PT
BR
Pesquisar
Definições



Pesquisa nas Definições por:

barriga

barrigal | adj. 2 g.

Relativo à barriga....


Que tem a barriga deprimida (por fome, magreza, etc.)....


solear | adj. 2 g.

Diz-se de um músculo da barriga da perna....


sural | adj. 2 g.

Relativo a sura ou barriga da perna (ex.: músculo sural)....


sarado | adj.

Que sarou; que se encontra de boa saúde ou restabelecido....


gemelar | adj. 2 g.

Relativo aos gémeos ou músculos da barriga da perna (ex.: dor gemelar)....


abdómen | n. m.

Parte do corpo humano que encerra os intestinos. (Divide-se em três zonas: epigástrica, umbilical e hipogástrica.)...


barrigueira | n. f.

Peça dos arreios que passa pela barriga da besta....


batata | n. f.

Tubérculo caulinar subterrâneo da batateira, comestível e de largo emprego na alimentação....


galdrapa | n. f.

Porca muito magra com a barriga pendente em pelhancas....


releixo | n. m.

Barriga ou saliência de uma parede; berma....


tunga | n. f.

Movimento em que os dançarinos aproximam umbigos ou barrigas....


morca | n. f.

Barriga, pança....


tadorno | n. m.

Ave invernante (Tadorna tadorna) da família dos anatídeos, de bico vermelho, plumagem maioritariamente branca, com pinceladas castanhas no dorso, barriga e asas pretas, cabeça e pescoço em tom preto esverdeado....


umbigada | n. f.

Pancada dada com o umbigo ou com a barriga (ex.: a dança era acompanhada de palmas e umbigadas)....


sura | n. f.

Parte carnuda e posterior da perna....


chapa | n. f. | n. m. | n. 2 g. | n. f. pl.

Mergulho em que uma parte do corpo, geralmente a barriga, choca de frente com a superfície da água (ex.: não é permitido dar chapas na piscina; chapa de costas)....



Dúvidas linguísticas



Minha dúvida é: Por que passei a vida estudando que o correto é falar para eu fazer, para eu comer, e etc., se a frase É fácil para mim estudar não está errada? Podem explicar essa última frase.
De facto, nos contextos exemplificados com duas orações na resposta para eu/para mim (ex.: isto é para eu fazer), deverá ser usado o pronome sujeito, pois na oração para eu fazer, o pronome desempenha essa função de sujeito. No caso do exemplo É fácil para mim estudar, o contexto é semelhante àquele referido na resposta pronomes pessoais rectos e oblíquos, em que o pronome não desempenha a função de sujeito, pois esta frase pode ser decomposta em Estudar [sujeito] é fácil [predicado] para mim [adjunto adverbial de interesse].



Gostaria de saber a diferença de sentido das frases: São hipóteses que conduzem à investigação adiante. e São hipóteses que conduzem a investigação adiante.
Na primeira frase apresentada (São hipóteses que conduzem à investigação adiante) há utilização da crase da preposição a (que introduz o complemento indirecto locativo do verbo conduzir) com o artigo definido a, que caracteriza o substantivo investigação como realidade bem determinada. Esta frase pode ser parafraseável por ‘são hipóteses que levam à investigação a seguir explicitada e não a qualquer outra’.

A segunda frase (São hipóteses que conduzem a investigação adiante) apresenta uma ambiguidade estrutural. Se se considerar que há utilização apenas da preposição a (que introduz o complemento indirecto locativo do verbo conduzir) sem o artigo definido, a estrutura é muito semelhante à da primeira frase, sendo que a ausência do artigo definido indetermina o substantivo investigação. Esta interpretação pode ser parafraseável por ‘são hipóteses que levam a uma investigação entre outras possíveis’. Se, por outro lado, se considerar que há utilização apenas do artigo definido a, já não se tratará de um complemento indirecto locativo, mas de um complemento directo do verbo conduzir no sentido de ‘dirigir ou governar’. Esta interpretação pode ser parafraseável por ‘são hipóteses que dirigem a investigação para diante’.

As três estruturas acima explicitadas podem ser mais claramente distinguidas, pela mesma ordem, com frases em que os complementos do verbo conduzir correspondam a um masculino plural, para que não haja ambiguidade em nenhuma frase. Por exemplo, São guias que conduzem aos cumes da montanha pode ser exemplo de utilização da crase da preposição a com o artigo definido os. A frase São guias que conduzem a cumes da montanha pode ser exemplo da utilização apenas da preposição a sem artigo definido. Na frase São guias que conduzem os montanhistas há apenas a utilização do artigo definido os, pois esta acepção do verbo conduzir permite a utilização de um complemento directo, sem qualquer preposição.


Ver todas