-jogo
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Encontrei uma resposta que passo a transcrever "Na frase Já passava das duas da manhã quando aquele grupo de jovens se encontraram perto do restaurante existe uma locução (aquele grupo de jovens) que corresponde a um sujeito da oração subordinada (quando aquele grupo de jovens se encontraram perto do restaurante) com uma estrutura complexa. Nesta locução, o núcleo do sintagma é grupo, e é com este substantivo que deve concordar o verbo encontrar. Desta forma, a frase correcta seria Já passava das duas da manhã quando aquele grupo de jovens se encontrou perto do restaurante."
Sendo que a frase em questão foi retirada do Campeonato Nacional de Língua Portuguesa, e a frase completa é "Já passava das duas quando aquele grupo de jovens se encontraram perto da discoteca, aonde o Diogo os aguardava". Segundo a vossa resposta, dever-se-ia ter escrito "(...) aquele grupo de jovens se encontrou (...)". Mas se assim for, também seria de considerar "aonde o Diogo os aguardava", pois se consideramos que o sujeito é singular, não faz sentido dizer "os aguardava", mas sim "o aguardava". No entanto, não podemos considerar que existe concordância atractiva em que "deixamos o verbo no singular quando queremos destacar o conjunto como uma unidade. Levamos o verbo ao plural para evidenciarmos os vários elementos que compõem o todo." (Gramática do Português Contemporâneo Cunha/Cintra)? Agradeço elucidação se mantêm a vossa opinião, tendo a frase completa. Já agora, na frase utiliza-se "aonde Diogo os esperava". Não deveria ser "onde"?
A Priberam Informática não pretende responder especificamente a perguntas do Campeonato Nacional da Língua Portuguesa, mas apenas a dúvidas linguísticas que lhe são colocadas e que são consideradas pertinentes, sendo as respostas redigidas tendo em conta a clareza e a concisão para os utilizadores.

As concordâncias são um caso problemático no português, como deixam claro Telmo Móia e João Peres no capítulo 7 de Áreas Críticas do Português (Caminho, 1995), e o caso em questão, aquele grupo de jovens, parece fazer parte de um conjunto de expressões formadas por um nome (como grupo ou conjunto) que, combinado com outro, “permitem referir colecções de objectos, sem as quantificarem” (Móia e Peres, p. 471). Esta reflexão parece mostrar que este grupo difere um pouco das expressões partitivas (como parte, porção ou maioria) que referem Celso Cunha e Lindley Cintra na Nova Gramática do Português Contemporâneo (Edições João Sá da Costa, 1998, p. 496). No entanto, tanto num caso como noutro, a construção mais neutra deveria corresponder a uma unidade, ao todo, isto é, pegando no texto de Cunha e Cintra ("Deixamos o verbo no singular quando queremos destacar o conjunto como uma unidade. Levamos o verbo ao plural para evidenciarmos os vários elementos que compõem o todo."), o plural parece ser uma maneira de modalizar o discurso, dando-lhe um matiz menos neutro, enfatizando, na unidade, os seus elementos constituintes. Vemos como estas construções são problemáticas quando comparadas, por exemplo, com um grupo nominal como carro das mercadorias, onde não hesitaríamos (ou hesitaríamos menos) em identificá-lo como uma unidade, com a correspondente flexão do verbo que se lhe seguisse (O carro das mercadorias entrou na rua). Por este motivo reiteramos as nossas observações da resposta concordâncias (I).

No que diz respeito à concordância do pronome pessoal os em Já passava das duas quando aquele grupo de jovens se encontrou perto da discoteca, onde o Diogo os aguardava, pode dizer-se que, sendo um pronome pessoal, deve concordar com o seu antecedente, mas este antecedente não tem necessariamente de ser o sujeito da frase. Retomando um exemplo acima (O carro das mercadorias entrou na rua) podemos adaptá-lo a uma construção afim em que a concordância é possível com qualquer dos antecedentes (O carro das mercadorias entrou na rua, onde o comerciante as/o aguardava). São estas concordâncias possíveis com mais de um antecedente que por vezes tornam as frases ambíguas.

Relativamente à sua questão sobre onde e aonde, por favor consulte a resposta onde / aonde.

Sem qualquer crítica ao referido campeonato, podemos no entanto observar que a maioria das questões problemáticas da língua não se adequa a respostas apenas com dois valores, como sim/não ou correcto/incorrecto, pois contém uma complexidade que as ultrapassa.




Qual o plural de matéria-prima? Matérias-primas?
De acordo com a Nova Gramática do Português Contemporâneo, de Celso Cunha e Lindley Cintra (p. 189), quando uma palavra hifenizada é composta por um substantivo e um adjectivo, como é o caso de matéria-prima, ambos os elementos da palavra flexionam em número, mantendo-se a concordância entre eles. Assim, o plural de matéria-prima é matérias-primas, tal como o plural de amor-perfeito é amores-perfeitos e o de batata-doce é batatas-doces.
pub

Palavra do dia

es·pa·di·ci·flo·ro |ó|es·pa·di·ci·flo·ro |ó|


(espadice + -floro)
adjectivo
adjetivo

[Botânica]   [Botânica]  Diz-se da planta cuja inflorescência é a espadice.

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/inter-radical [consultado em 07-12-2021]