PT
BR
Pesquisar
Definições



bulamos

A forma bulamospode ser [primeira pessoa plural do imperativo de bulirbulir], [primeira pessoa plural do presente do conjuntivo de bulirbulir], [primeira pessoa plural do presente do indicativo de bularbular] ou [primeira pessoa plural do pretérito perfeito do indicativo de bularbular].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
bulirbulir
( bu·lir

bu·lir

)
Conjugação:irregular.
Particípio:regular.


verbo transitivo e intransitivo

1. Mover-se brandamente; agitar-se levemente (ex.: não havia nem uma brisa para bulir as folhas; estava tudo em silêncio e nada bulia). = FREMIR, PALPITAR


verbo transitivo

2. Pôr as mãos para alguma acção (ex.: não bulas mais nisso; não vou bulir nesse dinheiro) = MEXER, TOCAR

3. Fazer referência ou comentário em relação a algo (ex.: decidiu não bulir no assunto). = ALUDIR, FALAR, MEXER, TOCAR

4. Provocar algum estado emocional, geralmente incómodo ou irritação (ex.: a situação está a bulir com ele; esta voz estridente bole-me com os nervos). = AFECTAR, MEXER

5. Fazer troça de. = GOZAR, TROÇAR, ZOMBAR

6. [Brasil, Popular] [Brasil, Popular] Tirar a virgindade de.


verbo intransitivo

7. [Portugal, Informal] [Portugal, Informal] Trabalhar (ex.: ela está sempre a bulir).

etimologiaOrigem etimológica:latim bullio, -ire.
bularbular
( bu·lar

bu·lar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

Aplicar selo metálico ou bula em (ex.: abular um documento). = ABULAR

etimologiaOrigem etimológica:bula + -ar.


Dúvidas linguísticas



Qual a forma correcta de dizer em português: biossensor ou biosensor?
A grafia correcta, apesar de não se encontrar registada em nenhum dos dicionários por nós consultados, deverá ser biossensor, por analogia com outras palavras formadas a partir do prefixo de origem grega bio-, que exprime a noção de “vida”: biossatélite, biossintético, biossistema, etc. Este comportamento é também análogo ao de alguns prefixos terminados em o, como sejam retro-, socio- e tecno-, que obrigam à duplicação do r e do s quando o elemento ao qual se apõem se inicia por uma dessas consoantes.



Em qual destas frases existe um erro de sintaxe? Há negócios cujas vantagens parecem evidentes; O negócio onde o meu pai está envolvido dá prejuízo.
As gramáticas e os dicionários de língua portuguesa, como o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea ou a Gramática da Língua Portuguesa (p. 664), indicam que o advérbio ou pronome relativo onde expressa unicamente valores locativos, isto é, está relacionado com a noção de lugar físico, pelo que a segunda frase que refere (o negócio onde o meu pai está envolvido dá prejuízo) pode ser de alguma forma considerada menos correcta, já que “negócio” não é, neste contexto, um espaço físico, mas um substantivo abstracto. Nessa frase, as locuções adverbiais relativas em que ou no qual podem ser tidas como mais adequadas (o negócio em que/no qual o meu pai está envolvido dá prejuízo).

A primeira frase (há negócios cujas vantagens parecem evidentes) não apresenta qualquer tipo de agramaticalidade ou incorrecção sintáctica.