PT
BR
Pesquisar
Definições



trotado

A forma trotadopode ser [masculino singular particípio passado de trotartrotar] ou [adjectivoadjetivo].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
trotadotrotado
( tro·ta·do

tro·ta·do

)


adjectivoadjetivo

[Hipismo] [Hipismo] Que se trotou.

etimologiaOrigem etimológica:particípio de trotar.
trotartrotar
( tro·tar

tro·tar

)
Conjugação:unipessoal.
Particípio:regular.


verbo intransitivo

1. [Hipismo] [Hipismo] Andar a trote (ex.: os cavalos trotam no prado). = TROTEAR

2. [Hipismo] [Hipismo] Andar em cavalgadura a trote (ex.: trotei por mais alguns metros). = TROTEAR

3. [Figurado] [Figurado] Caminhar apressadamente (ex.: a multidão trotava agora rumo à praça).


verbo transitivo

4. [Brasil] [Brasil] Fazer brincadeira para enganar ou vexar alguém. = TROÇAR, ZOMBAR

5. [Brasil] [Brasil] Impor práticas ou brincadeiras aos estudantes caloiros. (Equivalente no português de Portugal: praxar.)

etimologiaOrigem etimológica:francês trotter.

Auxiliares de tradução

Traduzir "trotado" para: Espanhol Francês Inglês


Dúvidas linguísticas



Minha dúvida é: Por que passei a vida estudando que o correto é falar para eu fazer, para eu comer, e etc., se a frase É fácil para mim estudar não está errada? Podem explicar essa última frase.
De facto, nos contextos exemplificados com duas orações na resposta para eu/para mim (ex.: isto é para eu fazer), deverá ser usado o pronome sujeito, pois na oração para eu fazer, o pronome desempenha essa função de sujeito. No caso do exemplo É fácil para mim estudar, o contexto é semelhante àquele referido na resposta pronomes pessoais rectos e oblíquos, em que o pronome não desempenha a função de sujeito, pois esta frase pode ser decomposta em Estudar [sujeito] é fácil [predicado] para mim [adjunto adverbial de interesse].



Porque diagnostica não tem acento?
As palavras diagnostica e diagnóstica são designadas por homógrafos imperfeitos, isto é, palavras cuja grafia se diferencia apenas pela acentuação gráfica, mas que têm pronúncia e significado diferente.
Sem acento gráfico, a palavra diagnostica corresponde a uma forma do verbo diagnosticar (ex.: ele diagnostica a doença de forma clara); como tal, segue a regra geral de acentuação das formas verbais na terceira pessoa do presente do indicativo (à semelhança outras formas verbais com amplifica, fica ou multiplica). Trata-se de uma palavra grave, sem qualquer contexto que justifique a sua acentuação gráfica.
Com acento gráfico, a palavra diagnóstica é esdrúxula e corresponde à forma feminina do adjectivo diagnóstico (ex.: avaliação diagnóstica, observação diagnóstica).