PT
BR
Pesquisar
Definições





Dúvidas linguísticas


Morfologicamente, como classificamos a expressão "cerca de"?
A expressão cerca de é composta pelo (pouco usado) advérbio cerca seguido da preposição de, sequência (advérbio + preposição) que, segundo a Nova Gramática do Português Contemporâneo, de Celso Cunha e Lindley Cintra (Lisboa: Ed. João Sá da Costa, 1998, 14.ª ed., p. 541) faz dela uma locução prepositiva, isto é, uma locução que tem a função de uma preposição. Esta locução é assim classificada no Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa, um dos raros dicionários que classificam as locuções; no entanto, em alguns contextos, esta locução tem um comportamento que a aproxima mais de um advérbio do que de uma preposição (ex.: esperei cerca de 30 minutos = esperei aproximadamente 30 minutos), pelo que nestes casos, deveria ser considerada uma locução adverbial.



Quinquagésimo: qual é a pronunciação correcta?
No português europeu, a palavra quinquagésimo admite geralmente duas pronúncias. Uma é mais próxima da pronúncia latina, em que é pronunciado o -u- que segue o primeiro q- [kwĩkwɐ...] e é a pronúncia preconizada por Rebelo Gonçalves, no seu Vocabulário da Língua Portuguesa. A outra pronúncia é [kĩkwɐ...] e corresponde à regularização da pronúncia de -qui- como [ki], frequente em palavras mais comuns ou que não conservaram a relação fonética com o étimo latino (ex.: quinhentos, quinto, quintuplicar, quinze); é esta a pronúncia preconizada pelo Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa.

No português do Brasil, até à aplicação do Acordo Ortográfico de 1990, esta palavra é grafada com trema (qüinquagésimo), pelo que a pronúncia possível com este sinal é [kwĩkwa...], mais próxima do latim. Depois da aplicação do Acordo Ortográfico de 1990, esta deve ser a pronúncia preferencial, uma vez que esse texto pretende alterar a ortografia e não a pronúncia.