PT
BR
Pesquisar
Definições



anti-regime

A forma anti-regimepode ser [masculino singular de regimeregime] ou [adjectivo de dois géneros e de dois númerosadjetivo de dois géneros e de dois números].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
anti-regimeantirregimeanti-regimeantirregime
( an·ti·-re·gi·me an·tir·re·gi·me

an·ti·-re·gi·me

an·tir·re·gi·me

)


adjectivo de dois géneros e de dois númerosadjetivo de dois géneros e de dois números

Contrário ao regime em vigor.

etimologiaOrigem etimológica:anti- + regime.
sinonimo ou antonimo Grafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990: antirregime.
sinonimo ou antonimo Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: anti-regime.
grafiaGrafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990:antirregime.
grafia Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: anti-regime.
regimeregime
( re·gi·me

re·gi·me

)


nome masculino

1. Sistema ou modo de viver adoptado por alguém, particularmente no que é relativo à alimentação.

2. Forma de governo.

3. Governo, direcção.

4. Estatutos, regulamento, regimento.

5. [Por extensão] [Por extensão] Dieta.

6. [Gramática] [Gramática] Relação de dependência entre as palavras de um constituinte ou entre os constituintes de uma frase. = REGÊNCIA

sinonimo ou antonimoSinónimoSinônimo geral: REGÍMEN

Auxiliares de tradução

Traduzir "anti-regime" para: Espanhol Francês Inglês


Dúvidas linguísticas



Minha dúvida é: Por que passei a vida estudando que o correto é falar para eu fazer, para eu comer, e etc., se a frase É fácil para mim estudar não está errada? Podem explicar essa última frase.
De facto, nos contextos exemplificados com duas orações na resposta para eu/para mim (ex.: isto é para eu fazer), deverá ser usado o pronome sujeito, pois na oração para eu fazer, o pronome desempenha essa função de sujeito. No caso do exemplo É fácil para mim estudar, o contexto é semelhante àquele referido na resposta pronomes pessoais rectos e oblíquos, em que o pronome não desempenha a função de sujeito, pois esta frase pode ser decomposta em Estudar [sujeito] é fácil [predicado] para mim [adjunto adverbial de interesse].



Não será a palavra revivalismo portuguesa? Porque não existe no dicionário? Será um estrangeirismo? Mas quantos não foram já "absorvidos" por tão correntes no português escrito e falado?
A palavra revivalismo, apesar de não se encontrar na nomenclatura do Dicionário Priberam da Língua Portuguesa, encontra-se registada noutros dicionários de língua portuguesa como, por exemplo, o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea (Academia das Ciências de Lisboa/Verbo, Lisboa, 2001). Deriva da palavra inglesa revivalism e refere-se ao ressurgimento de ideias, modas ou tendências que fizeram parte do passado.