Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub

gemäß

Palavra não encontrada. Se procurava uma das palavras seguintes, clique nela para consultar a sua definição.
gemai (norma brasileira)
gemam (norma brasileira)
gemar (norma brasileira)
gemas (norma brasileira, na grafia pós-Acordo Ortográfico)
gêmea (norma brasileira)
gemem (norma europeia, na grafia pós-Acordo Ortográfico e norma brasileira, na grafia pós-Acordo Ortográfico)
gêmeo (norma brasileira)
gemes (norma europeia, na grafia pós-Acordo Ortográfico)
gemo (norma europeia, na grafia pós-Acordo Ortográfico e norma brasileira)

Caso a palavra que procura não seja nenhuma das apresentadas acima, sugira-nos a sua inclusão no dicionário.
pub

Dúvidas linguísticas


Gostaria de saber se alguma das seguintes frases está incorrecta: 1. O carro podê-lo-ia ter atropelado; 2. O carro poderia tê-lo atropelado.
Por favor, consulte uma dúvida muito semelhante em mesóclise e verbos auxiliares. Especificamente sobre este exemplo, deve dizer-se que o pronome pessoal átono (ou clítico) o é normalmente colocado em posição enclítica (isto é, depois do verbo) relativamente ao verbo principal (ex.: poderia atropelá-lo), do qual depende semanticamente. No caso da frase em análise, trata-se de um tempo composto, construído com o verbo auxiliar ter e o particípio passado do verbo atropelar, pelo que o pronome é colocado em posição enclítica relativamente ao verbo auxiliar (ex.: poderia tê-lo atropelado).
Esta é a posição mais consensual e menos polémica, mas há verbos, como poder, cujo comportamento se aproxima do de um verbo auxiliar e esse comportamento torna aceitável a posição enclítica relativamente a este verbo. Se se tratar do modo condicional ou do futuro do indicativo, o pronome terá de ser mesoclítico, isto é, deverá ocorrer no meio da forma verbal (ex.: podê-lo-ia atropelar, podê-lo-á atropelar). Se houver outro verbo auxiliar na locução verbal, como na frase em apreço, a mesóclise no verbo poder é também possível, embora de aceitação menos generalizada (ex.: podê-lo-ia ter atropelado).

Adicionalmente, e porque os clíticos correspondem a uma questão complexa, poderá pesquisar, na caixa de pesquisa das dúvidas linguísticas, o tópico clíticos ou o tópico pronomes.




Há alguma diferença na pronúncia das palavras "cervo" e "servo"?
Na maioria dos casos em que os falantes têm dúvidas quanto à pronúncia das palavras, não se trata de erros, mas de variações de pronúncia relacionadas com o dialecto (variedade de uma língua própria de uma região), sociolecto (variedade de uma língua própria de um grupo social, etário ou profissional) ou mesmo idiolecto (variedade de uma língua própria de um indivíduo) do falante, pois, à excepção de certas relações entre ortografia e fonética que têm de ser respeitadas, não há critérios rigorosos de correcção linguística no que diz respeito à pronúncia. O que acontece é que alguns gramáticos preconizam determinadas indicações ortoépicas e algumas obras lexicográficas contêm indicações de pronúncia ou até transcrições fonéticas; estas indicações podem então funcionar como referência, o que não invalida outras opções que têm de ser aceites, desde que não colidam com as relações entre ortografia e fonética.

De acordo com os poucos dicionários de língua portuguesa que contêm a transcrição fonética das entradas que registam, nomeadamente o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa e o Grande Dicionário Língua Portuguesa, da Porto Editora, a palavra servo pronuncia-se com o e aberto, como o e de pé. Para a palavra cervo, o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea apenas regista a pronúncia com e fechado, como o e de pêra, enquanto o Grande Dicionário Língua Portuguesa regista quer a pronúncia com e aberto quer a pronúncia com e fechado. Há, no entanto, outros vocabulários e dicionários, como o Vocabulário da Língua Portuguesa, de Rebelo Gonçalves, ou o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, que consideram estes dois vocábulos homófonos, preconizando a pronúncia do e da primeira sílaba de cervo e servo como vogal aberta.

Palavra do dia

zur·va·da zur·va·da


(origem obscura)
nome feminino

[Portugal: Trás-os-Montes]   [Portugal: Trás-os-Montes]  Forte aguaceiro. = BÁTEGA, CHUVADA, ZERBADA, ZURBADA, ZURVANADA

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/gem%C3%A4%C3%9F [consultado em 26-02-2021]