PT
BR
Pesquisar
Definições



bater com o nariz na porta

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
nariznariz
( na·riz

na·riz

)
Imagem

Parte saliente do rosto, entre a testa e a boca, que corresponde ao órgão do olfacto.


nome masculino

1. Parte saliente do rosto, entre a testa e a boca, que corresponde ao órgão do olfacto.Imagem

2. Cavidade das fossas nasais; conjunto das duas narinas (ex.: nariz entupido; tira o dedo do nariz).

3. Ventas; focinho.

4. [Por extensão] [Por extensão] Sentido do olfacto. = FARO

5. Cara; feições.

6. Parte saliente na parte da frente de algo (ex.: nariz do avião).

7. Parte do ferrolho que entra na fechadura.


bater com o nariz na porta

[Informal] [Informal] Encontrar encerrado um espaço, um estabelecimento, uma casa, não conseguindo alcançar quem ou o que se procurava. = BATER COM A CARA NA PORTA

conduzir alguém pelo nariz

Dominá-lo completamente.

dar com o nariz na porta

[Informal] [Informal] O mesmo que dar com o nariz na porta.

debaixo do nariz de

Na presença de alguém ou com uma proximidade muito grande em relação a alguém (ex.: o roubo aconteceu debaixo do nosso nariz).

ficar com nariz de palmo e meio

Ficar desapontado.

meter o nariz em tudo

Ser intrometido.

nariz de beterraba

[Informal] [Informal] Muito grosso e vermelho.

torcer o nariz

Mostrar desagrado.

vistoPlural: narizes.
etimologiaOrigem etimológica:latim naris, -is.
iconPlural: narizes.

Auxiliares de tradução

Traduzir "bater com o nariz na porta" para: Espanhol Francês Inglês


Dúvidas linguísticas



Como se escreve: quere-la ou querêla?
As grafias quere-la, querê-la e querela são formas parónimas, isto é, formas diferentes com grafia e som semelhantes.

As formas quere-la e querê-la correspondem a formas verbais do verbo querer seguidas do clítico a, na forma -la (o pronome clítico -a assume a forma -la quando a forma verbal que o precede termina em -r, -s ou -z); quere-la pode transcrever-se foneticamente ['k3rilá] e corresponde à segunda pessoa do presente do indicativo (ex.: tu queres a sopa? = quere-la?), enquanto querê-la pode transcrever-se foneticamente [ki'relá] e corresponde ao infinitivo (ex.: para alcançares alguma coisa, tens de querê-la muito).

A grafia querela pode transcrever-se foneticamente [ki'r3lá] e corresponde a um substantivo feminino, cujo significado poderá consultar seguindo a hiperligação para o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa.




Porque diagnostica não tem acento?
As palavras diagnostica e diagnóstica são designadas por homógrafos imperfeitos, isto é, palavras cuja grafia se diferencia apenas pela acentuação gráfica, mas que têm pronúncia e significado diferente.
Sem acento gráfico, a palavra diagnostica corresponde a uma forma do verbo diagnosticar (ex.: ele diagnostica a doença de forma clara); como tal, segue a regra geral de acentuação das formas verbais na terceira pessoa do presente do indicativo (à semelhança outras formas verbais com amplifica, fica ou multiplica). Trata-se de uma palavra grave, sem qualquer contexto que justifique a sua acentuação gráfica.
Com acento gráfico, a palavra diagnóstica é esdrúxula e corresponde à forma feminina do adjectivo diagnóstico (ex.: avaliação diagnóstica, observação diagnóstica).