PT
BR
Pesquisar
Definições



curro

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
currocurro
( cur·ro

cur·ro

)


nome masculino

1. [Tauromaquia] [Tauromaquia] Compartimento onde se guardam os touros na praça. = GAIOLA, TOURIL

2. [Tauromaquia] [Tauromaquia] Conjunto dos touros para uma corrida (ex.: elogiaram a qualidade do curro).

3. [Portugal] [Portugal] [História] [História] Cela muito pequena destinada a presos em isolamento, em especial na Cadeia do Aljube, em Lisboa, durante o Estado Novo (ex.: foi metido num curro durante semanas; esteve preso nos curros da KGB). = SEGREDO

4. [Brasil: São Paulo] [Brasil: São Paulo] Nome que outrora se dava ao quadrado ou moradia em conjunto dos escravos; conjunto de senzalas.

5. [Regionalismo] [Regionalismo] Cavalo reprodutor.

6. [Portugal, Informal] [Portugal, Informal] Droga feita da resina das inflorescências do cânhamo-indiano que produz sonolência ou outras alterações do sistema nervoso central. = HAXIXE

etimologiaOrigem etimológica:origem duvidosa, talvez derivação regressiva de curral.
Confrontar: corro.

Anagramas

Esta palavra no dicionário



Dúvidas linguísticas



Existe o verbo chaqualhar (no sentido de agitar)? Vi que existe chocalhar (que teria o mesmo sentido), mas em nosso dia-a-dia usamos chaqualar. Existe? É assim que se escreve? Ou assim: chacualhar?
A forma correcta é chacoalhar, como pode verificar no Dicionário Priberam da Língua Portuguesa .



É indiferente a utilização indistinta dos verbos levantar e alevantar, rebentar e arrebentar?
As palavras que referiu são sinónimas duas a duas (alevantar = levantar, arrebentar = rebentar), sendo as formas iniciadas por a- variantes formadas pela adjunção do prefixo protético a-, sem qualquer alteração de sentido. A estas palavras podem juntar-se outros pares, como ajuntar/juntar, amostrar/mostrar, arrecuar/recuar, assoprar/soprar, ateimar/teimar, etc.

As formas com o elemento protético a- são geralmente consideradas mais informais ou características do discurso oral, devendo por isso ser evitadas em contextos que requerem alguma formalidade ou em que se quer evitar formas menos consensuais.

Apesar deste facto, não podemos fazer uma generalização destes casos para o uso do prefixo, uma vez que o prefixo a- pode ter outros valores, como os de aproximação, mudança (ex.: abaixo < a- + baixo, acertar < a- + certo + -ar) ou de privação, negação (ex.: atemporal < a- + temporal, assexuado < a- + sexuado), em que já não se trata de variação, mas de derivação.