Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
grampogrampo | s. m.
1ª pess. sing. pres. ind. de grampargrampar
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

gram·po gram·po
(germânico *kramp, gancho)
substantivo masculino

1. [Construção]   [Construção]  Peça de metal que segura e liga duas pedras numa construção. = GATO

2. Instrumento com que se mantêm apertadas as peças de madeira que se grudaram.

3. Instrumento para segurar a peça que se trabalha.

4. Grande escápula de parafuso que se fixa nos tectos.

5. [Armamento]   [Armamento]  Saliência, na extremidade do cano da espingarda, para segurar a baioneta.

6. [Informal]   [Informal]  Cada um dos dedos da mão. (Mais usado no plural.)

7. [Brasil]   [Brasil]  Gancho metálico, com as pontas dobradas em ângulo recto, aplicado com um agrafador e usado geralmente para fixar folhas de papel umas às outras. (Equivalente no português de Portugal: agrafo.)

8. [Brasil]   [Brasil]  Artefacto usado para prender o cabelo.Ver imagem = GANCHO

9. [Brasil]   [Brasil]  Dispositivo para fazer escutas telefónicas, geralmente ilegais.

10. [Brasil]   [Brasil]  Gravação de uma conversa, feita geralmente de forma ilegal e sem o conhecimento dos intervenientes (ex.: grampo telefónico). = ESCUTA


gram·par gram·par - ConjugarConjugar
(grampo + -ar)
verbo transitivo

Prender com grampo. = GRAMPEAR

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "Grampo" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Surgiu uma dúvida sobre a escrita correta: nenhuma - está correto - e nem uma - é correto também ou não se usa?

Ambas as grafias, nenhuma e nem uma, estão correctas; os seus usos e funções é que são distintos.

A palavra nenhuma pode funcionar como determinante (i.e., antes de um nome) ou como pronome (i.e., em vez de um nome) indefinido, indicando negação (1)-(2), ausência (3)-(4) ou reforço de negação (5)-(6). As frases dos números ímpares correspondem a exemplos de nenhuma como determinante, as dos números pares correspondem a exemplos de nenhuma como pronome:
(1) Nenhuma pedra será removida.
(2) Juntou várias pedras mas nenhuma foi removida.

(3) Nenhuma sócia compareceu à festa.
(4) Convidou várias pessoas mas nenhuma compareceu à festa.

(5) Não tenho nenhuma vontade de sair hoje à noite.
(6) Experimentou várias blusas, mas não gostou de nenhuma.

Ainda em posição pré-nominal, e ligada à partícula de negação não, nenhuma pode ser equivalente ao indefinido uma:
(7) Ela não é nenhuma especialista na matéria, mas sabe o que diz.

Note-se que nas frases (1) e (3) nenhuma pode ser substituída por nem uma sem perda de sentido, contrariamente ao que sucede com a frase (5), que gera uma frase agramatical (5a):
(1a) Nem uma pedra será removida.
(3a) Nem uma das sócias compareceu à festa.
(5a) *Não tenho nem uma vontade de sair.

A palavra nenhuma, em posição pós-nominal, tem ainda uma função adjectival, reforçando a negação (5b). Neste contexto, nenhuma nunca pode ser substituída por nem uma, uma vez que tal substituição produz frases agramaticais como (5c):
(5b) Não tenho vontade nenhuma de sair.
(5c) *Não tenho vontade nem uma de sair.

A expressão nem uma pode também significar “nem mesmo uma”:
(8) Nem uma escavadora conseguiria remover esta pedra!

A frase de (8) significa que nem sequer uma escavadora conseguiria remover a pedra. Se nenhuma fosse utilizada em (8), o sentido seria outro: escavadora alguma conseguiria remover a pedra.





Usabilidade: será uma palavra existente apenas no português do Brasil ou terá também sentido e aplicação no português europeu? A ser "privativo" (passo a expressão) do pt/Br, a que equivalerá no pt/Pt?
A palavra usabilidade, derivada da forma alatinada do adjectivo usável, encontra-se registada em alguns dicionários mais recentes de língua portuguesa e, a avaliar pelas ocorrências em corpora e em motores de pesquisa na Internet, parece tão usual no português de Portugal como no do Brasil.
pub

Palavra do dia

fi·bro·se |ó| fi·bro·se |ó|
(fibra + -ose)
substantivo feminino

1. [Medicina]   [Medicina]  Transformação fibrosa de um tecido (ex.: fibrose pulmonar).


fibrose cística
[Medicina]   [Medicina]  Doença genética que afecta vários órgãos, nomeadamente pulmões, pâncreas e intestinos, que se enchem de muco espesso. = MUCOVISCIDOSE

fibrose quística
[Medicina]   [Medicina]  O mesmo que fibrose cística.

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/Grampo [consultado em 21-11-2018]