Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
gémeogêmeo | adj. s. m. | adj. | s. m. pl. | s. 2 g. 2 núm.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

gé·me·o gê·me·o
(latim geminus, -a, -um, duplo, que forma par, parecido)
adjectivo e nome masculino
adjetivo e nome masculino

1. Diz-se de ou cada um de dois ou mais irmãos nascidos do mesmo parto.

2. [Anatomia]   [Anatomia]  Diz-se de ou cada um dos dois músculos que formam a barriga da perna.Ver imagem = GASTROCNÉMIO, GEMELO

adjectivo
adjetivo

3. Igual ou muito parecido.

4. Diz-se do parto de dois filhos.

5. [Botânica]   [Botânica]  Diz-se dos frutos do mesmo pedúnculo, dos cristais reunidos por aposição.

6. [Mineralogia]   [Mineralogia]  Diz-se dos cristais reunidos por aposição.


gémeos
nome masculino plural

7. Grupo de irmãos nascidos do mesmo parto.

8. [Astronomia]   [Astronomia]  Constelação zodiacal. (Geralmente com inicial maiúscula.)

9. [Astrologia]   [Astrologia]  Signo do Zodíaco, entre Touro e Caranguejo. (Geralmente com inicial maiúscula.)

nome de dois géneros e de dois números

10. [Astrologia]   [Astrologia]  Indivíduo desse signo. = GEMINIANO


• Grafia no Brasil: gêmeo.

• Grafia no Brasil: gêmeo.

• Grafia em Portugal: gémeo.

• Grafia em Portugal: gémeo.
pub

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Qual a forma correcta: caboverdiano ou cabo-verdiano?
Como se poderá verificar pela consulta do verbete cabo-verdiano no Dicionário Priberam da Língua Portuguesa ou pela consulta de outros dicionários ou vocabulários de referência, a grafia a adoptar deverá ter hífen. Além de ser esta a forma registada na maioria dos dicionários gerais de língua, é também a forma preconizada pelo Acordo Ortográfico de 1945 (na base XXVIII) e pelo Tratado de Ortografia da Língua Portuguesa, de Rebelo GONÇALVES (Coimbra: Atlântida, 1947, p. 215), uma vez que "Os compostos onomásticos [...] têm os seus derivados directos escritos com hífen [...] sempre que eles assentem em mais do que um dos seus membros: belo-horizontino, de Belo Horizonte; cabo-verdiano, de Cabo Verde; campo-maiorense, de Campo Maior; castelo-vidense, de Castelo de Vide [...]".

O Acordo Ortográfico de 1990 não altera nada relativamente a este assunto.




Como usar o pronome demonstrativo este e esse? Parece-me que seria indiferente, mas muitos consideram que não.
Em português, o sistema dos demonstrativos (pronomes, determinantes e advérbios) é ternário, sendo estruturado em função da proximidade relativa dos interlocutores, quer em relação ao espaço, quer em relação ao tempo.

Assim, os pronomes e determinantes este, esta, estes, estas, o pronome isto e o advérbio aqui estão associados a uma proximidade do falante (ex.: este filme é aborrecido; este dia não me correu bem); os pronomes e determinantes esse, essa, esses, essas, o pronome isso e o advérbio estão associados a uma proximidade do interlocutor de quem fala (ex.: esse livro foi fácil de ler; essa manhã em que fizeste o exame correu mal); os pronomes e determinantes aquele, aquela, aqueles, aquelas, o pronome aquilo e o advérbio ali estão associados a uma relativa distância tanto do falante como do seu interlocutor (ex.: aquele quadro é estranho; aquele foi o seu primeiro dia de trabalho).

Este sistema é por vezes alterado por alguns elementos contextuais, nomeadamente a maior ou menor implicação dos interlocutores. Em algumas variedades do português, nomeadamente no português do Brasil, como refere o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, foi atenuada ou neutralizada a oposição entre este/isto e esse/isso, sendo muito usual o uso de esse/isso nos contextos referidos para este/isto.

O que foi dito acima aplica-se igualmente nos casos de contracções de preposições com os demonstrativos (ex.: desse, deste, daquele; nesse, neste, naquele)

Para mais informação sobre este assunto, poderá consultar a Nova Gramática do Português Contemporâneo, de Celso CUNHA e Lindley CINTRA (14ª ed., Lisboa, Edições Sá da Costa, 1998, pp. 328-342) ou o Manual de Língua Portuguesa (Portugal-Brasil), de Paul TEYSSIER (Coimbra, Coimbra Editora, 1989, pp.139-147). Como este é um fenómeno semelhante ao da língua espanhola, poderá adicionalmente consultar a pertinente descrição feita na Gramática Descriptiva de la Lengua Española, da Real Academia Española (dir. de Ignacio BOSQUE e Violeta DEMONTE, Madrid, Espasa Calpe, 1999, pp.929-972).

pub

Palavra do dia

no·ca |ó| no·ca |ó|
(italiano nocca)
nome feminino

1. [Regionalismo]   [Regionalismo]  Articulação das falanges dos dedos. =

2. [Regionalismo]   [Regionalismo]  Esconderijo.

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2020, https://dicionario.priberam.org/g%C3%A9meo [consultado em 18-09-2020]