Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

Pesquisa por "cidadão" nas definições

anticívico | adj.
    Que não respeita os valores de uma sociedade, as suas instituições e as responsabilidades e deveres do cidadão....

civil | adj. 2 g.
    Relativo ao cidadão....

desnaturalizar | v. tr. | v. pron.
    Privar da nacionalidade; riscar do rol dos cidadãos (de um Estado)....

enquanto | conj.
    Indica a perspectiva ou o estatuto de alguém em relação a algo (ex.: enquanto cidadão, esta situação indigna-me)....

guatemalteco | adj.
    Natural, habitante ou cidadão da Guatemala....

indultar | v. tr.
    Atenuar ou anular a pena imposta a (ex.: o presidente da república indultou dois cidadãos)....

nacionalizar | v. tr. e pron. | v. tr.
    Tornar ou tornar-se cidadão nacional....

naturalizar | v. tr. e pron. | v. pron.
    Conferir ou adquirir direitos de cidadão nacional (ex.: naturalizar um estrangeiro; o atleta naturalizou-se)....

provecto | adj.
    Que tem idade avançada ou pertence à velhice (ex.: provecto cidadão, provecta idade)....

quiritário | adj.
    Relativo a quirite ou a cidadão romano com capacidade eleitoral....

político- | elem. de comp.
    Exprime a noção de política (ex.: político-económico)....

participativo | adj.
    Que permite a participação ou intervenção directa dos cidadãos (ex.: democracia participativa; orçamento participativo)....

civis romanus sum | loc.
    Expressão que indica que alguém tem as nobres qualidades do cidadão romano, sendo homem livre, carácter independente e forte, capaz de arrostar com perigos....

judicatum solvi | loc.
    Que é exigido, geralmente a cidadãos estrangeiros, para pagamento das custas de um processo movido contra o súbdito do país onde é intentada a acção (ex.: caução judicatum solvi)....

jus publicum | loc.
    Direito dos cidadãos de um país, nas suas relações com o Estado; direito político....

plaudite, cives | loc.
    Fórmula com que os actores romanos, no fim de uma comédia, solicitavam os aplausos do público....

CC | sigla
    Sigla de Cartão de Cidadão....

cassado | adj.
    Cujos direitos políticos ou de cidadão são anulados ou diminuídos (ex.: deputado cassado; mandato cassado)....

ense et aratro | loc.
    Divisa do cidadão que serve o seu país em tempo de guerra, pegando em armas, e no tempo de paz entregando-se à agricultura....

Dúvidas linguísticas


Qual é o diminutivo da palavra foto? Esse diminutivo é masculino ou feminino?
A adjunção de sufixos diminutivos não altera as propriedades morfossintácticas do derivante, que são herdadas pelo derivado. Assim, por exemplo, os sufixos -inho e -zinho alteram apenas a informação semântica (o juízo de valor que se faz sobre a forma de base a que se juntam), mantendo a mesma categoria sintáctica e o mesmo género do derivante: quando se associam a um adjectivo geram um adjectivo (moderno/a - moderninho/a - modernozinho/a), quando se associam a um nome geram um nome (papel - papelinho - papelzinho) e quando se associam a um advérbio geram um advérbio (devagar - devagarinho - devagarzinho).

Tradicionalmente, os sufixos -inho e -zinho são considerados o mesmo, sendo a consoante -z- encarada como um elemento de ligação, pelo que a forma -zinho é tida como uma variante de -inho. No entanto, o seu emprego é distinto, já que se associam a diferentes formas de base, o que faz deles mais do que meras variantes. O sufixo -inho associa-se a radicais, mantendo sempre a vogal da forma de base no caso de palavras de tema em -a ou -o (ex.: um livro - um livrinho; uma caneta - uma canetinha; um pijama - um pijaminha; uma tribo - uma tribinho) e, no caso de palavras de tema em -e ou de tema nulo, substituindo a vogal da forma de base por -a e por -o, consoante os valores de feminino e masculino, respectivamente, da palavra de base (ex.: um sabonete - um sabonetinho; uma semente - uma sementinha; um anel - um anelinho; uma espiral - uma espiralinha). O sufixo -zinho associa-se a palavras (e não a radicais), mantendo a vogal temática de acordo com o género da palavra de base (ex.: um livro - um livrozinho; uma caneta - uma canetazinha; um pijama - um pijamazinho; uma tribo - uma tribozinha; um sabonete - um sabonetezinho; uma semente - uma sementezinha; um anel - um anelzinho; uma espiral - uma espiralzinha). O mesmo é válido para os sufixos -ito e -zito.

Posto isto, o substantivo feminino foto (redução de fotografia) pode apresentar vários diminutivos, consoante os sufixos usados, sendo todos femininos: uma foto - uma fotinho, uma fotozinha, uma fotito, uma fotozita. Não há muitos substantivos femininos terminados em -o (para além de foto e tribo, a lista inclui expo (redução de exposição), imago, libido, moto, virago e pouco mais) e o seu uso no grau diminutivo não é dos mais frequentes, o que justifica as hesitações e, por vezes, as incorrecções de alguns falantes.




Tenho uma dúvida em relação à classificação das seguintes orações do poema «Prece» da Mensagem, e pedia uma ajudinha. «Mas a chama, que a vida em nós criou, Se ainda há vida ainda não é finda.»
Estes dois versos de Pessoa constituem uma frase complexa que contém três orações (que também podem ser designadas por frases, segundo a Terminologia Linguística para os Ensinos Básico e Secundário publicada em Diário da República em Dezembro de 2004):
1) mas a chama [...] ainda não é finda - oração subordinante;
2) que a vida em nós criou - oração subordinada relativa restritiva, com antecedente (o antecedente é a chama);
3) se ainda há vida - oração subordinada adverbial condicional.

Palavra do dia

per·ca·li·na per·ca·li·na


(francês percaline)
nome feminino

Tecido de algodão, leve e lustroso, empregado sobretudo em forros e em encadernações de livros.

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/Pesquisar/cidad%C3%A3o [consultado em 20-01-2022]