PT
BR
Pesquisar
Definições



entre

A forma entrepode ser [primeira pessoa singular do presente do conjuntivo de entrarentrar], [terceira pessoa singular do imperativo de entrarentrar], [terceira pessoa singular do presente do conjuntivo de entrarentrar], [prefixo] ou [preposição].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
entreentre
( en·tre

en·tre

)


preposição

1. Indica situação ou espaço em meio ou dentro de.

2. Indica limite temporal.

3. Indica situação entre duas ou mais coisas, duas ou mais ideias, dois ou mais conceitos, etc.

4. Indica troca ou reciprocidade.

etimologiaOrigem etimológica:latim inter.
entre-entre-


prefixo

Indica posição entre duas coisas, no tempo ou no espaço (ex.: entreacto; entretela); reciprocidade (ex.: entrelaçar); pouca quantidade ou força (ex.: entrever).

etimologiaOrigem etimológica:latim inter.
entrarentrar
( en·trar

en·trar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo intransitivo

1. Dar entrada, ingressar.

2. Penetrar.

3. Começar; principiar.

4. Invadir.

5. Desaguar, desembocar.

6. Contribuir.

7. Pagar ou apresentar a cota que lhe toca.

8. Ser contado ou incluído.


entrar em si

Considerar melhor; considerar com sangue-frio.

Auxiliares de tradução

Traduzir "entre" para: Espanhol Francês Inglês

Anagramas



Dúvidas linguísticas



Como se deve dizer? Filhó (singular) Filhós (plural) ou Filhós (singular) Filhoses (plural)?
A palavra filhós, por analogia com palavras terminadas pelo mesmo som (ex.: retrós, voz), forma o plural filhoses (ex.: escolheu a filhós mais pequena; as filhoses ainda estão quentes). Trata-se de uma variante da palavra filhó que, por sua vez, forma o plural filhós (ex.: a filhó é um doce típico do Natal; comeu duas filhós). Ao processo de uma forma plural passar a ser empregue para designar também o singular, Evanildo Bechara dá o nome de "plural cumulativo" (ver Moderna Gramática Portuguesa, Rio de Janeiro: Editora Lucerna, 2002, pp. 128-129). O mesmo fenómeno acontece com os substantivos ilhó e ilhós, eiró e eirós, lilá e lilás, por exemplo.

Apesar de alguns autores condenarem o uso da forma filhós para designar o singular, a mesma e o respectivo plural filhoses surgem atestados nas principais obras lexicográficas de língua portuguesa, como o Vocabulário da Língua Portuguesa (Coimbra: Coimbra Editora, 1966), de Rebelo Gonçalves, o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa (Lisboa: Academia das Ciências de Lisboa / Editorial Verbo, 2001) ou o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, (Rio de Janeiro: Editora Objetiva, 2001 / Lisboa: Círculo de Leitores, 2002).




Diz-se o meu cabelo foi corto ou o meu cabelo foi cortado?
O verbo cortar apenas admite o particípio passado cortado, pelo que, das frases que refere, a única correcta é o meu cabelo foi cortado.