Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

cegar

cegarcegar | v. tr. e intr. | v. tr., intr. e pron. | v. tr. e pron. | v. tr.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

ce·gar ce·gar

- ConjugarConjugar

(latim caeco, -are, cegar)
verbo transitivo e intransitivo

1. Tirar ou perder a visão; tornar ou ficar cego (ex.: foi um acidente que o cegou; com a evolução da diabetes, acabou por cegar). = ENCEGUEIRAR

2. Tirar temporariamente ou perturbar a visão (ex.: os faróis cegaram o condutor: este sol cega). = ENCANDEAR, OFUSCAR

3. [Figurado]   [Figurado]  Causar ou sofrer deslumbramento ou encantamento. = DESLUMBRAR, ENCANTAR, FASCINAR

4. Tirar o fio ou gume a instrumentos cortantes. = EMBOTAR

verbo transitivo, intransitivo e pronominal

5. Tirar ou perder o bom senso, a calma ou a capacidade de raciocinar. = ALUCINAR, OBSTINAR, PERTURBAR

verbo transitivo e pronominal

6. Causar ou ser vítima de engano ou ilusão. = ENGANAR, ILUDIR

7. Tornar ou ficar menos nítido ou menos vivo. = APAGAR, DESBOTAR, DESVANECER

verbo transitivo

8. Causar uma obstrução ou um entupimento (ex.: cegar a passagem). = BLOQUEAR, ENTULHAR, ENTUPIR, OBSTRUIR, OCLUIR, TAPARDESBLOQUEAR, DESOBSTRUIR, DESTAPAR

9. [Militar]   [Militar]  Tornar inútil uma arma ou sistema militar (ex.: cegar a artilharia).

Confrontar: segar.
pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "cegar" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Esta palavra em blogues

Ver mais

...À sua volta a relva era tão verde, tão verde, quase à beira de cegar ..

Em O INDEFECTÍVEL

Se este governo cegar ao fim da legislatura sem qualquer remodelação e ganhar as próximas eleições legislativas, sendo...

Em O JUMENTO

Logo no início, sabendo que os chineses são capazes de cegar e controlar as armas americanas, não faz muito sentido

Em intergalacticrobot

Ultima­men­te, aliás, começava a ser costume cegar também as mulheres..

Em TEMPO CONTADO

Cegar com o rosto contra um ramo abrupto de relâmpagos..

Em #poesia
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Qual das seguintes frases está incorrecta? Queria um copo de água com gelo; Encomendei um colete em seda vermelha ou Vou comprar uma caixa de fósforos.
Do ponto de vista linguístico, nenhuma das frases está incorrecta, pois a preposição de pode ser usada para indicar conteúdo (ex.: copo de água, caixa de fósforos) e a preposição em pode ser usada para indicar matéria (ex.: colete em seda). A informação sobre o uso das preposições nestas expressões pode ser encontrada em obras de referência para o português, nomeadamente em dicionários gerais de língua como o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa (Lisboa: Editorial Verbo, 2001) ou o Grande Dicionário Língua Portuguesa (Porto: Porto Editora, 2004). Alguns autores, porém, consideram inadequado o uso da preposição em para expressões que indicam matéria, alegando que se trata de galicismo.



Qual das expressões é a correcta: de forma a ou por forma a? Caso ambas estejam correctas, qual a diferença entre elas e quando usar uma ou outra?
As duas expressões estão correctas e são locuções prepositivas sinónimas, significando ambas “para”, “a fim de” ou “de modo a” e indicando um fim ou objectivo (ex.: procedeu cautelosamente de forma a/por forma a evitar erros), sendo a locução por forma a menos usada que de forma a, como se pode verificar pela pesquisa em corpora e motores de busca na internet. Ambas se encontram registadas em dicionários de língua portuguesa.

Estas duas expressões, construídas com a preposição a, pertencem a um conjunto de locuções (do qual fazem parte de modo a ou de maneira a) cujo uso é desaconselhado por alguns puristas, com o argumento de que se trata de expressões de influência francesa, o que, neste caso, não parece constituir argumento suficiente para as considerar incorrectas. Acresce ainda que, em qualquer dos casos, locuções prepositivas como de/por forma a, de maneira a ou de modo a desempenham a mesma função da preposição para, que neste contexto introduz frases subordinadas infinitivas adverbiais de fim (ex.: procedeu cautelosamente para evitar erros), da mesma forma que, com alterações ao nível dos tempos verbais, as locuções conjuncionais de/por forma que, de maneira que ou de modo que desempenham a função da locução conjuncional para que, que neste contexto introduz frases subordinadas finitas adverbiais de fim (ex.: procedeu cautelosamente para que evitasse erros). Não parece assim haver motivo para deixar de usar umas ou outras.

pub

Palavra do dia

pi·chor·ra |ô|pi·chor·ra |ô|


(picho + -orra)
nome feminino

1. Pichel com bico.

2. [Portugal: Beira]   [Portugal: Beira]  Pequena cântara de barro branco, com bico.

3. [Brasil]   [Brasil]  Jogo em que os intervenientes tentam partir, de olhos vendados e com um pau, um recipiente cheio de guloseimas e prendas, pendurado acima das suas cabeças. = PINHATA

4. [Brasil]   [Brasil]  Recipiente que se enche de guloseimas e prendas, usado nesse jogo. = PINHATA

5. [Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]  Fêmea do cavalo. = ÉGUA

6. [Brasil: São Paulo]   [Brasil: São Paulo]  Falta de força ou de estímulo para agir. = INDOLÊNCIA, LASSIDÃO, PREGUIÇA

adjectivo de dois géneros e nome de dois géneros
adjetivo de dois géneros e nome de dois géneros

7. [Brasil: São Paulo]   [Brasil: São Paulo]  Que ou quem mostra medo ou falta de coragem. = COBARDE, MEDROSO, POLTRÃOCORAJOSO

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/cegar [consultado em 20-10-2021]