PT
BR
Pesquisar
Definições



chumaço

A forma chumaçopode ser [primeira pessoa singular do presente do indicativo de chumaçarchumaçar] ou [nome masculino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
chumaçochumaço
( chu·ma·ço

chu·ma·ço

)


nome masculino

1. Material que estofa interiormente um móvel ou uma peça de vestuário.

2. Esponja ou outro tipo de material que se coloca debaixo da roupa, geralmente nos ombros, para fazer volume.

3. Compressa.

4. [Pouco usado] [Pouco usado] Almofada.

5. [Portugal: Minho] [Portugal: Minho] Conjunto de agulhas ou folhas de pinheiro, geralmente secas. = CARUMA

6. [Brasil] [Brasil] Peça de carro de bois que impede a deslocação do eixo sobre a cheda.

sinonimo ou antonimoSinónimoSinônimo geral: ENCHUMAÇO

etimologiaOrigem etimológica:latim plumacium, -ii, leito de penas, almofada de penas.
chumaçarchumaçar
( chu·ma·çar

chu·ma·çar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

1. Meter chumaço em.

2. Estofar.

Anagramas



Dúvidas linguísticas



Qual a forma correcta: frequência do quarto ou frequência no quarto ano?
O substantivo frequência é geralmente seguido da preposição de (ou das suas contracções), como indica o Dicionário de Regimes de Substantivos e Adjectivos (25.ª ed., São Paulo: Globo, 2000), de Francisco Fernandes, e como atestam pesquisas efectuadas em corpora e em motores de busca da Internet.



Qual destas frases está correcta: «Ele assegurou-me que viria» ou «Ele assegurou-me de que viria»? Li que o verbo "assegurar" é regido pela preposição "de" quando é conjugado pronominalmente; no entanto, só me soa bem dessa forma quando ele é conjugado reflexivamente, como em "Eles asseguraram-se de que não eram seguidos". Afinal, como é que é? Obrigada.
Os dicionários que registam as regências verbais, como o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa ou o Dicionário sintáctico de verbos portugueses, estipulam que o verbo assegurar é regido pela preposição de apenas quando usado como pronominal (ex.: quando saiu de casa assegurou-se de que as janelas estavam fechadas). Para além do uso pronominal, o verbo assegurar pode ainda ser transitivo directo ou bitransitivo, isto é, seleccionar complementos não regidos por preposição (ex.: os testes assegurariam que o programa iria funcionar sem problemas; o filho assegurou-lhe que iria estudar muito).

Este uso preposicionado do verbo assegurar na acepção pronominal nem sempre é respeitado, havendo uma tendência generalizada para a omissão da preposição (ex.: quando saiu de casa assegurou-se que as janelas estavam fechadas). O fenómeno de elisão da preposição de como iniciadora de complementos com frases finitas não se cinge ao verbo assegurar, acontecendo também com outros verbos, como por exemplo aperceber (ex.: não se apercebeu [de] que estava a chover antes de sair de casa) ou esquecer (ex.: esquecera-se [de] que havia greve dos transportes públicos).