PT
BR
Pesquisar
Definições



Pesquisa nas Definições por:

joaninha

coccinela | n. f.

Designação comum dos insectos coleópteros da família dos coccinelídeos, de pequeno porte, corpo arredondado, patas curtas e asas coloridas brilhantes, geralmente com pontos ou desenhos de cor preta....


joaninha | n. f.

Designação comum dos insectos coleópteros da família dos coccinelídeos, de pequeno porte, corpo arredondado, patas curtas e asas coloridas brilhantes, geralmente com pontos ou desenhos de cor preta....


coccinelídeo | adj. | n. m. | n. m. pl.

Família de insectos coleópteros trímeros, do género coccinela, a que pertence a joaninha....


vedália | n. f.

Espécie de cochinilha semelhante à joaninha e inimiga da icéria de que se sustenta....



Dúvidas linguísticas



Minha dúvida é: Por que passei a vida estudando que o correto é falar para eu fazer, para eu comer, e etc., se a frase É fácil para mim estudar não está errada? Podem explicar essa última frase.
De facto, nos contextos exemplificados com duas orações na resposta para eu/para mim (ex.: isto é para eu fazer), deverá ser usado o pronome sujeito, pois na oração para eu fazer, o pronome desempenha essa função de sujeito. No caso do exemplo É fácil para mim estudar, o contexto é semelhante àquele referido na resposta pronomes pessoais rectos e oblíquos, em que o pronome não desempenha a função de sujeito, pois esta frase pode ser decomposta em Estudar [sujeito] é fácil [predicado] para mim [adjunto adverbial de interesse].



Por que motivo algumas palavras fazem o diminutivo com S e outras com Z?
Entre os sufixos mais produtivos para a formação de diminutivos encontram-se -inho e -zinho. Desta forma, poderá, por exemplo, formar as palavras livrinho (livro + -inho) e livrozinho (livro + -zinho). Só poderá haver um -s- num diminutivo se a palavra primitiva já o contiver, pois não há, em português, um sufixo -sinho. Por exemplo, nas palavras adeusinho ou vasinho há um -s- porque as palavras são formadas de adeus ou vaso + -inho.

Ver todas