Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

sabe

sabesabe | adj. 2 g. 2 núm. | adv.
3ª pess. sing. pres. ind. de sabersaber
2ª pess. sing. imp. de sabersaber
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

sa·be sa·be


(origem crioula)
adjectivo de dois géneros e de dois números
adjetivo de dois géneros e de dois números

1. [Cabo Verde Guiné-Bissau]   [Cabo Verde Guiné-Bissau]  Que causa prazer (ex.: o amor é sabe). = AGRADÁVEL, BOM, GOSTOSO

advérbio

2. [Cabo Verde Guiné-Bissau]   [Cabo Verde Guiné-Bissau]  De modo adequado. = BEM


sa·ber |ê|sa·ber |ê|

- ConjugarConjugar

(latim sapio, -ere, ter sabor, conhecer)
verbo transitivo

1. Possuir o conhecimento de. = CONHECERDESCONHECER

2. Não ignorar. = CONHECERDESCONHECER, IGNORAR

3. Estar habilitado para.

4. Ser capaz de. = CONSEGUIR

5. Ter experiência.

6. Ter consciência de.

verbo intransitivo

7. Ter conhecimento.IGNORAR

8. Estar certo.

9. Ter sabor ou gosto.

verbo pronominal

10. Ter consciência das suas características (ex.: o professor sabe-se exigente).

11. Ser sabido, conhecido.

nome masculino

12. Conjunto de conhecimentos adquiridos (ex.: o saber não ocupa lugar). = CIÊNCIA, ILUSTRAÇÃO, SABEDORIA

13. Experiência de vida (ex.: só um grande saber permite resolver estes casos).

14. [Figurado]   [Figurado]  Prudência; sensatez.

15. Malícia.


a saber
Usa-se para indicar em seguida uma lista ou um conjunto de itens. = ISTO É

sabê-la toda
[Informal]   [Informal]  Ter artes e manhas para enganar qualquer um ou ter resposta para tudo; ser astucioso, habilidoso.

Confrontar: caber.

Ver também resposta à dúvida: regência do verbo saber.
pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "sabe" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Anagramas

Esta palavra em blogues

Ver mais

Uma decisão marcada, como se sabe , por suspeitas e investigações que ainda não se encontram totalmente concluídas..

Em O INDEFECTÍVEL

A história deste Mundial já se sabe ..

Em O INDEFECTÍVEL

...que fustiga a terra e que já foi vencido por Jesus ainda esperneia, mas sabe que pouco tempo lhe resta..

Em Blog da Sagrada Família

...no canal de televisão CMTV, o ex-jogador de futebol profissional disse também que não sabe como é que o Benfica fará para manter Rafa Silva, mas diz confiar nas...

Em Fora-de-jogo

...vai embora e vão buscar o Abel [Ferreira]", assegurou Mustafá, garantindo também que já sabe das coisas que se vão passar em Alvalade nos próximos

Em Fora-de-jogo
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


A palavra secção nos novos dicionários de várias editoras sofre alteração e passa a ser seção depois de aplicado o Acordo Ortográfico e não tem as duas grafias. No vosso conversor, secção não é convertida para seção. De qualquer maneira não faz nenhum sentido retirar o c à palavra secção e confunde-se com a palavra sessão na expressão oral, só se conseguindo distinguir na escrita. Como é que se pode explicar isto? Este acordo ortográfico não faz sentido nenhum nem sequer consigo entender como ninguém faz mais nada.
Como previsto pelo texto do Acordo Ortográfico de 1990, as duplas grafias são aceites pelo corrector ortográfico em casos em que a chamada "norma culta" hesita entre a prolação e o emudecimento das consoantes c e p. A "norma culta", que o texto legal tantas vezes invoca como critério para aproximar a grafia da pronúncia, é difícil de aferir, pelo que, para as opções do corrector ortográfico, a Priberam levou em consideração a transcrição fonética ou as indicações de ortoépia registadas em dicionários e vocabulários.

A grafia da palavra secção não sofre alteração com a aplicação do Acordo Ortográfico de 1990, uma vez que, na norma europeia do português, o -c- é pronunciado, como poderá verificar pela consulta de dicionários ou vocabulários com transcrição fonética ou ortoépica, nomeadamente no Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa ou no Dicionário Priberam da Língua Portuguesa. Este caso é semelhante a outros em que a consoante é pronunciada (ex.: adaptar, facto, intelectual, pacto) e que, consequentemente, não sofrem alteração no português europeu com a aplicação do Acordo Ortográfico de 1990.

A pronúncia se[s]ão não corresponde a uma articulação usual no português europeu, mas sim no português do Brasil, onde a grafia seção é a mais usual e coexiste com a grafia secção, correspondendo cada grafia a uma pronúncia diferente.

Estas diferenças de pronúncia entre a norma europeia do português e a norma brasileira originam que, mesmo com a aplicação do Acordo Ortográfico, sejam privilegiadas grafias diferentes em cada uma das normas (ex.: académico, facto e receção, na norma europeia; acadêmico, fato e recepção, na norma brasileira).




Gostaria de saber o porque se usa tanto apartir de ou concerteza sendo que o correto é a partir de e com certeza ?
Este fenómeno acontece frequentemente com locuções muito usuais em que os utilizadores da língua têm dificuldades em identificar as fronteiras das palavras, o que tem como consequência erros ortográficos como apartir de (em vez de a partir de), concerteza (em vez de com certeza) ou derrepente (em vez de de repente).
pub

Palavra do dia

bra·gal bra·gal


(braga + -al)
nome masculino

1. [Antigo]   [Antigo]  Tecido grosseiro, cuja trama é de cordão.

2. [Antigo]   [Antigo]  Porção dessa fazenda (7 ou 8 varas), que servia de unidade de preço, em determinados contratos.

3. [Por extensão]   [Por extensão]  Conjunto da roupa branca de uma casa.

4. [Antigo]   [Antigo]  Conjunto de bragas e grilhões usado para impedir a fuga dos forçados ou condenados.

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/sabe [consultado em 02-12-2022]