PT
BR
Pesquisar
Definições



Pesquisa nas Definições por:

actualizado

actualizável | adj. 2 g.

Que é passível de ser actualizado....


Que sofreu atualização; que tem a última versão disponível de programa ou componente (ex.: software actualizado)....


up to date | loc.

De acordo com a moda recente....


blog | n. m.

Página de Internet com características de diário, actualizada regularmente....


blogue | n. m.

Página de Internet com características de diário, actualizada regularmente....


acção | n. f. | interj.

Acto ou efeito de agir....


Actualização ou modernização (ex.: propôs um aggiornamento da teoria)....


formação | n. f.

Acto ou efeito de formar ou de se formar....


agregador | adj. | n. m.

Programa ou aplicação que reúne no mesmo local, para melhor visualização, conteúdo actualizado proveniente de diferentes páginas de Internet (ex.: agregador de notícias)....


Acto ou efeito de recadastrar ou de actualizar o cadastro....


Acto ou efeito de desactualizar ou de se desactualizar....


cadastrista | adj. 2 g. n. 2 g.

Que ou quem tem como função profissional recolher, inserir, tratar ou actualizar dados de pessoas ou entidades que são clientes, utilizadores, beneficiários ou associados de uma instituição....


adjectivo | n. m. | adj.

Palavra que se junta ao nome para o qualificar ou modificar (ex.: adjectivo biforme; adjectivo participial; atraente é um adjectivo uniforme; graus do adjectivo)....


formador | adj. n. m.

Que ou aquele que forma....


dia | n. m.

Saber o que se passa; estar actualizado....



Dúvidas linguísticas



Minha dúvida é: Por que passei a vida estudando que o correto é falar para eu fazer, para eu comer, e etc., se a frase É fácil para mim estudar não está errada? Podem explicar essa última frase.
De facto, nos contextos exemplificados com duas orações na resposta para eu/para mim (ex.: isto é para eu fazer), deverá ser usado o pronome sujeito, pois na oração para eu fazer, o pronome desempenha essa função de sujeito. No caso do exemplo É fácil para mim estudar, o contexto é semelhante àquele referido na resposta pronomes pessoais rectos e oblíquos, em que o pronome não desempenha a função de sujeito, pois esta frase pode ser decomposta em Estudar [sujeito] é fácil [predicado] para mim [adjunto adverbial de interesse].



Como se classifica gramaticalmente a forma levemo-lo?
Gramaticalmente, levemo-lo corresponde a uma forma do verbo levar na primeira pessoa do plural do imperativo (ex.: amigos, levemos isto daqui já), seguido do pronome átono o, que assume a forma -lo por estar a seguir a uma forma verbal terminada num -s (que desaparece: levemos + o = levemo-lo).

A forma levemos, isoladamente, poderá corresponder também ao presente do conjuntivo (ex.: é preciso que levemos isto daqui), mas, como tem o pronome átono em posição enclítica (depois do verbo), não corresponde a esse tempo, pois o presente do conjuntivo é normalmente antecedido da conjunção que, com propriedades de atracção do pronome átono (ex.: é preciso que o levemos daqui), não sendo considerada gramatical uma construção proclítica nesse caso (ex.: *é preciso que levemo-lo daqui).


Ver todas