PT
BR
Pesquisar
Definições



devolver

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
devolverdevolver
|ê| |ê|
( de·vol·ver

de·vol·ver

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

1. Fazer devolução de. = RESTITUIR

2. Reenviar o que foi recebido, geralmente por rejeição.

3. Não aceitar. = RECUSAR

4. Repetir o que alguém diz ou faz (ex.: devolveu o sorriso).

5. [Desporto] [Esporte] Atirar a bola de volta ao adversário (ex.: o tenista devolveu uma bola curta).

6. Transferir ou transmitir um bem ou um direito.

7. [Jurídico, Jurisprudência] [Jurídico, Jurisprudência] Dar para arbitrar e julgar a juiz superior.

etimologiaOrigem etimológica:latim devolvo, -ere, fazer rolar de cima para baixo, rolar, desligar, cair.

Auxiliares de tradução

Traduzir "devolver" para: Espanhol Francês Inglês


Dúvidas linguísticas



Gostaria de saber qual o antônimo de pensando.
É difícil encontrar uma palavra antónima para o verbo pensar (o mais fácil é a locução não pensar). No entanto, e apenas em alguns contextos, é possível utilizar o antónimo esquecer (por exemplo, pensou no pai) ou desconhecer (por exemplo, pensou na solução mais correcta).



Em qual destas frases existe um erro de sintaxe? Há negócios cujas vantagens parecem evidentes; O negócio onde o meu pai está envolvido dá prejuízo.
As gramáticas e os dicionários de língua portuguesa, como o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea ou a Gramática da Língua Portuguesa (p. 664), indicam que o advérbio ou pronome relativo onde expressa unicamente valores locativos, isto é, está relacionado com a noção de lugar físico, pelo que a segunda frase que refere (o negócio onde o meu pai está envolvido dá prejuízo) pode ser de alguma forma considerada menos correcta, já que “negócio” não é, neste contexto, um espaço físico, mas um substantivo abstracto. Nessa frase, as locuções adverbiais relativas em que ou no qual podem ser tidas como mais adequadas (o negócio em que/no qual o meu pai está envolvido dá prejuízo).

A primeira frase (há negócios cujas vantagens parecem evidentes) não apresenta qualquer tipo de agramaticalidade ou incorrecção sintáctica.