Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
auto-suficiênciaautossuficiênciaauto-suficiênciaautossuficiência | s. f.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

au·to·-su·fi·ci·ên·ci·a au·tos·su·fi·ci·ên·ci·a au·to·-su·fi·ci·ên·ci·a au·tos·su·fi·ci·ên·ci·a
nome feminino

1. Condição do que se basta a si próprio.

2. Contentamento excessivo consigo mesmo, orgulho, petulância.

3. [Economia política]   [Economia política]  Produção suficiente para as necessidades do consumo.


• Grafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990: autossuficiência.
• Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: auto-suficiência.


• Grafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990: autossuficiência.
• Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: auto-suficiência

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "auto-suficiência" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Usa-se crase na frase "Atendimento a grupos"?
Na expressão atendimento a grupos não deverá usar a crase.

A crase é a contracção de duas vogais iguais, na maioria dos casos, contracção da preposição a com o artigo definido a quando este precede um substantivo feminino (ex.: devolveu o livro à colega) e com a locução relativa a qual (ex.: esta é a colega à qual ele devolveu o livro). Há também locuções fixas que contêm crase, onde se pode subentender o substantivo feminino moda ou maneira (ex.: cozido à portuguesa = cozido à [moda/maneira] portuguesa). Não poderá usar a crase numa expressão como atendimento a grupos, pois grupos é um substantivo masculino plural e não poderia ser antecedido do artigo definido feminino a.

Normalmente, não se usa a crase antes de nome masculino, como é o caso (ex.: atendimento a grupos), de artigo indefinido (ex.: atendimento a uma clientela), de forma verbal (ex.: esteve a atender) ou de topónimos que não precisam de artigo (ex.: chegou a Brasília). Há ainda locuções fixas que não contêm crase (ex.: estavam frente a frente).




Gostaria de saber qual a diferença entre os sons vozeados e os sons não vozeados da língua portuguesa.
Os sons vozeados ou sonoros são sons produzidos com vibração das cordas vocais. No português, são vozeadas todas as vogais e as consoantes [b] como em boi, [d] como em dar, [g] como em gato, [v] como em ovo, [z] como em zero, [[] como em cujo, [r] como em caro, [R] como em carro, [l] como em pala, [Y] como em ilha, [m] como em comer, [n] como em nada e [V] como em lenha.

Os sons não vozeados ou surdos são sons produzidos sem vibração das cordas vocais. No português, são não vozeadas as consoantes [p] como em pôr, [t] como em ter, [k] como em cão, [f] como em fava, [s] como em circo e [1] como em duche.

Para mais exemplos, ver também Classificação das consoantes e Classificação das vogais na Gramática da Língua Portuguesa On-Line.

pub

Palavra do dia

a·ma·du·rar a·ma·du·rar
(a- + maduro + -ar)
verbo transitivo, intransitivo e pronominal

1. Tornar ou ficar maduro (ex.: o calor amadurou a fruta; os frutos amaduraram; os pêssegos ainda não se amaduraram). = SAZONAR

2. Tornar ou ficar adulto.


SinónimoSinônimo Geral: AMADURECER

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2020, https://dicionario.priberam.org/auto-sufici%C3%AAncia [consultado em 23-10-2020]