Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

agrafo

agrafoagrafo | n. m.
1ª pess. sing. pres. ind. de agrafaragrafar
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

a·gra·fo a·gra·fo


(francês agrafe)
nome masculino

[Portugal]   [Portugal]  Gancho metálico, com as pontas dobradas em ângulo recto, aplicado com um agrafador e usado geralmente para fixar folhas de papel umas às outras. (Equivalente no português do Brasil: grampo.)


a·gra·far a·gra·far

- ConjugarConjugar

(agrafo + -ar)
verbo transitivo

[Portugal]   [Portugal]  Prender com grampo metálico, com as pontas dobradas em ângulo recto. (Equivalente no português do Brasil: grampear.)

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "agrafo" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Anagramas

Esta palavra em blogues

Ver mais

O NRP Zarco foi resgatado, pois em 2007, no âmbito da operação “ Agrafo ” de combate ao narcotráfico, tinha o nome o “Blaus VII” foi abordado a...

Em Sergio@Cruises

ágrafo era sócrates, e agora, eia, ágrafos são os transeuntes em gula, querem o pastel...

Em paulinho assunção

...de um graveto, ou então esconde-se, exila-se sob o rabo do lagarto, ou proclama-se ágrafo para que a palavra um dia volte à fonte imune às nescidades..

Em paulinho assunção

o corpo ágrafo destituído de palavras..

Em paulinho assunção

de cada vez que acabo um retiro-o da prancha e agrafo nova folha..

Em 100 cabeças
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Porque escrevemos Henrique com um r e não dois rr? Qual a regra?
A ortografia é um conjunto de regras convencionadas e, na maioria das vezes, é o utilizador da língua que mais lê e mais consulta obras de referência, como dicionários, prontuários e afins, que melhor conhece essas regras e que melhor escreve. Há, no entanto, algumas indicações úteis, no caso da letra r:

a) O erre simples (r) representa o som [R] (consoante vibrante velar) em início de palavra (ex.: rasar, régua, rua), a seguir a uma vogal nasal (ex.: Henrique, honra, tenro), ou em início de sílaba a seguir a uma consoante (ex.: israelita, melro).

b) O erre simples (r) representa o som [r] (consoante vibrante alveolar) em contexto intervocálico, antecedido de vogal oral (ex.: cara, puro), nos grupos consonânticos br, cr, dr, fr, gr, pr, tr e vr (ex.: abrir, credo, coldre, fraco, grua, imprimir, latrina, nevrose), ou em final de sílaba (ex.: cargo, partir, querer, surto); o erre simples nunca representa o som [r] em início de palavra.

c) O erre dobrado (rr) representa sempre o som [R] e apenas em contextos intervocálicos (ex.: barra, errado, mirra, socorro, urro), nunca em início de palavra ou depois de consoante.




Qual o correto uso do particípio passado do verbo salvar quando vier na seguinte frase: "ainda bem que eu já tinha... (salvo ou salvado) os arquivos"?
O verbo salvar, como poderá verificar no conjugador de verbos do FLiP, apresenta duplo particípio passado: salvado e salvo.

Nos verbos em que este fenómeno acontece, o particípio regular (ex.: salvado) é geralmente usado com os auxiliares ter e haver para formar tempos compostos (ex.: a equipa já tinha salvado todos os náufragos) e as formas do particípio irregular (ex.: salvo, salvos, salva, salvas) são usadas maioritariamente com os auxiliares ser e estar para formar a voz passiva (ex.: os montanhistas foram salvos de helicóptero).
Citando Lindley Cintra e Celso Cunha, "de regra, a forma regular emprega-se na constituição dos tempos compostos da VOZ ACTIVA, isto é, acompanhada dos auxiliares ter ou haver; a irregular usa-se, de preferência, na formação dos tempos da VOZ PASSIVA, ou seja acompanhada do auxiliar ser."

Estas são considerações da gramática tradicional, que muitas vezes contrariam os usos mais habituais dos falantes, pois quer no português de Portugal, quer no português do Brasil, por exemplo, são muito usuais construções como tinha salvo, sem que isso seja entendico como erro ou construção desviante. Evanildo Bechara, por seu lado, faz observação semelhante à de Lindley Cintra e Celso Cunha, mas inclui o verbo salvar no conjunto de "outros particípios, regulares ou irregulares, que se usam indiferentemente na voz ativa (auxiliares ter ou haver) ou passiva (auxiliares ser, estar ou ficar) [...]".

Tendo em consideração o que acima ficou exposto, na frase que refere qualquer dos particípios poderá ser usado, embora se possa considerar que o uso da forma do particípio regular (ainda bem que eu já tinha salvado os arquivos) segue a regra mais geral.

pub

Palavra do dia

no·o·lo·gi·a no·o·lo·gi·a


(grego nóos, noûs, mente, pensamento + -logia)
nome feminino

1. [Filosofia]   [Filosofia]  Ciência ou conjunto de ciências que estuda o espírito humano.

2. [Filosofia]   [Filosofia]  Doutrina ou sistema que reconhece a existência de um conhecimento exclusivamente racional, por oposição ao empirismo.

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/agrafo [consultado em 14-08-2022]