PT
BR
Pesquisar
Definições



chegado

A forma chegadopode ser [masculino singular particípio passado de chegarchegar] ou [adjectivoadjetivo].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
chegadochegado
( che·ga·do

che·ga·do

)


adjectivoadjetivo

1. Que chegou.

2. Próximo.

3. Contíguo.

chegarchegar
( che·gar

che·gar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo intransitivo

1. Vir.

2. Dar entrada em.

3. Atingir, alcançar, durar até.

4. Ir, prolongar-se, ir ter, ir dar.

5. Tocar.

6. Aproximar-se.

7. Ascender, importar.

8. Bastar.

9. Ir até ao ponto de.

10. Subir até.

11. Acercar-se.

12. Começar.

13. Conseguir.

14. Ser bastante alto para.

15. Dar pancadas em, bater, surrar.


verbo transitivo

16. Aproximar, mover para perto.

17. Ser suficiente para algo ou alguém (ex.: esta comida não chega para tantos convidados). = DAR


verbo pronominal

18. Aproximar-se; vir ter a.

etimologiaOrigem etimológica:origem duvidosa.

Auxiliares de tradução

Traduzir "chegado" para: Espanhol Francês Inglês

Palavras vizinhas



Dúvidas linguísticas



Por que motivo algumas palavras fazem o diminutivo com S e outras com Z?
Entre os sufixos mais produtivos para a formação de diminutivos encontram-se -inho e -zinho. Desta forma, poderá, por exemplo, formar as palavras livrinho (livro + -inho) e livrozinho (livro + -zinho). Só poderá haver um -s- num diminutivo se a palavra primitiva já o contiver, pois não há, em português, um sufixo -sinho. Por exemplo, nas palavras adeusinho ou vasinho há um -s- porque as palavras são formadas de adeus ou vaso + -inho.



Uma frase poderá conter parênteses no fim da mesma? Exemplo: Deve haver falta de correctores ortográficos no mercado (ou será um novo mês? Ficará talvez entre Fevereiro e Março).
Os parênteses são sinais gráficos - podem ser curvos "( )", rectos "[ ]" ou angulares "<>" - utilizados sobretudo para delimitar palavras, locuções ou frases intercaladas ou suprimidas, sem que a estrutura sintáctica seja alterada. Por este motivo, ao utilizar uma sequência dentro de parênteses, a pontuação da frase deverá ser a mesma que existiria sem o uso desses sinais gráficos.

O exemplo que nos fornece não é muito claro, mas quando o que se pretende intercalar corresponde a uma ou mais frases completas, estas poderão estar integradas na frase que não está entre parênteses (mantendo a pontuação de uma frase dependente e sem uso de maiúsculas iniciais): Deve haver falta de correctores ortográficos no mercado (ou será um novo mês?).

Se, no entanto, houver mais do que uma frase dentro dos parênteses, deverão ser respeitadas dentro dos parênteses as regras gerais de pontuação, com uso de maiúsculas a seguir a um ponto final ou, no caso do exemplo, a um ponto de interrogação: Deve haver falta de correctores ortográficos no mercado (ou será um novo mês? Ficará talvez entre Fevereiro e Março?).

A informação poderá, por outro lado, surgir isolada fora dessa frase, com a respectiva pontuação e uso de maiúsculas; este parece ser o procedimento preferencial no caso de frases como a do exemplo referido, em que não parece haver nexo muito forte entre a frase imediatamente anterior e a(s) frase(s) entre parênteses: Deve haver falta de correctores ortográficos no mercado. (Ou será um novo mês? Ficará talvez entre Fevereiro e Março?)