Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

Pesquisa por "major" nas definições

major et longinquo reverentia | loc.
    Observação de Tácito citada muitas vezes a propósito da admiração que nos sentimos inclinados a ter pelo que está afastado de nós no espaço e no tempo....

majores pennas nido | loc.
    Expressão de Horácio que se aplica aos que, vivendo em condição medíocre, aspiram a altos destinos....

meirinho | n. m. | adj.
    Antigo empregado judicial correspondente ao moderno oficial de justiça....

mordomo | n. m.
    Administrador de uma casa ou estabelecimento (por conta do próprio dono)....

majorante | n. m. | adj. 2 g.
    Que majora....

capitão | n. m.
    Oficial cuja graduação se situa entre a de tenente e a de major....

capitão-tenente | n. m.
    Primeiro posto de oficial superior da marinha, superior ao posto de primeiro-tenente e equivalente no exército e na força aérea ao posto de major....

chapim-real | n. m.
    Ave passeriforme (Parus major) da família dos parídeos....

major | n. m. | adj.
    Oficial que tem militarmente o posto intermediário entre capitão e a tenente-coronel....

majoria | n. f.
    Cargo ou dignidade de major....

maior | adj. 2 g. | n. m. pl.
    Que excede outro em quantidade, volume, extensão, intensidade ou duração....

Dúvidas linguísticas


Gostaria de saber qual o plural do nome Saúl.
A palavra Saul (segundo a base XIV do Acordo Ortográfico em vigor para o português europeu, a palavra não deverá ter acento gráfico, sendo incorrecta a forma Saúl) deverá fazer o plural Sauis.



Qual das expressões é a correcta: de forma a ou por forma a? Caso ambas estejam correctas, qual a diferença entre elas e quando usar uma ou outra?
As duas expressões estão correctas e são locuções prepositivas sinónimas, significando ambas “para”, “a fim de” ou “de modo a” e indicando um fim ou objectivo (ex.: procedeu cautelosamente de forma a/por forma a evitar erros), sendo a locução por forma a menos usada que de forma a, como se pode verificar pela pesquisa em corpora e motores de busca na internet. Ambas se encontram registadas em dicionários de língua portuguesa.

Estas duas expressões, construídas com a preposição a, pertencem a um conjunto de locuções (do qual fazem parte de modo a ou de maneira a) cujo uso é desaconselhado por alguns puristas, com o argumento de que se trata de expressões de influência francesa, o que, neste caso, não parece constituir argumento suficiente para as considerar incorrectas. Acresce ainda que, em qualquer dos casos, locuções prepositivas como de/por forma a, de maneira a ou de modo a desempenham a mesma função da preposição para, que neste contexto introduz frases subordinadas infinitivas adverbiais de fim (ex.: procedeu cautelosamente para evitar erros), da mesma forma que, com alterações ao nível dos tempos verbais, as locuções conjuncionais de/por forma que, de maneira que ou de modo que desempenham a função da locução conjuncional para que, que neste contexto introduz frases subordinadas finitas adverbiais de fim (ex.: procedeu cautelosamente para que evitasse erros). Não parece assim haver motivo para deixar de usar umas ou outras.

Palavra do dia

con·dal con·dal


(conde + -al)
adjectivo de dois géneros
adjetivo de dois géneros

1. Relativo a conde (ex.: coroa condal; dignidade condal; terras condais).

2. Relativo a condado (ex.: delegado condal; governo condal).

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/Pesquisar/major [consultado em 05-12-2021]