PT
BR
Pesquisar
Definições



impermeável

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
impermeávelimpermeável
( im·per·me·á·vel

im·per·me·á·vel

)


adjectivo de dois génerosadjetivo de dois géneros

1. Que não se deixa penetrar pela água ou por outro fluido (ex.: solo impermeável).PERMEÁVEL

2. Que não deixa passar a água, por ter sido aplicado produto impermeabilizante (ex.: cobertura impermeável; papel impermeável).

3. [Figurado] [Figurado] Que não se deixa afectar ou influenciar (ex.: a associação continua impermeável às críticas). = IMPÉRVIOPERMEÁVEL


nome masculino

4. Casaco de tecido tratado para não deixar passar a água, usado sobre outras peças de roupa para proteger da chuva (ex.: se chover na viagem, o impermeável pode dar jeito).

etimologiaOrigem etimológica:impermear + -ável.

Auxiliares de tradução

Traduzir "impermeável" para: Espanhol Francês Inglês


Dúvidas linguísticas



Numa pesquisa no Google, encontrei várias vezes a expressão "há espera", por exemplo: "torneios há espera de concorrentes". É correcto dizer "há espera"? Não será "à espera"?
No contexto que refere, deverá ser utilizada a locução prepositiva à espera de, que significa “aguardando por” (torneios à espera de concorrentes) e que poderá encontrar registada, por exemplo, no Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa, que também regista a locução adverbial à espera (Ex.: os doentes já estão à espera há muito tempo). Esta locução tem estrutura semelhante a muitas outras locuções prepositivas em português (contracção da preposição a com o artigo definido a seguida de substantivo feminino e da preposição de), como, por exemplo, à beira de, à conta de, à disposição de, à frente de. A expressão há espera poderá apenas ser usada em contextos onde se pretenda dizer que "existe uma espera" (ex.: nos acessos à ponte há espera prolongada).



Na frase Estás em casa?, ao respondermos Estou, sim, a vírgula deve aparecer na resposta ou não? Outro exemplo: Queres? e a resposta: Quero sim.
Segundo alguns gramáticos, como Celso Cunha e Lindley Cintra na Nova Gramática do Português Contemporâneo (14.ª ed., Lisboa, Edições João Sá da Costa, 1998, p. 646), a vírgula deve ser usada em frases curtas deste tipo, sendo uma forma de realçar a resposta afirmativa (já contida nas formas verbais estou e quero) à questão colocada. De facto, as frases são afirmativas quando não têm uma partícula de negação; o advérbio de afirmação sim não está, por isso, a modificar directamente o verbo, como estariam os advérbios destacados em frases como Não estou ou Quero urgentemente, sendo antes usado como forma de enfatizar ou intensificar toda a oração.