Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
Palavra reconhecida pelo FLiP, mas que ainda não se encontra no Dicionário Priberam. Sugerir a inclusão no dicionário da palavra pesquisada. Consulte o vocabulário em www.flip.pt.
pub

Dúvidas linguísticas


Gostaria de saber qual é a origem da palavra Obrigada (o) e também como se deve responder a esta palavra.
Obrigado (a/os/as) é um adjectivo (também usado como interjeição) que pode ser definido como "que se sente devedor de alguma coisa, normalmente um favor ou uma amabilidade". Este adjectivo deriva do verbo obrigar, sendo provável que originalmente fosse uma construção verbal como "Fico-lhe obrigado (= agradecido)" ou "Ela ficou-lhe obrigada (= agradecida)".

As respostas à fórmula de agradecimento obrigado(a) podem ser muito variadas, muitas vezes dependendo da situação de comunicação, como "Não tem de quê", "De nada", "Obrigado(a) eu" ou ainda "Obrigados(as) nós".




Observa-se alguma incorrecção no seguinte texto: "A primeira razão para a elaboração do presente trabalho foi a esperança de que ele sirva de alguma utilidade e proveito à administração da faixa costeira..."? Não é redundante "[...] sirva de alguma utilidade [...]"?
O verbo servir na frase que indica está a ser utilizado com o significado “ter (algo) uma função ou objectivo; ser útil ou conveniente para determinado fim”. Nesta acepção, o verbo pode ser utilizado como transitivo indirecto (ex.: o elogio serviu de estímulo) ou como intransitivo (ex.: este copo não serve). A utilização do verbo regendo o objecto indirecto de utilidade, para além de pouco usual, parece revestir-se de alguma redundância, porque o verbo servir já contém em si a noção de utilidade ou conveniência. Geralmente, o verbo nessa acepção é usado com um objecto que especifica a utilidade atribuída ao sujeito (na frase acima referida, o sujeito o elogio tem uma utilidade que é especificada pelo objecto de estímulo).

Outra redundância parece existir em de alguma utilidade e proveito, dado que a palavra proveito não parece introduzir aqui informação que utilidade já não tenha introduzido. Mais usual e menos problemática seria a utilização do verbo ter em substituição do verbo servir: a primeira razão para a elaboração do presente trabalho foi a esperança de que ele tenha utilidade (e sirva à administração da faixa costeira).

Palavra do dia

o·ré·a·de o·ré·a·de
(latim Oreas, -adis)
nome feminino

[Mitologia]   [Mitologia]  Ninfa dos bosques, dos montes ou das grutas.

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2020, https://dicionario.priberam.org/%5B???????????%5D [consultado em 07-07-2020]