Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

águas-furtadas

águas-furtadaságuas-furtadas | n. f. pl.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

á·guas·-fur·ta·das á·guas·-fur·ta·das


nome feminino plural

Último andar de um edifício, entre o telhado e o penúltimo andar, quando as janelas deitam sobre o telhado, geralmente com tectos inclinados.Ver imagem = ÁGUA-FURTADA, MANSARDA, DESVÃO, SOBRECÂMARA, SÓTÃO

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "águas-furtadas" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Esta palavra em blogues

Ver mais

que aguentar, pagando em espécie. Um rapaz que sei jeitoso em electrotecnia Veio comer um pastel-de-feijão, traz uma revista Vejo-o sempre sozinho, deve habitar águas-furtadas Tem aquele olhar endurecido das pessoas ditas práticas Suponho-o imune a lirismos, a rimas-de-palmatória A revista é

Em daniel abrunheiro

Será que eu transgredi o que sobreviveu e nos pseudo ressalvados ainda transmito para as telas com as minhas mãos sujas de tinta quando pinto a tua boca e o teu corpo nu em telas abstractas que depois escondo nas águas furtadas . Será que as imagens amparadas pelo meu olhar, são do presente ou

Em olhares em tons de maresia

Fialho Gouveia e haveriam de passar muitos outros. Os estúdios eram numas águas furtadas na Praça das Flores em Lisboa. Foi aí que aprendi o ‘B a BA’ da Rádio. -Nos chamados “ dias da rádio “, como era o trabalho dos relatadores e repórteres nos estádios? – Repórteres não havia. Era o relatador que tinha

Em BOLA NA

Já nada sabem de mim, quando eu os espiava, os pássaros que me visitavam outrora, na janela das águas-furtadas , e lhes dava migalhas do pão que não comia, e que guardava para eles. Já nada sei, quem de mim se esqueceu, ou não quer saber, e já nem memórias tenha, da casa grande no alto da colina. Já

Em olhares em tons de maresia

-tarefa mobilizou agentes do SIG (Setor de Investigações Gerais) das polícias civis de Chapadão do Sul e de Paraíso das Águas , auxiliados por investigadores de Inocência. Os policiais foram até a cidade na última sexta-feira, dia 14 de maio, para participarem de operação contra o tráfico de drogas, com cumprimento

Em Caderno B
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Venho por este meio pedir que me tirem uma dúvida relacionada com a palavra bolor: a correcta pronunciação da palavra acima referida é "bolor" (com o mesmo tipo de fonologia que existe em, por ex.: ardor ou timor) ou "bolór" (obviamente sem o uso do acento que coloquei, mas com um som como em pior ou maior). Pessoalmente penso que se pronuncia sem nenhum tipo de acentuação, mas desde que vim estudar para o Porto estou rodeado de gente que diz o contrário.
A pronúncia das palavras em português não obedece, em geral, a critérios de correcção, pois não se trata de uma pronúncia correcta ou incorrecta, mas de variações de pronúncia relacionadas com o dialecto ou o sociolecto do falante. Algumas obras lexicográficas contêm transcrições ou indicações de pronúncia (ou de ortoépia), que mais não são do que referências, e que, como tal, não podem ser tomadas como normativas ou vinculativas.

No caso da palavra bolor, parecem ser consideradas correctas as pronúncias do segundo o como [o] (o símbolo entre parênteses representa no alfabeto fonético internacional o som ô de ardor ou Timor) ou como [ɔ] (o símbolo entre parênteses representa no alfabeto fonético internacional o som ó de pior ou pó), ainda que a pronúncia com o som ô seja estatisticamente mais frequente. Assim, por um lado, o Vocabulário da Língua Portuguesa, de Rebelo GONÇALVES (Coimbra, Coimbra Editora, 1966) e o Grande Dicionário Língua Portuguesa (Porto, Porto Editora, 2004) indicam as duas fonéticas, enquanto o Grande Vocabulário da Língua Portuguesa, de José Pedro MACHADO (Lisboa, Âncora, 2001), o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências (Verbo, 2001) e o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa (Lisboa, Círculo de Leitores, 2002) assinalam apenas a pronúncia ô.

Pelo que foi acima apontado, a dúvida colocada diz respeito à qualidade da vogal fonética que corresponde à ortografia, e não a uma acentuação diferente (em ambas as pronúncias, trata-se da mesma sílaba acentuada, bolor). Uma vogal ortográfica (, por exemplo) pode, no português europeu, corresponder a diversas vogais fonéticas (ex.: [u], em bolor), [o] ou [ɔ], em bolor). Esta qualidade da vogal é geralmente fixa em cada palavra (normalmente, o mesmo falante não oscila entre [o] ou [ɔ], em bolor), mas pode alterar-se quando, numa palavra derivada, a sílaba dessa vogal passa de tónica a átona (ex.: bolor [o] ou [ɔ] > bolorento [u]).




Como dizer correctamente: ...a área que mais lhe fascina ou ... a área que mais a fascina?
O verbo fascinar é tradicionalmente registado nos dicionários como transitivo directo, isto é, como um verbo que selecciona um complemento nominal obrigatório que não é introduzido por uma preposição (ex.: esta área fascinou o aluno), não sendo consideradas aceitáveis construções com um complemento indirecto, isto é, um complemento nominal obrigatório introduzido por uma preposição (ex.: *esta área fascinou ao aluno; o asterisco indica agramaticalidade). Quando há pronominalização dos complementos de terceira pessoa, o complemento directo corresponde aos pronomes pessoais o, a os, as e o complemento indirecto aos pronomes pessoais lhe, lhes. Assim, relativamente aos exemplos acima referidos, a pronominalização do complemento directo da frase esta área fascinou o aluno deve ser feita com o pronome o (esta área fascinou-o), pois trata-se de um complemento directo, e não com o pronome lhe (*esta área fascinou-lhe).

Em relação às frases apontadas na dúvida colocada, o caso é o mesmo. Deverá ser usada a construção a área que mais a fascina (equivalente a a área que mais fascina alguém) e não a construção *a área que mais lhe fascina (equivalente a *a área que mais fascina a alguém).

pub

Palavra do dia

ni·ví·co·la ni·ví·co·la


(latim nix, nivis, neve + -cola)
adjectivo de dois géneros
adjetivo de dois géneros

Que vive em região em que há neve (ex.: espécies nivícolas).

Confrontar: vinícola.
pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/%C3%A1guas-furtadas [consultado em 19-01-2022]