PT
BR
Pesquisar
Definições



exageração

A forma exageraçãopode ser [derivação feminino singular de exagerarexagerar] ou [nome feminino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
exageraçãoexageração
|z| |z|
( e·xa·ge·ra·ção

e·xa·ge·ra·ção

)


nome feminino

1. Acto de exagerar.

2. Representação das coisas de modo a julgá-las maiores do que são.

3. Qualidade do que ultrapassa o que é considerado razoável ou aceitável.

4. Encarecimento.

5. Qualidade do que é excessivo. = EXCESSO

6. Diferença entre a realidade e a narrativa. = AMPLIAÇÃO

7. [Retórica] [Retórica] Figura de retórica que corresponde ao exagero com efeitos enfáticos no sentido das palavras ou das frases. = HIPÉRBOLE

sinonimo ou antonimoSinónimoSinônimo geral: EXAGERO

etimologiaOrigem etimológica:latim exaggeratio, -onis.
exagerarexagerar
|z| |z|
( e·xa·ge·rar

e·xa·ge·rar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

1. Representar (coisas, pessoas, ditos, etc.) com exageração.

2. Encarecer; afectar.


verbo pronominal

3. Ser exagerado.



Dúvidas linguísticas



Gostaria de saber se o verbo vir na frase eu não quero que eles "vão" à festa, está correto e se não qual é a forma correta.
Na frase Eu não quero que eles vão à festa está presente o verbo ir, indicando que alguém faz uma acção de se deslocar de cá para lá, ou de um local próximo para um local mais afastado.
Se quiser utilizar o verbo vir, indicando que alguém faz uma acção de se deslocar de lá para cá, ou de um local afastado para um local mais próximo de quem fala, deverá utilizar a forma venham.
Em ambos os casos, a frase estará correcta, pois trata-se de formas verbais no presente do conjuntivo (ou presente do subjuntivo, no português do Brasil), por fazer parte de uma oração subordinada completiva ou integrante, que é complemento directo do verbo querer. As duas frases apenas diferem no sentido dado por ser o verbo ir ou o verbo vir.




Em qual destas frases existe um erro de sintaxe? Há negócios cujas vantagens parecem evidentes; O negócio onde o meu pai está envolvido dá prejuízo.
As gramáticas e os dicionários de língua portuguesa, como o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea ou a Gramática da Língua Portuguesa (p. 664), indicam que o advérbio ou pronome relativo onde expressa unicamente valores locativos, isto é, está relacionado com a noção de lugar físico, pelo que a segunda frase que refere (o negócio onde o meu pai está envolvido dá prejuízo) pode ser de alguma forma considerada menos correcta, já que “negócio” não é, neste contexto, um espaço físico, mas um substantivo abstracto. Nessa frase, as locuções adverbiais relativas em que ou no qual podem ser tidas como mais adequadas (o negócio em que/no qual o meu pai está envolvido dá prejuízo).

A primeira frase (há negócios cujas vantagens parecem evidentes) não apresenta qualquer tipo de agramaticalidade ou incorrecção sintáctica.