Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

grão-sacerdote

grão-sacerdotegrão-sacerdote | n. m.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

grão·-sa·cer·do·te grão·-sa·cer·do·te


(grão- + sacerdote)
nome masculino

[Religião]   [Religião]  Superior hierárquico dos sacerdotes, especialmente entre os antigos judeus e pagãos.

Plural: grão-sacerdotes.Plural: grão-sacerdotes.
pub

Parecidas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais

representam a vida e a paixão de Cristo, foi encomendada pelo Bispo D. Fernando de Miranda, falecido em 1505, um ano antes de Grão Vasco concluir o Retábulo. Nesta pintura todos os olhares se dirigem para lugares diferentes, nenhum se encontra. Nós olhamos para o quadro, e ninguém olha para nós, ninguém olha

Em VISEU, terra de Viriato.

outro sacerdote , sem sua autorização; e nenhum presbítero ouvia a confissão em paróquia estranha, sem licença do bispo e do pároco, salvo caso de necessidade. Em consequência desta disciplina, havia o cuidado de mandar demarcar as freguesias, de modo a não levantarem dúvidas, como efetivamente se

Em Castelo Branco - O ALBICASTRENSE

tornar líderes hereditários do Ducado de Florença, pouco tempo depois elevado a Grão Ducado. Não valia a pena embirrar com um Papa, ainda por cima Medici, vamos e venhamos. E sair da modorra de Zafra também não deixava de ser uma aventura para um rapaz como Ruy que tomara recentemente as vestes de pároco

Em O INDEFECTÍVEL

absolvido após 13 meses, passados injustamente ​​na prisão; o do ex- sacerdote chileno, Ferdinando Karadima, que depois foi destituído por Francisco do estado clerical; enfim, a publicação do "Relatório da Pensilvânia", nos Estados Unidos, sobre a importância de combater este crime, por determinação do

Em Blog da Sagrada Família

esclarecimento das "falsas imputações" e afirma estar "totalmente disponível às autoridades, tanto eclesiásticas como civis, para que a realidade seja restabelecida". Ordenado sacerdote em 15 de agosto de 1973, dom Alberto Taveira exerceu o ministério na Arquidiocese de Belo Horizonte (MG), foi reitor do

Em Rede Brasil de Noticias - O Point da Informação
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Qual é o diminutivo da palavra foto? Esse diminutivo é masculino ou feminino?
A adjunção de sufixos diminutivos não altera as propriedades morfossintácticas do derivante, que são herdadas pelo derivado. Assim, por exemplo, os sufixos -inho e -zinho alteram apenas a informação semântica (o juízo de valor que se faz sobre a forma de base a que se juntam), mantendo a mesma categoria sintáctica e o mesmo género do derivante: quando se associam a um adjectivo geram um adjectivo (moderno/a - moderninho/a - modernozinho/a), quando se associam a um nome geram um nome (papel - papelinho - papelzinho) e quando se associam a um advérbio geram um advérbio (devagar - devagarinho - devagarzinho).

Tradicionalmente, os sufixos -inho e -zinho são considerados o mesmo, sendo a consoante -z- encarada como um elemento de ligação, pelo que a forma -zinho é tida como uma variante de -inho. No entanto, o seu emprego é distinto, já que se associam a diferentes formas de base, o que faz deles mais do que meras variantes. O sufixo -inho associa-se a radicais, mantendo sempre a vogal da forma de base no caso de palavras de tema em -a ou -o (ex.: um livro - um livrinho; uma caneta - uma canetinha; um pijama - um pijaminha; uma tribo - uma tribinho) e, no caso de palavras de tema em -e ou de tema nulo, substituindo a vogal da forma de base por -a e por -o, consoante os valores de feminino e masculino, respectivamente, da palavra de base (ex.: um sabonete - um sabonetinho; uma semente - uma sementinha; um anel - um anelinho; uma espiral - uma espiralinha). O sufixo -zinho associa-se a palavras (e não a radicais), mantendo a vogal temática de acordo com o género da palavra de base (ex.: um livro - um livrozinho; uma caneta - uma canetazinha; um pijama - um pijamazinho; uma tribo - uma tribozinha; um sabonete - um sabonetezinho; uma semente - uma sementezinha; um anel - um anelzinho; uma espiral - uma espiralzinha). O mesmo é válido para os sufixos -ito e -zito.

Posto isto, o substantivo feminino foto (redução de fotografia) pode apresentar vários diminutivos, consoante os sufixos usados, sendo todos femininos: uma foto - uma fotinho, uma fotozinha, uma fotito, uma fotozita. Não há muitos substantivos femininos terminados em -o (para além de foto e tribo, a lista inclui expo (redução de exposição), imago, libido, moto, virago e pouco mais) e o seu uso no grau diminutivo não é dos mais frequentes, o que justifica as hesitações e, por vezes, as incorrecções de alguns falantes.




Agradecia que me informasse, se possível, da origem e singnificado da palavra Alcobia.
Segundo o Dicionário Onomástico Etimológico da Língua Portuguesa, de José Pedro Machado, o topónimo e apelido Alcobia deriva do árabe al-qubbâ, que tem o significado de 'abóbada, cúpula, zimbório'; se assim for, Alcobia partilhará a etimologia de alcova, que, além dos significados apontados, no árabe hispânico ganhou a acepção de 'pequeno quarto'. J. P. Machado acrescenta ainda que Menéndez Pidal admite tratar-se de um nome pré-romano.
pub

Palavra do dia

per·ca·li·na per·ca·li·na


(francês percaline)
nome feminino

Tecido de algodão, leve e lustroso, empregado sobretudo em forros e em encadernações de livros.

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/gr%C3%A3o-sacerdote [consultado em 20-01-2022]