Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

Pesquisa por "piroso" nas definições

pirosada | n. f.
    Acto, dito ou comportamento próprio de piroso....

pirosice | n. f.
    Qualidade do que é piroso....

piroseira | n. f.
    Qualidade do que é piroso....

pindérico | adj. n. m. | adj. | n. m.
    Que ou quem revela mau gosto, falta de elegância (ex.: que nome tão pindérico; bando de pindéricas)....

foleiro | n. m. | adj. n. m.
    O que faz ou vende foles....

parolo | adj. n. m.
    Que ou quem tem modos considerados rústicos ou simplórios....

cafona | adj. 2 g. n. 2 g.
    Que ou quem revela falta de requinte, de bom gosto. (Equivalente no português de Portugal: piroso.)...

fatela | adj. 2 g. n. 2 g.
    Que ou quem não tem qualidade, requinte, bom gosto (ex.: que relógio mais fatela; há sempre um fatela desses para estragar a festa)....

pirosão | adj. n. m.
    Que ou o que é muito piroso (ex.: que saia pirosona; ele é um pirosão)....

possidónio | n. m. | adj. n. m.
    Político provinciano que só vê a salvação do país no corte profundo e incondicional de todas as despesas públicas....

piroso | adj. n. m.
    Que ou quem revela falta de qualidade, de requinte, de bom gosto (ex.: que sapatos tão pirosos; aquela pirosa ficou com o lugar). [Equivalente no português do Brasil: cafona.]...

Dúvidas linguísticas


Gostaria de saber se a palavra real admite duas formas de plural: réis e reais, assim como mel, temos: méis e meles?
Efectivamente a palavra real admite o plural réis (não confundir com reis, plural de rei), mas apenas na acepção de antiga unidade monetária de Portugal e do Brasil. Nas restantes acepções de adjectivo e de substantivo masculino, incluindo a da actual unidade monetária do Brasil, só é admitida a forma plural reais. Não se trata assim de um duplo plural, ao contrário do caso de mel.



Na escrita de uma carta, é comum o uso da expressão "Olá João,", seja qual for o nome. A questão que coloco é: não deveria "Olá" estar separado de "João "por uma vírgula? Do ponto de vista gramatical, João não funciona como um vocativo? Há outras expressões como "Querido João, " que as pessoas usam para justificar a primeira, mas a relação de Querido e Olá para com o substantivo é diferente e justifica a meu ver uma diferença no uso da vírgula. Podiam esclarecer não somente com a frequência do uso das expressões, mas com uma interpretação da função do símbolo "," como identificador de uma transição pré e pós vírgula?
Na expressão "olá, João", o nome João corresponde de facto ao vocativo, pois introduz uma interpelação ou chamamento, e deve estar separado da interjeição olá por uma vírgula.

Na interpelação querido João, não estamos perante uma expressão com a mesma estrutura, uma vez que querido é adjectivo que qualifica o nome próprio do qual não deverá ser separado por vírgula. Este adjectivo fará também parte do vocativo se for usado com uma interjeição como olá (ex.: olá, querido João).

Palavra do dia

es·ta·me·nha es·ta·me·nha


(latim staminea, feminino de stamineus, -a, -um, filamentoso)
nome feminino

1. Tecido grosseiro de lã.

2. Hábito de frade, geralmente feito desse tecido. = BUREL

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/Pesquisar/piroso [consultado em 06-10-2022]