Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

conserveira

conserveiraconserveira | n. f.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

con·ser·vei·ra con·ser·vei·ra


(conserva + -eira)
nome feminino

1. Prato próprio para servir conservas.

2. Fábrica que produz conservas, geralmente enlatadas.


con·ser·vei·ro con·ser·vei·ro


(conserva + -eiro)
nome masculino

1. Aquele que faz ou vende conservas.

adjectivo
adjetivo

2. Relativo a conservas (ex.: fábrica conserveira).

pub

Parecidas

Anagramas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais

: Guterres fala em “farol de esperança” Conserveira Santa Catarina entregue a gestão privada Wall Street abre mista, com Snapchat a tombar...

Em A RODA

, na indústria conserveira , exploração das salinas, estaleiros, no vidro..

Em Outra Margem

...tão importante na actividade piscatória desse período, que Ovar despertou o interesse da indústria conserveira ..

Em Not

«Os trabalhadores da indústria conserveira realizam, esta quinta-feira, uma greve nacional, reivindicando um novo contrato coletivo de

Em Outra Margem

...do presidente ucraniano Marcelo alerta para violação de segredo de justiça Trabalhadores da indústria conserveira realizam greve na 5ª BCP avança 3% e segura ganhos na bolsa de Lisboa...

Em A RODA
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


No seguinte exemplo, o pronome do complemento directo deve vir antes ou depois do verbo?
- Já fizeste o trabalho?
- Sim, acabei de o fazer. / Sim, acabei de fazê-lo.
- Não, ainda tenho de o fazer. / Não, ainda tenho de fazê-lo.
Nas frases indicadas, as locuções verbais acabar de fazer e ter de fazer correspondem a construções em que os verbos acabar e fazer, seguidos da preposição de, são verbos auxiliares. Em geral, em locuções verbais com verbos auxiliares ou semiauxiliares (excepto com os que formam tempos verbais compostos: ex.: tem lido, foi lido), o clítico é colocado depois do verbo principal (ex.: O livro é interessante e posso lê-lo em dois dias; Ele veio visitar-me esta semana), podendo haver, menos consensualmente, colocação do clítico depois do verbo auxiliar ou semiauxiliar (ex.: O livro é interessante e posso-o ler em dois dias; Ele veio-me visitar esta semana). No entanto, quando a construção do verbo auxiliar ou semiauxiliar inclui uma preposição, especialmente de ou por, o pronome clítico pode ocorrer antes ou depois do verbo auxiliar (ex. Sim, acabei de o fazer. / Sim, acabei de fazê-lo), mas não depois do verbo auxiliar (ex. *Sim, acabei-o de fazer; o asterisco indica agramaticalidade).
Esta reflexão aplica-se também à outra frase apresentada (Não, ainda tenho de o fazer. / Não, ainda tenho de fazê-lo), mas nesse caso será ainda possível a opção Não, ainda o tenho de fazer, pois o advérbio ainda tem a propriedade de atracção do clítico (ver os casos referidos nas alíneas a) a j) da resposta posição dos clíticos).




Gostaria de saber como se deverá escrever: Prenderam hoje o gang da Ribeira ou Prenderam hoje o gangue da Ribeira?
A palavra gang é um estrangeirismo que provém do inglês, para o qual existe o aportuguesamento ortográfico gangue, registado em várias obras de referência, nomeadamente no Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa, no Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa ou no Grande Dicionário Língua Portuguesa, da Porto Editora. Este tipo de aportuguesamento é comum a outras palavras com o mesmo contexto ortográfico, como ring/ringue ou ping-pong/pingue-pongue.
pub

Palavra do dia

pi·ca·ú pi·ca·ú


(origem duvidosa)
nome masculino

[Brasil]   [Brasil]   [Ornitologia]   [Ornitologia]  Designação dada a várias aves da família dos columbídeos. = POMBA

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/conserveira [consultado em 30-11-2022]