Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

bule

bulebule | n. m.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

bu·le bu·le


(talvez do malaio buli, frasco)
nome masculino

Recipiente para servir usualmente chá, mas que também pode ser usado para servir outras bebidas, como café.Ver imagem

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "bule" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Dúvidas linguísticas


Qual o plural de social-democrata?
Podemos considerar que a palavra social-democrata admite dois plurais: sociais-democratas ou social-democratas.

O plural das palavras compostas é por vezes problemático para os utilizadores da língua, pois obedece a regras nem sempre evidentes. Por este motivo, muitos dicionários de língua preocupam-se em registar o plural destas palavras (é o caso, para o português europeu, do Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea, da Academia das Ciências/Verbo, ou do Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, do Círculo de Leitores).

Em traços muito gerais, as regras de flexão de palavras compostas hifenizadas podem resumir-se em algumas alíneas:
a) Se a palavra é formada por um substantivo seguido de preposição e de outro(s) substantivo(s) (ex.: chapéu-de-chuva, bordão-de-são-josé), flexiona apenas o primeiro substantivo (ex.: chapéus-de-chuva, bordões-de-são-josé).
b) Se a palavra é formada por um substantivo seguido de adjectivo (ex.: secretaria-geral), ou por adjectivo seguido de substantivo (ex.: segundo-cabo), ou por adjectivo seguido de adjectivo (ex.: surdo-mudo), flexionam os dois vocábulos (ex.: secretarias-gerais, segundos-cabos, surdos-mudos).
c) Se a primeira palavra do composto é invariável, por exemplo, um advérbio (ex. além-mar), um elemento de formação (ex.: auto-acusação) ou uma forma verbal (ex.: beija-flor), flexiona apenas a segunda palavra (ex.: além-mares, beija-flores, auto-acusações).
d) Se a palavra é formada por dois substantivos (ex.: balão-sonda, escola-piloto ) ambos os substantivos são flexionados (ex.: balões-sondas, escolas-pilotos), excepto se o segundo substantivo se tratar de um “determinante específico” (CUNHA e CINTRA, Nova Gramática do Português Contemporâneo, Edições João Sá da Costa, 1998, p. 188), caso em que a segunda palavra do composto deve ficar invariável (ex.: balões-sonda, escolas-piloto). É difícil ajuizar se se trata ou não de um determinante específico, isto é, um substantivo com a função de determinar, qualificar ou limitar características do primeiro substantivo; por este motivo, nestes casos, é frequente haver nos dicionários registo de dois plurais.

Analisando agora a palavra social-democrata verificamos que é possível considerar que se trata de dois adjectivos, equivalendo a social e democrata, ou de adjectivo (social) seguido de um substantivo (democrata), equivalendo a ‘um democrata que é social’. Neste caso, o plural deverá ser sociais-democratas, como considera o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea, da Academia das Ciências/Verbo. Por outro lado, se social for entendido como um elemento de composição, e não como um adjectivo, o plural deverá ser social-democratas, como considera José Pedro MACHADO no seu Grande Vocabulário da Língua Portuguesa (Âncora, 2001). Esta interpretação poderá eventualmente encontrar contra-argumentação no facto de o elemento de composição mais usual para exprimir a noção de social ser socio- (ex.: socioeconómico). Por este motivo, o Dicionário Priberam (e também o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, Lisboa: Círculo de Leitores, 2001) regista ambos os plurais.




A palavra secção nos novos dicionários de várias editoras sofre alteração e passa a ser seção depois de aplicado o Acordo Ortográfico e não tem as duas grafias. No vosso conversor, secção não é convertida para seção. De qualquer maneira não faz nenhum sentido retirar o c à palavra secção e confunde-se com a palavra sessão na expressão oral, só se conseguindo distinguir na escrita. Como é que se pode explicar isto? Este acordo ortográfico não faz sentido nenhum nem sequer consigo entender como ninguém faz mais nada.
Como previsto pelo texto do Acordo Ortográfico de 1990, as duplas grafias são aceites pelo corrector ortográfico em casos em que a chamada "norma culta" hesita entre a prolação e o emudecimento das consoantes c e p. A "norma culta", que o texto legal tantas vezes invoca como critério para aproximar a grafia da pronúncia, é difícil de aferir, pelo que, para as opções do corrector ortográfico, a Priberam levou em consideração a transcrição fonética ou as indicações de ortoépia registadas em dicionários e vocabulários.

A grafia da palavra secção não sofre alteração com a aplicação do Acordo Ortográfico de 1990, uma vez que, na norma europeia do português, o -c- é pronunciado, como poderá verificar pela consulta de dicionários ou vocabulários com transcrição fonética ou ortoépica, nomeadamente no Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa ou no Dicionário Priberam da Língua Portuguesa. Este caso é semelhante a outros em que a consoante é pronunciada (ex.: adaptar, facto, intelectual, pacto) e que, consequentemente, não sofrem alteração no português europeu com a aplicação do Acordo Ortográfico de 1990.

A pronúncia se[s]ão não corresponde a uma articulação usual no português europeu, mas sim no português do Brasil, onde a grafia seção é a mais usual e coexiste com a grafia secção, correspondendo cada grafia a uma pronúncia diferente.

Estas diferenças de pronúncia entre a norma europeia do português e a norma brasileira originam que, mesmo com a aplicação do Acordo Ortográfico, sejam privilegiadas grafias diferentes em cada uma das normas (ex.: académico, facto e receção, na norma europeia; acadêmico, fato e recepção, na norma brasileira).

pub

Palavra do dia

fi·ló fi·ló


(talvez do latim *filolum, diminutivo de filum, -i, fio)
nome masculino

Tecido leve, transparente e reticular (ex.: véu de filó). = BOBINETE

Confrontar: filhó, filo.
pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/bule [consultado em 06-02-2023]