Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

greve

grevegreve | n. f.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

gre·ve gre·ve


(francês grève)
nome feminino

1. Interrupção temporária, voluntária e colectiva de actividades ou funções, por parte de trabalhadores ou estudantes, como forma de protesto ou de reivindicação (ex.: o sindicato convocou uma greve de três dias).


greve de fome
Recusa em ingerir qualquer alimento como forma de protesto ou de reivindicação.

greve de zelo
Realização de um serviço com meticulosidade e lentidão excessivas, causando deliberadamente atraso ou redução no rendimento do trabalho, como forma de protesto ou de reivindicação.

greve geral
Paralisação concertada de actividades a nível nacional, em protesto contra determinadas políticas governamentais ou institucionais.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "greve" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Anagramas

Esta palavra em blogues

Ver mais

O resto, da Greve Académica de 1962 aos estudantes sírios, é História;;

Em Abencerragem

Bolsonaro ter ordenado a dissolução da greve da categoria..

Em blog0news

Estado de São Paulo 'Essa greve vai cair diretamente no seu colo', alertou Temer em reunião com Bolsonaro Correio Braziliense...

Em Rede Brasil de Noticias - O Point da Informação

Bolsonaro gravou um áudio chamando os caminhoneiros de “aliados” e dizendo que a greve “atrapalha nossa economia”..

Em Caderno B

O presidente Jair bolsonaro deve se reunir nesta manhã de quinta-feira (9), com líderes de caminhoneiros grevistas para pedir o fim das paralisações nas estradas. O ministro Tarcisio de Freitas, da infraestrutura, também deverá estar presente. A reunião acontecerá no Palácio do Planalto. Tarcisio cancelou toda a agenda…

Em Rede Brasil de Noticias - O Point da Informação
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Gostava de saber o emprego das maiúsculas na língua portuguesa.
O uso das maiúsculas está regulamentado para o português europeu nas bases XXXIX a XLVII do Acordo Ortográfico de 1945, a que poderá aceder seguindo a hiperligação.

O Acordo Ortográfico de 1990 altera, através da sua Base XIX, alguns usos decorrentes das disposições de 1945, nomeadamente a não obrigatoriedade de maiúsculas em meses e estações do ano.




A questão da regência verbal sempre foi problemática na língua portuguesa e, se calhar, em todas as outras. Mas, uma das regências mais controversas é a do verbo apelar. Uns insistem que a preposição exigida por este verbo é a, enquanto outros consideram que é para. Qual será então a forma correcta? Por exemplo, devemos dizer o padre apelou os crentes para se manterem fiéis à doutrina ou o padre apelou aos crentes a manterem-se fiéis à doutrina?
O verbo apelar pode ser intransitivo, isto é, admite uma construção sem complemento nominal obrigatório (ex.: O advogado apelou), ou transitivo indirecto, isto é, admite uma construção com um complemento nominal regido de preposição, que pode ser a, de ou para, consoante os contextos ou as acepções. A construção de apelar com a preposição de é usual no sentido que diz respeito a recurso de decisões ou sentenças (ex. O advogado apelou da sentença). As construções que parecem ser objecto de dúvida são aquelas em que se utiliza as preposições a ou para. Neste caso, ambas estão atestadas nos principais dicionários de língua e de regência verbais, sendo possíveis e correctas as construções O padre apelou aos crentes ou O padre apelou para os crentes. Esta construção pode ainda complicar-se como o exemplo apresentado sugere: O padre apelou aos crentes para se manterem fiéis.

Os dicionários e as gramáticas geralmente não se pronunciam sobre estas construções mais complexas, por haver dificuldade em descrevê-las ou designá-las. Neste caso, o complemento assinalado constitui um outro complemento indirecto que se articula com o primeiro. Do ponto de vista sintáctico, não parece existir motivo para a preposição não poder ser a mesma nos dois casos (ex.: O padre apelou aos crentes a se manterem fiéis.), mas para evitar ambiguidades ou dificuldades de percepção, a preposição deverá ser diferente. Se se entender que a construção é demasiado complexa, é possível simplificá-la apenas com um complemento indirecto, mantendo toda a informação semântica (ex.: O padre apelou a que os crentes se mantivessem fiéis ou O padre apelou para os crentes se manterem fiéis).

A construção que não respeita a regência do verbo é aquela em que existe um complemento directo, isto é, um complemento nominal não regido de preposição. Assim sendo, o exemplo *O padre apelou os crentes para se manterem fiéis à doutrina pode ser considerado agramatical, pois o verbo deve ter um complemento indirecto, logo o complemento destacado deverá ser introduzido por uma preposição: O padre apelou aos crentes para se manterem fiéis à doutrina.

pub

Palavra do dia

ra·vi·o·lo ra·vi·o·lo


(italiano raviolo)
nome masculino

1. [Culinária]   [Culinária]  Pequeno pastel, geralmente quadrado, de massa alimentícia com recheio finamente picado.


raviolos
nome masculino plural

2. [Culinária]   [Culinária]  Prato confeccionado com essa massa. = RAVIÓIS


SinónimoSinônimo Geral: RAVIÓLI

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/greve [consultado em 19-09-2021]