Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
génerogênero | s. m.
Será que queria dizer género?
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

gé·ne·ro gê·ne·ro
(latim genus, -eris)
substantivo masculino

1. Agrupamento de seres ou objectos que têm entre si características comuns.

2. [Biologia]   [Biologia]  Grupo, inferior à família, que inclui espécies que entre si têm certas analogias.

3. Classe, modelo.

4. Juízo ou critério pessoal para escolha de algo. = GOSTO, PREFERÊNCIA

5. Feitio, modo, maneira.

6. Modo característico de exprimir ou de fazer algo. = ESTILO

7. Qualidade.

8. Força.

9. Calibre.

10. [Gramática]   [Gramática]  Propriedade de algumas classes de palavras, nomeadamente substantivos e adjectivos, que apresentam contrastes de masculino, feminino e por vezes neutro, que podem corresponder a distinções baseadas nas diferenças de sexo.

11. Conjunto de propriedades atribuídas social e culturalmente em relação ao sexo dos indivíduos.

12. Cada um dos produtos ou artigos de um conjunto de víveres ou provisões. (Mais usado no plural.)

13. Cada um dos artigos de um conjunto de mercadorias ou de fazenda. (Mais usado no plural.)


de dois géneros
[Gramática]   [Gramática]  Que tem apenas uma forma para o género masculino e para o género feminino (ex.: adjectivo de dois géneros). [Confrontar: comum de dois.]

de género
[Pintura]   [Pintura]  Que representa cenas da vida doméstica ou quotidiana (ex.: pintura de género).

em géneros
Com víveres ou mercadorias e não com dinheiro (ex.: pagar em géneros).

fazer género
[Informal]   [Informal]  Fingir ser o que não é.

género bucólico
[Literatura]   [Literatura]  O mesmo que género pastoril.

género pastoril
[Literatura]   [Literatura]  Género literário que trata de cenas da vida pastoril (compreende o idílio e a écloga).


• Grafia no Brasil: gênero.

• Grafia no Brasil: gênero.

• Grafia em Portugal: género.

• Grafia em Portugal: género.
pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "gênero" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Gostaria de saber se, perante a utilização de uma oração intercalar precedida da conjunção e, a vírgula deverá vir antes ou depois da conjunção. Concretizando, qual das frases estará correcta: Tratando-se de uma questão importante, e tendo em conta os valores envolvidos, importa tomar uma decisão urgente ou Tratando-se de uma questão importante e, tendo em conta os valores envolvidos, importa tomar uma decisão urgente.
Na primeira frase apontada, estamos perante três orações ([1] Tratando-se de uma questão importante, [2] e tendo em conta os valores envolvidos, [3] importa tomar uma decisão urgente), havendo a coordenação (através da conjunção e) das duas orações gerundivas [1] e [2] que, por sua vez, funcionam como adjunto adverbial da oração principal [3], dela separado através de uma vírgula.

Depois de identificada esta estrutura, podemos verificar que na segunda frase apontada não há motivo para colocar a expressão tendo em conta os valores envolvidos entre vírgulas. Se o fizermos, estaremos a isolar sintacticamente uma estrutura, indicando que está intercalada (por favor, consulte também a resposta vírgula depois da conjunção e). Neste caso, verificamos que não se trata de uma oração intercalada, pois, se tentarmos suprimir o que está entre vírgulas, constatamos que o resultado é agramatical (*Tratando-se de uma questão importante e importa tomar uma decisão urgente). Com efeito, não se trata de uma coordenação da oração principal [3] com a primeira oração gerundiva [1], mas sim de uma coordenação de orações gerundivas, como se afirmou acima.

Do ponto de vista lógico, a frase correcta será então Tratando-se de uma questão importante(,) e tendo em conta os valores envolvidos, importa tomar uma decisão urgente. Os parênteses indicam aqui a opcionalidade da vírgula: aparentemente, entre [1] e [2] não haveria necessidade do uso de uma vírgula, já que a coordenação é feita pela conjunção e e esta vírgula não está a isolar uma parte da frase; no entanto, este uso da vírgula é muito frequente (cf. CUNHA e CINTRA, Nova Gramática do Português Contemporâneo, p. 643) em casos de orações coordenadas unidas pela conjunção e com um sujeito diferente. No caso, as duas orações gerundivas têm sujeitos diferentes, ainda que não expressos, pois o verbo tratar está a ser usado como verbo impessoal (isto é, não tem sujeito) e o verbo ter, na locução ter em conta, tem um sujeito indefinido, como alguém ou nós.

Sobre este assunto, poderá consultar também a resposta vírgula antes da conjunção e.




Como classificar a palavra desalmado quanto à sua formação?
A palavra desalmado é habitualmente considerada um adjectivo formado por derivação parassintética, isto é, com aposição simultânea de prefixo (des-) e sufixo (-ado) à palavra alma. No entanto, a existência do verbo desalmar, formado através do mesmo processo de parassíntese (des- + alma + -ar), implica que a palavra desalmado seja também uma flexão verbal, correspondendo ao particípio passado do verbo desalmar, que pode ser usado com valor adjectival.
pub

Palavra do dia

bor·bo·le·ti·ce bor·bo·le·ti·ce
(borboleta + -ice)
substantivo feminino

1. Modos ou movimentos de borboleta.

2. [Figurado]   [Figurado]  Devaneio, imaginação.

3. [Figurado]   [Figurado]  Volubilidade, capricho.

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/g%C3%AAnero [consultado em 26-03-2019]