Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub

troco

trocotroco | n. m.
troçotroço | n. m.
troçotroço | n. m.
1ª pess. sing. pres. ind. de trocartrocar
Será que queria dizer troço?
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

tro·co |ô|tro·co |ô|


nome masculino

1. Número de moedas de pouco valor que em conjunto constitui valor igual ao de uma só moeda ou nota. = DINHEIRO TROCADO, TROCADO

2. O que se recebe do vendedor, a quem se pagou um objecto com moeda superior ao preço ajustado; demasia.

3. [Informal]   [Informal]  Reacção a um comentário, insulto, agressão. = DESFORRA, RÉPLICA, RESPOSTA


a troco de
Em compensação.

A custo de.

em troco de
O mesmo que a troco de.

Plural: trocos |ó|.Plural: trocos |ó|.
Confrontar: troço.

tro·ço |ô|tro·ço |ô|1


(origem duvidosa)
nome masculino

1. Pedaço de pau tosco e roliço. = TROCHO

2. Pedaço de caule ou haste de planta (ex.: troço de couve). = TALO, TRONCHO

3. Fragmento ou pedaço de coisa ou objecto.

4. Pedaço de estrada, de via-férrea ou de outra via de comunicação.

5. Pedaço, traçado de palha ou ervas, quando formado de duas partes.

6. Ajuntamento de pessoas. = MAGOTE, MULTIDÃO, RANCHO

7. Porção de soldados, de operários, etc.

8. [Militar]   [Militar]  Parte de um corpo de tropa.

9. [Militar]   [Militar]  Parte de uma esquadra.

10. [Artilharia]   [Artilharia]  Cada uma das partes do molde do canhão.

11. [Brasil, Calão]   [Brasil, Tabuísmo]  Pedaço de matéria fecal mais ou menos sólida.

Plural: troços |ó|.Plural: troços |ó|.
Confrontar: troco.

tro·ço |ó|tro·ço |ó|2


(origem duvidosa)
nome masculino

1. [Informal]   [Informal]  Doença ligeira, repentina ou sem causa conhecida. = ACHAQUE, MACACOA

2. [Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]  Qualquer objecto, facto ou acontecimento cujo nome não se sabe ou não se quer mencionar (ex.: que troço é esse?). = COISA, LANCE, NEGÓCIO

Confrontar: troco.

tro·car tro·car

- ConjugarConjugar

verbo transitivo

1. Fazer troca de.

2. Inverter a ordem ou o sentido de.

3. Dar o equivalente de (uma moeda em moedas de outro valor).

4. Substituir; permutar.

5. Alternar.

verbo pronominal

6. Transformar-se.

7. Mudar-se; converter-se.

Confrontar: troçar, trucar.

tro·çar tro·çar

- ConjugarConjugar

verbo transitivo e intransitivo

Fazer zombaria ou troça de algo ou alguém. = ESCARNECER, ESCARNIR, RIDICULARIZAR, ZOMBAR

Confrontar: trocar.
pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "troco" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Anagramas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


A minha dúvida é: geladaria ou gelataria? Qual das versões está mais correcta?
As palavras geladaria e gelataria designam o estabelecimento onde se fabricam ou vendem gelados. A variante geladaria deriva da afixação do sufixo -aria ao substantivo gelado, enquanto a variante gelataria deriva da aposição do mesmo sufixo ao italianismo gelato, que significa “gelado”, havendo autores que consideram esta última forma como menos preferencial, visto ser derivada por sufixação de um estrangeirismo.



Como se escreve e porquê: compraste ou compras-te? comoveste ou comoves-te?
A questão que nos coloca diz respeito à diferença entre 1) a forma da segunda pessoa do singular do pretérito perfeito simples do indicativo (ex.: Tu compraste muitas prendas ontem; Comoveste a senhora com a tua história) e 2) a forma da segunda pessoa do singular do presente do indicativo, seguida do pronome pessoal átono reflexo te (ex.: Tu compras-te sempre tantas prendas?; Comoves-te facilmente com qualquer filme).

Os exemplos acima indicados (compraste/compras-te e comoveste/comoves-te) são formas parónimas, isto é, escrevem-se e pronunciam-se de forma semelhante (mas não igual), tendo, porém, significados diferentes.

Uma estratégia importante para empregar correctamente estas formas diferentes é analisar o contexto em que estão inseridas. Vejamos então os contextos do indicativo de 1) e do pronome pessoal de 2):

1) O pretérito perfeito simples do indicativo é um tempo verbal usado para expor uma acção, um processo ou um estado num tempo passado acabado. Trata-se sempre, nestes casos, de uma palavra só, pois corresponde apenas a uma forma verbal (ex.: tu compraste [alguma coisa]; tu comoveste [alguém]). Do ponto de vista da pronúncia, estas formas verbais têm sempre o acento tónico da palavra na penúltima sílaba (ex.: compraste, comoveste). A construção de uma frase negativa não altera a grafia desta forma (ex.: Tu nunca compraste o jornal; tu não comoveste a audiência).

2) A forma da segunda pessoa do singular do presente do indicativo seguida do pronome pessoal reflexo te corresponde sempre a duas palavras, um verbo no presente do indicativo e um pronome pessoal da segunda pessoa, que indica que a acção recai sobre o sujeito (ex.: tu compras-te [para ti próprio] muitas prendas; tu comoves-te [a ti próprio]). Do ponto de vista da pronúncia, a forma verbal tem sempre o acento tónico na penúltima sílaba (ex.: compras, comoves), mas como há um pronome pessoal átono a seguir, é como se a construção verbo+pronome fosse uma palavra só, acentuada sempre na antepenúltima sílaba (ex.: compras-te, comoves-te). A construção de uma frase negativa altera a grafia desta forma, pois o advérbio de negação atrai o pronome para posição pré-verbal (ex.: Tu não te compras muitas prendas; tu nunca te comoves).

pub

Palavra do dia

ra·bu·nar ra·bu·nar


(origem obscura)
verbo transitivo

Preparar a cortiça para fazer as rolhas. = RABANAR

Confrontar: rabonar.
pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/troco [consultado em 18-05-2021]