Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
conceitoconceito | s. m.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

con·cei·to con·cei·to
(latim conceptus, -a, -um, particípio passado de concipio, -ere, tomar juntamente, reunir, conter, absorver, receber, recolher, conceber, perceber)
substantivo masculino

1. Mente considerada como sede das concepções; faculdade de conceber ou conhecer.

2. Concepção compreendida numa palavra que designa características e qualidades de uma classe de objectos, abstractos ou concretos.

3. Opinião ou ideia, juízo que se faz de alguém ou de alguma coisa (ex.: não partilhamos o mesmo conceito de profissionalismo).

4. Expressão sintética. = SÍNTESE

5. Dito engenhoso. = DITADO, MÁXIMA, NORMA, PRECEITO, SENTENÇA

6. Reputação de que algo ou alguém goza (ex.: a universidade alcançou um bom conceito; eram pessoas consideradas de mau conceito ).

7. Intuito ou desfecho moral de fábula, de conto ou de história semelhante. = MORALIDADE

8. Parte final e elucidativa de uma charada.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "conceito" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Escreve-se irei referir ou referirei ? Qual das formas é a mais correcta?
As duas expressões são correctas e equivalentes. A primeira (irei referir) corresponde a uma forma perifrástica, formada pelo futuro do verbo ir, aqui utilizado como auxiliar, seguido do verbo principal referir no infinitivo; paralelamente, é ainda usado no mesmo contexto a perifrástica com o verbo auxiliar ir no presente do indicativo, seguido de infinitivo (ex.: vou referir). A segunda expressão corresponde à forma do futuro simples do indicativo (referirei). A escolha entre estas duas maneiras de exprimir o tempo futuro depende do falante, mas o uso da perifrástica é usualmente preferido no discurso oral, enquanto o uso do futuro simples ocorre essencialmente no discurso escrito.



Prédefinido ou pré-definido? Interajuda ou inter-ajuda? Auto-controlo ou autocontrolo? Interinfluem ou inter-influem? Interrelação ou inter-relação? Sub cultura ou subcultura? Sub item ou subitem? Subgrupo ou sub grupo? Monocausal ou mono-causal? Inter-agir ou interagir? Peço desculpa, mas são dúvidas que frequentemente me assolam.
Para resolver dúvidas relativas à hifenização de palavras compostas com elementos de formação, é sempre útil consultar um dicionário e ver qual o padrão estabelecido para um determinado elemento de composição. Mesmo que determinada palavra não se encontre no dicionário, por analogia conseguir-se-á estabelecer uma regra para a utilização do hífen. Assim, ainda que monocausal, por exemplo, não tenha entrada em qualquer dicionário, por analogia com outras palavras (ex.: monocarril, monociclo ou monocultura), podemos concluir que o elemento mono- não é seguido de hífen quando o elemento posterior começa por c, obrigando à duplicação do r e do s quando se segue de palavras começadas com essas letras (ex.: monorrimo, monossemia). Após a aplicação do Acordo Ortográfico de 1990 (cf. base XVI), este elemento é seguido de hífen quando o segundo elemento começa por h ou o.

Algumas das palavras acerca das quais nos coloca a sua dúvida possuem registo em dicionários, nomeadamente no Dicionário Priberam da Língua Portuguesa, pelo que não será difícil chegar a uma conclusão quanto à grafia correcta. É o caso de predefinir, autocontrolo, interagir, inter-relação, subcultura, subitem ou subgrupo.

Relativamente às palavras compostas com o prefixo sub-, a base XXIX do Acordo Ortográfico de 1945 prevê que esse elemento apenas seja seguido de hífen quando o elemento seguinte se inicie por b, h ou r, daí que esses vocábulos prescindam da utilização do hífen. Este contexto ortográfico não sofre alteração com a aplicação do Acordo Ortográfico de 1990, pois, apesar de o texto do Acordo ser omisso neste ponto (cf. Base XVI), a "Nota Explicativa" anexa ao referido texto prevê o uso do hífen: "6.3 - O hífen nas formas derivadas (base XVI) [...] a) Emprega-se o hífen quando o segundo elemento da formação começa por h ou pela mesma vogal ou consoante com que termina o prefixo ou pseudoprefixo (por exemplo: anti-higiénico, contra-almirante, hiper-resistente) [...]" (sublinhado nosso).

Em relação às outras palavras, o Acordo Ortográfico de 1945 especifica que o elemento de formação inter- deverá ser seguido de hífen apenas se for sucedido de elemento começado por h ou r; assim, a grafia correcta deverá ser interajuda e interinfluir. Esta regra não sofre alteração com a aplicação do Acordo Ortográfico de 1990.

pub

Palavra do dia

pau·pé·ri·e pau·pé·ri·e
(latim pauperies, -ei)
substantivo feminino

Grande pobreza. = MISÉRIA, PAUPERISMO

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/conceito [consultado em 17-10-2018]