Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

antiga

fem. sing. de antigoantigo
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

an·ti·go an·ti·go


(latim antiquus, -a, -um, antigo, velho)
adjectivo
adjetivo

1. Que existiu outrora.

2. Que existe e se conserva há muito tempo. = VELHONOVO, RECENTE

3. Que não é moderno. = ANTIQUADO

4. Que foi, mas já não é.

5. De outros tempos.

6. Próprio de outros tempos.

7. Que exerce o lugar há muito tempo.NOVO

8. Que foi suplantado por outro.

nome masculino

9. O que é antigo.


antigos
nome masculino plural

10. Os homens de outros tempos.

11. Anciãos.

Superlativo: antiguíssimo ou antiqüíssimo.Superlativo: antiguíssimo ou antiquíssimo.
pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "antiga" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Anagramas

Esta palavra em blogues

Ver mais

...do arquiteto Pardal Monteiro, ocupando a área onde se encontrava o coro alto da antiga igreja do Mosteiro de São Bento..

Em VISEU, terra de Viriato.

Machine : Pulp muito à antiga ..

Em intergalacticrobot

contra a sua antiga equipa..

Em HELDER BARROS

Júlio Dinis, nasceu no Porto, na antiga Rua do Reguinho, a 14 de novembro de 1839, e faleceu na mesma cidade,...

Em Geopedrados

...a proibição à presença de forças armadas estrangeiras e armas nucleares no território da antiga Alemanha Oriental..

Em Geopedrados
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Estou com uma dúvida: como se escreve, e se existe, a palavra (excessão, ecessão, esseção)?
No português europeu a grafia correcta é excepção e no português do Brasil é exceção.



Como se escreve? Eu não consigo deitar-me cedo. Eu não consigo me deitar cedo. Não consigo perceber se o não está associado ao primeiro ou segundo verbo, pois nos verbos reflexos na negativa os pronomes vêm antes do verbo.
O verbo conseguir, à semelhança de outros verbos como desejar, querer ou tentar, tem algumas propriedades análogas às de um verbo auxiliar mais típico (como o verbo ir, por exemplo). Nestes casos, este verbo forma com o verbo principal uma locução verbal, podendo o clítico estar antes do verbo auxiliar (ex.: eu não me vou deitar cedo; eu não me consigo deitar cedo) ou depois do verbo principal (ex.: eu não vou deitar-me cedo; eu não consigo deitar-me cedo). Isto acontece porque o verbo considerado auxiliar ou semiauxiliar pode formar com o verbo que o sucede uma locução verbal coesa, como se fosse um só verbo (e, nesse caso, o clítico é atraído pela partícula de negação não e desloca-se para antes da locução verbal) ou, por outro lado, o verbo conseguir pode manter algumas características de verbo pleno (e, nesse caso, o clítico me pode manter-se ligado ao verbo principal deitar, de que depende semanticamente). Nenhuma das duas construções pode ser considerada incorrecta, apesar de a segunda ser frequentemente considerada preferencial.

Nesta frase, o marcador de negação (o advérbio não) está claramente a negar o verbo conseguir e é semanticamente equivalente a "eu deito-me tarde, porque não sou capaz de me deitar cedo". Se estivesse a negar o verbo deitar-se (eu consigo não me deitar cedo), teria um valor semântico diferente, equivalente a "eu sou capaz de me deitar tarde", devendo nesse caso o clítico estar colocado antes do verbo deitar.

pub

Palavra do dia

vi·lar vi·lar


(latim villaris, -e, relativo a casa de campo, a quinta)
nome masculino

[Pouco usado]   [Pouco usado]  Pequena aldeia ou povoação; grupo de casas. = ALDEOLA, CASAL, LUGAREJO

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/antiga [consultado em 23-09-2021]