PT
BR
Pesquisar
Definições



estender

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
estenderestender
|ê| |ê|
( es·ten·der

es·ten·der

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

1. Dar mais superfície a. = ALARGAR, ALONGAR

2. Desenrolar.

3. Esticar.

4. Puxar.

5. Desdobrar.

6. Deitar ao comprido.

7. Prolongar.

8. Desenvolver.

9. Propagar.

10. Difundir.

11. Fazer dar estenderete.

12. [Figurado] [Figurado] Vencer em discussão.


verbo intransitivo

13. Dilatar-se.

14. Cair.


verbo pronominal

15. Ocupar um espaço em extensão. = ALONGAR-SE, PROLONGAR-SE

16. Alastrar-se.

17. Cair.

18. Estatelar-se.

19. Divulgar-se.

20. Durar.

21. Fazer má figura, dizer tolices ou erros graves em lição, exame, discurso, etc. = ESPALHAR-SE

etimologiaOrigem etimológica:latim extendo, -ere.

Auxiliares de tradução

Traduzir "estender" para: Espanhol Francês Inglês


Dúvidas linguísticas


Morfologicamente, como classificamos a expressão "cerca de"?
A expressão cerca de é composta pelo (pouco usado) advérbio cerca seguido da preposição de, sequência (advérbio + preposição) que, segundo a Nova Gramática do Português Contemporâneo, de Celso Cunha e Lindley Cintra (Lisboa: Ed. João Sá da Costa, 1998, 14.ª ed., p. 541) faz dela uma locução prepositiva, isto é, uma locução que tem a função de uma preposição. Esta locução é assim classificada no Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa, um dos raros dicionários que classificam as locuções; no entanto, em alguns contextos, esta locução tem um comportamento que a aproxima mais de um advérbio do que de uma preposição (ex.: esperei cerca de 30 minutos = esperei aproximadamente 30 minutos), pelo que nestes casos, deveria ser considerada uma locução adverbial.



Qual a forma verbal correcta nestas duas frases: "Se quiserem levar agora, têm de pagar" ou "Se quiserdes levar agora, tendes de pagar"?
Ambas as frases que refere estão correctas, como se pode ver pela inclusão do pronome sujeito em cada uma delas: Se (vocês) quiserem levar agora, (vocês) têm de pagar; Se (vós) quiserdes levar agora, (vós) tendes de pagar.

No português europeu (ou de Portugal) a pessoa a quem se fala no discurso pode ser expressa pelos pronomes de 2.ª pessoa tu (singular) e, mais raramente, vós (plural) ou por pronomes de tratamento como você (singular) / vocês (plural), que concordam com o verbo na 3.ª pessoa. No português do Brasil o pronome de tratamento você sobrepôs-se progressivamente ao uso de vós e de tu, permanecendo este último sobretudo no Sul do país.