Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

Pesquisa por "Colapso" nas definições

colapsar | v. tr. e intr.
    Causar ou sofrer colapso....

colabar | v. tr. e intr.
    Causar ou sofrer colapso ou aluimento, geralmente falando-se de estruturas anatómicas (ex.: a pressão pode colabar a artéria; o pulmão colabou)....

sintoma | n. m.
    Sinal que indica uma doença ou mudança no curso de uma doença....

colapso | n. m.
    Estado de decadência ou degradação (ex.: colapso financeiro)....

curto-circuito | n. m.
    Fenómeno eléctrico que se produz quando se reúnem por um condutor de resistência muito fraco dois pontos entre os quais existe uma diferença de potencial....

perto | adv. | n. m. pl.
    Em risco de; a ponto de (ex.: ele está perto de um colapso nervoso)....

implosão | n. f.
    Colapso gravitacional de um astro quando se esgotam as suas reservas de combustível nuclear....

atelectasia | n. f.
    Colapso de um pulmão ou de parte dele (ex.: atelectasia maciça; atelectasia segmentar)....

pau | n. m. | n. m. pl.
    Sofrer avaria, colapso, paragem ou perda de dados....

liquefacção | n. f.
    Transformação de um terreno saturado de água numa massa fluida, quando a camada superficial do solo perde resistência mecânica, com o consequente colapso das estruturas construídas sobre esse terreno....

Dúvidas linguísticas


A minha dúvida é como se escreve correctamente esquece e comece, o c é com cedilha ou sem cedilha?
Como pode verificar no capítulo Sinais ortográficos da Gramática do Dicionário Priberam da Língua Portuguesa, a cedilha apenas se coloca sob o c antes das vogais a, o ou u e nunca antes de e ou i. De acordo com esta regra, as formas correctas são esquece e comece.



Diz-se "vendem-se casas" ou "vende-se casas"?
Do ponto de vista exclusivamente linguístico, nenhuma das duas expressões pode ser considerada incorrecta.

Na frase Vendem-se casas, o sujeito é casas e o verbo, seguido de um pronome se apassivante, concorda com o sujeito. Esta frase é equivalente a casas são vendidas.

Na frase Vende-se casas, o sujeito indeterminado está representado pelo pronome pessoal se, com o qual o verbo concorda. Esta frase é equivalente a alguém vende casas.

Esta segunda estrutura está correcta e é equivalente a outras estruturas muito frequentes na língua com um sujeito indeterminado (ex.: não se come mal naquele restaurante; trabalhou-se pouco esta semana), apesar de ser desaconselhada por alguns gramáticos, sem contudo haver argumentos sólidos para tal condenação. Veja-se, por exemplo, a Nova Gramática do Português Contemporâneo, de Celso CUNHA e Lindley CINTRA [Edições Sá da Costa, 1984, 14ª ed., pp. 308-309], onde se pode ler “Em frases do tipo: Vendem-se casas. Compram-se móveis. considera-se casas e móveis os sujeitos das formas verbais vendem e compram, razão por que na linguagem cuidada se evita deixar o verbo no singular”.

Palavra do dia

al·pe·chim al·pe·chim


(espanhol alpechín)
nome masculino

1. Sumo negro e amargo das azeitonas.

2. Resíduo do fabrico do azeite. = ÁGUA-RUÇA


SinónimoSinônimo Geral: ALPERCHIM

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/Pesquisar/Colapso [consultado em 28-11-2021]