PT
BR
Pesquisar
Definições



Pesquisa nas Definições por:

repousarias

corpuscular | adj. 2 g.

Relativo a corpúsculos, a átomos....


repousante | adj. 2 g.

Que proporciona repouso, descanso ou tranquilidade....


quiescente | adj. 2 g.

Que descansa; que está em sossego....


acalmia | n. f.

Período de repouso transitório que se segue a outro de agitação....


réquie | n. f.

Parte do ofício de defuntos que começa pela palavra latim "requiem"....


requiem | n. m.

Parte do ofício de defuntos que começa por esta palavra....


repoiso | n. m.

O mesmo que repouso....


sabate | n. m.

O mesmo que sabat....


dormência | n. f.

Estado de quem dorme ou sofre um torpor....


estação | n. f.

Estada, paragem de duração variável que se faz num lugar....


zoteca | n. f.

Na Antiguidade greco-romana, saleta de repouso ou estudo....


clinoterapia | n. f.

Tratamento médico por meio de repouso....


inércia | n. f.

Falta de movimento ou de actividade....


lazer | n. m.

Tempo de que se dispõe livremente para repouso ou distracção....



Dúvidas linguísticas



Gostaria de saber se a palavra bocado pertence à mesma família de palavras de boca.
O substantivo bocado deriva do substantivo boca pela adjunção do sufixo –ado, pelo que se trata de uma palavra da mesma família.



Qual a forma correcta: perda de tempo ou perca de tempo?
As formas perda e perca são sinónimas, e encontram-se registadas como tal, por exemplo, no Vocabulário da Língua Portuguesa, de Rebelo Gonçalves (Coimbra Editora, 1966) e em dicionários como o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea (Academia das Ciências/Verbo, 2001) ou o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa (Círculo de Leitores, 2002).

No entanto, a forma preferencial é perda, uma vez que a variante perca tem origem mais popular, devendo ser utilizada apenas em contextos mais informais.


Ver todas